Indice

Página Principal

210 - ARTES DIVINATÓRIAS

210.1 - QUIROMANCIA

210.2 - CARTOMANCIA  E TAROLOGIA

210.3 - CRISTALOMANCIA

210.4 - BÚZIOS

210.5 - PÊNDULO (RADIOESTESIA)

210.6 - DICIONÁRIO DE MANCIAS (mânticos)

210.7 - RUNAS

210.8 - I CHING - ORÁCULO

 

Artes Divinatórias, a classificação mais completa das disciplinas mânticas é a de Gwen Le Scouézec, que Alberto Cousté resume mais ou menos dessa forma:

1 - PROFETISMO: - Adivinhação por intuição pura em estado de vigília. É a adivinhação mais natural, intuitiva e interna, considerada, geralmente,como resultado de possessão ou da inspiração de um Deus, ou Deus nas religiões monoteístas.

2 - VIDÊNCIA ALUCINATÓRIA: - Forma de adivinhação intuitiva que se realiza em um estado especial, alucinatório ou hipnótico, a que se pode chegar a diversas adivinhações:

2.1 - ESTADO DE TRANSE: Por meio induzido, aspiração, injeção de uma drogas alucinógena (Farmacomancia); estado hipnótico, cataléptico, agônicos (antropomancia); adivinhação pelo olhar, usando objetos como bola de cristal.

2.2 - ESTADO DE SONHO: Oniromancia espontânea. Sonhos Premonitórios.

3 - ADIVINHAÇÃO MATEMÁTICA: - A partir de uma lógica, com estruturas elaboradas,  que permite movimentos mânticos, neste bloco temos astrologia, numerologia, geomancia, etc.

4 - MÂNTICA DE OBSERVAÇÃO: - Uso de técnicas de observação do objeto alvo, tais como o movimento da natureza como Aeromancia, zoomancia, etc.

5 - SISTEMAS ABOCOMÂNTICOS: - Uso de tabuleiros, oráculos, baralhos, desenhos, uso da intuição com a técnica de leitura.

210.1 - QUIROMANCIA <voltar>

 

ORIGEM:

O conde Louis Hamon (Cheiro) nasceu novembro de 1866 na periferia de Dublin, Irlanda, e morreu em 1936, em Hollywood, EUA, para onde mudara-se na década de 30, tornando-se consultor esotérico de vários artistas. Antes, porém, viveu vários anos na Índia. Além da vidência, possuía também o dom da psicometria.

Apelidou-se Cheiro (pronuncia-se Quíro, de quiromancia - chere: mão, em grego) escreveu livros de profecias, quiromancia e numerologia mística sistema Caldeu.

No século XIX, o número de pessoas que lêem o destino na palma da mão não cessa de aumentar. Um dos mais famosos leitores da mão da época foi, sem dúvida, o conde Louis Hamon, mais conhecido como Cheiro. Deve a sua reputação ao fato de acertar com uma precisão espantosa e de ter adivinhado o caso amoroso e a abdicação do rei Eduardo VIII, cinco anos antes dos acontecimentos.

Muitos estudos científicos e sérios foram efetuados em França, nessa altura, por professores e acadêmicos. Estes trabalhos constituíram a base de estudos posteriores, feitos por psicologistas na Europa e na América no século XX. Muitos dos quiromantes contemporâneos encaram o seu trabalho de forma científica, segundo regras nítidas e reconhecidas, mas o aspecto misterioso da quiromancia como arte mágica de ler a sina continua a existir.

AS NOTÁVEIS PREVISÕES DE CHEIRO:

Cheiro teve famosos, como cliente entre eles se destacam o rei Eduardo VII, o escritor Mark Twain as atrizes Mary Pickford e Lilian Gish, espiã Mata Hari, Horatio Kitchener, ministro de guerra Britânico e  Cheiro leu sua mão em 1894 e disse que seus próximos 20 anos seriam de exitos e sucessos, porém avisou-lhe sobre um acidente no mar que ocorreria em 1916, inclusive sugeriu de evitar entrar no mar naquele ano. Os fatos sucederam-se exatamente como Cheiro havia descrito,  Kitchener, conquistou, venceu glorificou-se como profissional sendo inclusive Ministro da Guerra na Segunda Guerra Mundial. Em 1916, já LORD KITCHENER,  foi convidado pelo Czar Nicolau II para debater o papel da Rússia na guerra, este aceitou o convite e embarcou no navio chamado Hampshire.

O navio Hampshire em que estava o Lord, em 5 de junho de 1916 bateu numa mina Alemã e afundou e muitos tripulantes morreram, entre eles o Lord Kitchener.

Oscar Wilde, foi advertido por Cheiro, que após 8 anos de sucesso, teria sério problemas, e aconteceu exatamente como o previsto, Oscar Wilde foi envolvido em escândalos homossexuais.

Numa visita a New York, os repórteres do Jornal New York World, para testar, mostraram-lhe uma mão recente de um médico, acusado de assassino, que estaria prestes a ser executado na cadeira elétrica.

Cheiro ao ver a cópia da mão no papel, relatou, mesmo sem saber de quem se tratava:

"Não me interessa saber se esse homem cometeu algum delito, sei apenas que em seu quadragésimo quarto ano (44), ele será acusado de homicídio e sentenciado a morte, mas essa pena jamais cumprida, e ele ainda viverá mais 15 anos, morrendo de morte natural".

- Dr. Meyer aos 44 anos foi sentenciado a pena de morte a cumprir-se uma semana depois, porém por erros no processo, a execução foi cancelada e o médico viveu por mais 15 anos aprisionado, morrendo de morte natural no hospital da prisão.

Mão Ativa:

É a mão dominante, aquela em que o operante, mais usa, como escrever. Mostra o que a pessoa está fazendo com suas potencialidades.

Mão Passiva:

É a mão que mostra a tendência do indivíduo, mostra o passado, até o que poderia ser feito e não está sendo aproveitado.

obs: Ambidestros devem  ter a leitura levando em consideração as duas mãos.

 

TIPOS DE MÃO:

A Mão Elementar:

Segundo os quiromantes quem possuir essa mão, são pessoas com instintos primitivos, pessoas que só buscam a satisfação básica da vida. Lutam apenas pela sobrevivência. Ser grosseiro, com desenvolvimento intelectual fraco, fraca imaginação, e vivem para comer, beber e dormir.

Características: Mão rude, dedos truncados, curtos, fortes feitos para o trabalho braçal, vivem para satisfazer seus instintos básicos.

Personalidade: Pessoa rápida, prática, tem muita força de vontade, enfrenta os problemas da vida, não tem medo das dificuldades e encara a dor com muita coragem.

 

A Mão Quadrada:

O tipo quadrado é assim chamado porque a palma tem a forma de um retângulo e o aspecto geral da mão é retangular. A base do pulso forma uma linha reta assim como a base dos dedos e o lado da mão. Os dedos também tem um aspecto retangular. Entretanto, o polegar é geralmente longo, bem formado, alto sobre a palma e bem para fora. São pessoas práticas, lógicas, materialistas, pouco imaginativas, não são idealistas, confiam naquilo que veem, usam a razão pura. Contudo são trabalhadores, sérios, dão duro, não tem medo do trabalho. Porém aparentemente parecem religiosas em alguns casos, pois são tradicionais, sociais, mas seguramente são mais superticiosas.

Características: Mão quadrangular, ponta dos dedos quadradas.

Personalidade: Ordeiro, segue as regras,  mãos realistas. Sabe enfrentar as agruras da vida. É mão de quem põe a mão da massa com organização e coerência. 

A Mão filosófica:

Quem tem esse desenho de mão, são pessoas voltadas para a filosofia, Pessoas solidárias, inclinadas ao ascetismo, os religiosos, movimentos espiritualistas, místicos, monges, voltados a arte, ciências. Porém quando a MÃO É RETANGULAR e o dedos filosófico, temos um tipo de pessoa prática, com base na razão cientifica e ao mesmo tempo altamente espiritualistas.

Características: Os dedos nodosos revelam a pessoa é minuciosa. Mão longa, dedos longos, fina, ossuda, nodosas nas articulações,  revelam que essas pessoas gostam de estudar e ler. Pessoa minuciosa.

Personalidade: Monges, estudiosos, tradutores, estudiosos e meticulosos, pintores, músicos, ocultistas, alquimistas, geralmente quem tem essa mão não se preocupa com as riquezas materiais. Contudo é mão de pessoas com um alto grau de inteligência.

A Mão espatulada:

Grandes trabalhadores, nervosos, ativos, pessoa prática, porém são levadas pelos impulsos, obsessivas e violentas em alguns casos.

 

Características:Ativos, nervosos, pontas de dedos em forma de espátula, mãos irregulares, dedos largos e achatados, palma da mão irregular.

 

Personalidade:Extrovertida, pessoas de ação, dinamismo, impulsivas, criativas, pés no chão, realistas, inovadoras, tenazes e autoconfiantes.

A Mão Cônica ou Artística:

É uma mão graciosa, com dedos afilados, sensíveis, de pessoas com vocações artísticas, amor pela arte e beleza.

Características: dedos bem desenhado, bem torneados, suaves, pele fina, quando a mão é gorda, fraca, flexível, indica pessoa teórica, sem capacidade de terminar na prática seus sonhos e idealizações, porém sensual, com apetite sexual acima da média.

Quando a mão é mais firme, indica pessoa que sabe explorar suas capacidades artísticas.

Personalidade: Românticas, sentimentais, impulsivas, intuitivas. Preguiça para o trabalho pesado, pessoas com essas mãos, desistem de trabalhos que exigem força de trabalho manual pesado. Indolência natural,  dificulta resultados imediatos que exige trabalho metódico. Pessoas com essas mãos criticam mais do que criam.

 

A Mão Psíquica  ou Idealista:

Mãos dos místicos, sensitivos, idealistas, espiritualistas. Impressionáveis em  casos negativos, pessoas superticiosas e fanáticas.

Características:Dedos longos e afinados, tanto a mão como os dedos, são arredondados sem nódulos.

Personalidade:Não feitas para o trabalho pesado, essa pessoa ignora o lado prático da vida material. Possuem dificuldades de se adaptar na vida material.Em caso de negativismo na sua vida pessoal, desesperam-se e põem fim a própria vida suicidando-se revelando fraqueza psíquica

.

A Mão Mista:

São mãos irregulares, pois traz várias misturas caracterizando pessoas versáteis, combina várias pessoas numa só, é uma mão bem comum.

Características: Dependendo da combinação prevalece o número maior de tipos, se os dedos indicador, e o maior mais o polegar, forem espatulados, prevalece o espírito prático, se forem idealistas, prevalece o idealismo se forem quadrados, se forem cônicos, troncudos, nodosos, enfim existe uma série de interpretações neste tipo versátil de mão.

Personalidade: Pessoas versáteis, se adaptam ao meio em que vivem com mais facilidade. Geralmente essas pessoas, fazem várias coisas ao mesmo tempo.

 

TAMANHO DAS MÃOS:

Verifica-se a mão em relação ao tamanho do corpo, por isso elas devem ser vistas pelo conjunto da obra, uma pessoa pequena pode ter mãos grandes que seriam pequenas num a pessoa grande, portanto o senso de observação deve ser levado em consideração, pelo leitor.

MÃOS PEQUENAS:

Pessoas de visão abrangente, voltadas para a globalização das coisas e situações.

MÃOS GRANDES:

Pessoas meticulosas, detalhistas, mãos de artistas, de técnicos como dentistas, pessoas que lidam com a precisão dos dedos. Porém se são mãos muito grandes, demonstram seres bizarros, esquisitas, fora do contexto em que vivem, tornando-se antisociais e até agressivas.

MÃOS ESTREITAS:

Demonstram pessoas com pouca visão do mundo, vivem num mundo radial que tem poucos metros periféricos. Rigidez nas idéias, preconceitos, falso juízo, e essas caracteristicas se acentuam  quando a mão é pouco flexível.

MÃOS LARGAS:

Demonstram pessoa com capacidade de integração, mente aberta, positivas, receptivas, adaptabilidade, se a mão for muito flexível, indica pessoa que muda de idéia, concorda facilmente, já as mãos rígidas, pertencem a pessoas que dificilmente mudam de opinião, teimosas.

MÃO FINAS:

Quando trazem uma cavidade no centro, são de pessoas sem autoconfiança, que não sabem se defender sozinha, não conseguem viver só. Pertencem a pessoas tímidas, introvertidas e em alguns casos pessimistas.

 

FLEXIBILIDADE:

MUITO FLEXÍVEL:

Quando curva-se facilmente para trás, chegando a um angulo de até 90º , revela pessoas manipuláveis, impressionáveis, generosa ou perdulária.

MODERADAMENTE FLEXÍVEL:

Quando a curva não é tão acentuada, indica adaptabilidade, coerência, capacidade de ouvir as pessoas, tendência de fazer várias coisas ao mesmo tempo.

MÃO FIRME:

Curva-se muito pouco, mesmo com pressão, mostra pessoa com força vital, aceita novas idéias, mas tem dificuldade de adaptação. Tendência de esconder sentimentos, introvertida em algumas situações.

MÃO RÍGIDO:

Não curva-se para trás, essa pessoa tem dificuldade de adaptar-se ao vida nova, gosta das tradições, do passado, segregada, isolamento, não gosta da vida social, não divide sentimentos. Porém são pessoas obstinadas, quando põe na cabeça uma coisa geralmente conseguem. Cautelosos, responsáveis, cumpridores dos deveres, exigentes e inflexíveis em idéias e atitudes.

LINHAS DA MÃO:

É fácil entender como funciona as linhas da vida, basta pensar logicamente, dentro de um padrão cientifico. As linhas da vida são como as ruas de uma cidade, ora possui avenidas largas, com fluxo fácil, ora vielas, ruelas, pontes caídas, atalhos, bloqueios, ruas estreitas, e são essas ruas que no caso das mãos demonstram o fluxo de energias que transportam as mesmas de um local para outro, de um órgão para outro, elas podem vaticinar dos acontecimentos cruciais da vida de quem as possui.

Se uma rua é cheia de buracos, fendas, dificultando que os transeuntes andem assim será com a energia, demonstrando a dificuldade que passará a pessoa por aquele momento.

As linhas tem que ser lidas junto com os MONTES, pois as linhas transportam e os montes armazenam as energias.

Vamos estudar agora as principais LINHAS DA MÃO, que são:

Linha da Vida, linha do coração, linha da cabeça e linha do destino.

A linha da vida revela a vitalidade e registra os acontecimentos periódicos (dia a dia), de cada pessoa. A linha do coração reflete os sentimentos o lado emocional, relações sentimentais; a linha da cabeça demonstra a capacidade intelectual do indivíduo e a linha do Destino que demonstra os principais acontecimentos na vida da pessoa, principalmente o lado realizador e profissional da pessoa.

Linhas difusas, fracas, revelam perda de energia, ilhas, elos, fendas, buracos, revelam energias divididas, bloqueadas, enfim todos os sinais devem ser observados com coerência e raciocínio lógico, pois a quiromancia exige o SENTIDO DE OBSERVAÇÃO E BOM SENSO.

O SIGNIFICADO DAS LINHAS

Linhas finas Percepção, sutiliza
Linhas Profundas Sentimentos fortes, simpatias antipatias marcantes
Poucas Linhas; pele grossa A energia é mais física do que nervosa
Poucas Linhas bem marcada pele fina e delicada energia intelectual, intuição
Muitas Linhas energia nervosa
Muitas Linhas e as principais são bem delineadas; as outras são superficiais energia nervosa bem canalizada
Muitas linhas, mas todas superficiais Pessoa nervosa, impressionável.
Muitas linhas, com pele muito fina Pessoa extremamente sensível
Todas as linhas profundamente marcadas Pessoa que sente tudo profundamente e que tem conflitos interiores
Todas as linhas profundamente marcadas e montes bem desenvolvidos Pessoa impetuosa
Todas as linhas profundamente marcadas e montes achatados ou inexistentes Desejos mais intelectualizados do que emocionais
Linhas principais mal delineadas, com elos, quebras e ilhas Tensão nervosa e física, tendência a histeria quando pressionada
Linhas secundárias ondulantes como cobras formando grupos confusos Sobrecarga de estímulos nervosos, exaustão física
Linhas largas, fundas e pele grossa Inteligência subdesenvolvida
Linhas pálidas falta de energia
Linhas amarelas inibição e nervosismo
Linhas vermelhas sentimentos fortes
Linhas rosadas bem marcantes mente e corpo sãos.

Figura 09

LINHA DA VIDA:

Linha de Vênus

Circunda o dedo polegar, dedo que segura e participa de todas as atividades práticas do homem, é o dedo base. Esta linha revela a existência terrena, começa a contar a vida terrena na base do dedo e a linha vai em direção ao pulso, quanto mais longa, mais longevidade terá a pessoa. O que deve-se entender, é a dupla função dessa linha. Uma indica as doenças do indivíduo ao longo da vida, e a outra indica a data em que estas vão ocorrer.

Cheiro fala sobre essa linha: - Quando fina e profunda indica força nervosa e força de vontade, as linhas finas resistem melhor as doenças. Já as linhas largas denotam força muscular, com anéis (elos) indicam má saúde, fragilidade, principalmente se a mão for macia, mãos firmes indicam resistência a doenças. Quando essa linha é bloqueada pela linha da cabeça, falta de inteligência em alguns casos cruciais da vida, quando para na linha do coração, indica que afeições sentimentais, vão interferir na vida da pessoa.

Outros quiromantes falam dessa linha:

Cumprida e funda: Pessoa mostra excelente vitalidade e força de vontade, sabe viver e contorna fácil os problemas.

Curta, funda mas clara: queima fácil suas energias, impaciente, vive intensamente mas de forma negligente.

Curta e Fraca: Pessoa egoísta, superficial, só pensa em si mesmo. Saúde fraca, insatisfação.

Terminada no monte da Lua: Pessoa que gosta de viajar, não para em lugar algum.

10 - Montes

Curvada em direção ao monte da lua: Gosta de viajar, passear, mas sente saudade e acaba voltando a sua terra natal.

Unida a linha da cabeça em seu começo: Conservador, ligado a família, enquanto estiver juntas indica a dependência e influencia familiar, quando separa-se mostra exatamente a idade da independência da pessoa.

Com bifurcação antes do seu término: Indica que a pessoa se torna mais aventureira, mais espiritualizada com o passar dos anos.

Cortes:  (Formando uma cruz) indica bloqueio, interrupção, dificuldade momentânea se a linha continuar.

Na figura 09 temos: 1) Anéis; 2) Cortando o monte de vênus; 3) formando um semicírculo na palma da mão; 4) subindo até o monte de júpiter; 5) acabando perto do monte de marte.

O polegar pertence a Vênus, representa o próprio homem em suas três especificações: 1ª Falange = Razão (vontade); 2ª Falange = Sentimento (Lógica); 3ª Base (raiz do polegar) = Sentidos.

Figura 11: A esquerda uma linha da vida fraca (até a metade da vida); a direita uma linha da vida forte.

LINHA DO CORAÇÃO:

Linha de Júpiter

Acima temos uma variação de linhas do coração, encontradas nas mãos das pessoas. Esta é a linha dos amores, das afeições, dos sentimentos. Segundo Cheiro se ela for excessivamente longa, revela uma pessoa  ciumenta, se torna e, ciúme doentio se a linha se inclina para o monte da lua (fantasias).  Quanto mais curta for a linha do coração, menos se manifestam os sentimentos de afeição.

Uma linha do coração com nós, elos, indica relações inconstantes, sujeito galanteador, superficial, incapaz de afeições duradouras.  Se esta linha é larga, apagada ou superficial assim será suas relações amorosas, se voltada para a linha da cabeça, indica sujeito que não se deixa envolver no amor, usa mais a razão do que o coração. Uma linha fina sem ramificações revela a frieza do individuo em relação a suas relações amorosas. Se o monte de vênus for volumoso, revela uma pessoa brutalmente sensual. Uma linha da vida cortada, revela um acontecimento trágico na vida de afeições da pessoa que será lembrada por toda sua existência, sem se conformar com a perda da pessoa amada.

Opinião de outros quiromantes:

Fraca e cheia de elos: O indivíduo sofreu desilusões em sua vida amorosa.

Terminada no Monte de Saturno (maior dedo): Indica pessoa idealista, que procura perfeição em suas relações emocionais, por esse motivo exige muito de si mesmo, cobrando demais da pessoa amada.

Terminada no Monte de Júpiter (dedo indicador): Indivíduo que se apaixona profundamente, , é fiel, firme em suas afeições e raramente casa com alguém abaixo de seu nível social, não costuma separar-se, por ser uma pessoa apegada a familia.

Terminada entre os Montes Saturno e Júpiter: Gostar de amar e ser amado, indivíduo que amadurece na mesma reencarnação em nível de relação amorosa. Tem como virtude aceitar a pessoa como ela é.É linha que equilibra o AMOR e a RAZÃO

Terminadas abaixo do monte de júpiter: Na mão masculina indica feminilidade, na mão feminina indica masculinidade.

Terminada bem encima do monte Júpiter: Indica amor a Deus, amor espiritualizado, linha muito rara, pessoas que a tem sofrem muito por desconhecerem suas razões reais, pois não encontram no casamento humano a complementação de seus anseios.

Atravessando a palma da mão de ponta a Ponta: Pessoas profundamente humanitárias, filantrópicas, pessoas que não se deixam envolver por um único amor, cultuam o amor universal. Não aceitam a possessividade.

Terminada no Meio da Palma da mão: Linha de uma mão que ama até certo ponto. Não se entrega totalmente em sua relações vivendo de uma forma que não se deixa prender.

Todos os seres desejam amar e ser amados, porém cada um a seu modo.

Figura 13: A esquerda a linha do coração HUMANITÁRIA, e a direita a Linha do amor terminada entre Júpiter e Saturno

LINHA DA CABEÇA:

Linha de Marte

Esta linha é uma das mais importantes, junto com a linha da vida e a linha do coração, revela o nível de inteligência, hereditariedade, capacidade de concentração, de discernimento e criatividade, se ela é igual nas duas mãos é porque a pessoa está seguindo suas inclinações naturais. Ondulada revela falta de perseverança. Segundo cheiro, Fina nítida e profunda revela o bom pensador, inteligente; Larga mas superficial, revela inteligência mediana; muita espessa revela pouca concentração, pessoa vacilante; Espessa e grosseira, revela pessoa com vigor físico porém pouca inteligência. De acordo com Cheiro a Linha da cabeça pode ter  três começos:

1º) No interior da Linha da Vida: são das pessoas nervosas, circunspecta, capaz de práticas insensatas, natureza hipersensível. Discutem por bobagens, se esta se inclina para o monte da luz, a pessoa pode ter momentos de insanidade, ou se tornar insana. Quando termina no meio da mão, pode ser alcoolismo, problemas com a cabeça, etc.

2º) Unida a Linha da Vida: pessoa freia sua capacidade criativa, força mental, perseverança, luta pelo dever e justiça, quando bifurcada no final demonstra indecisão, indivíduo oscila entre o que é prático e o que é imaginativo.

3º) Separada da Linha da Vida: Neste caso quando o espaço não é muito grande revela uma pessoa, rápida, independente, indivíduo sabe enfrentar os embates da vida, porém quando a linha se curva para baixo, em direção ao monte da lua, representa ociosidade, quando sobe para o monte de marte, indica liderança, PODER ORGANIZADOR, se a linha está muito separada, indica um caráter modesto. Quando ela começa no monte de júpiter, revela o brilhantismo na vida da pessoa.

Segundo outros estudiosos temos os seguintes prognósticos:

 Com Ilhas (elos): Revela personalidade atormentada, durante o período das ilhas, dificuldade de concentração, drogas, perturbações psicológicas, quanto maior as ilhas, mais grave a situação

Cortes: Interrupção de uma tarefa, crise, dificuldade e principalmente transição, sempre provocada por acontecimentos repentinos.

Linha Simiana: "Linha de Símio" - Quando a linha do coração se une a linha da cabeça formando uma só, neste caso une-se em forças, formando dessa forma uma pessoa tenaz, forte, batalhadora, porém voltadas ao fanatismo e ao crime, conforme a revelação de outras linhas com grande capacidade de realização, por outro lado, é uma pessoa que oscila entre os sentimentos do coração e a razão, gerando um conflito interno, fazendo com que essa pessoa oscile entre os extremos, caso outras linhas circundantes não ajudem essa energia fluir, essa pessoa poderá revelar tendência violenta e atitudes imprevisíveis. Quando apresentam um polegar pouco desenvolvido demonstra pessoas com debilidade mental.

Curta e Reta: Mente analítica orientada numa só direção. Ambiciosa, prefere só falar de seus objetivos. Teimosa.

Bifurcada com uma das Pontas para Baixo: A bifurcação apesar de levar a dúvida, é ao mesmo tempo sinal de equilíbrio, porque a pessoa consegue medir os dois lados da questão. No caso é uma pessoa mais equilibrada do que em dúvida

Levemente Inclinada para o Monte da Lua: Pessoa com imaginação fértil, criativa, inventiva, mas porém racional.

Fortemente  inclinada para o Monte da Lua: Pessoa com extraordinária imaginação, mas suas fantasias pode levá-lo a fugir da realidade. Escritores, compositores, artistas possuem essa linha, principalmente quando ela acompanha a linha da vida paralelamente.

Longa cortando a palma da mão: Pessoa com essa linha tem a capacidade de perceber o que está oculto nos outros, discernimento.

Clara e Funda: Pessoa que pensa com clareza.

Reta: Racionalidade nas decisões.

Recurvada: Indica Criatividade.

Figura 15: A esquerda uma Linha clara e reta a direita uma linha curvada

LINHA DO DESTINO:

LINHA DA FATALIDADE ou LINHA DE SATURNO -

Não aparece em todas as mãos, mas sua existência torna as outras mais estáveis, esta linha fala do destino, da família, da carreira, da profissão, do dom natural das atividades profissionais do individuo,da relação da pessoa no mundo. Sem esta linha a pessoa jamais se realiza integralmente na vida profissional. Porém quando ela é forte e definida a pessoa tem força de vontade e perseverança no caminho escolhido.

Localização: Começa na base da palma da mão, entre os montes de Vênus e da Lua e sobe em direção ao monte de saturno.

Forte e Profunda: Amplas possibilidades de realização das potencialidades pessoais. Sinal de autoconfiança, determinação e satisfação no trabalho.

Fina e superficial ou inexistente: indica necessidade de grande empenho e muita luta para a realização profissional. Frustrações e falta de um interesse na vida.

Ondulada: Falta de perseverança quanto ao rumo profissional a seguir. Tendência a fazer vários tipos de trabalho, sem especializar-se em nenhum.

Unida a linha da vida: quando seu inicio é paralelo a linha da vida, revela a dificuldade em engajar-se numa profissão. Quando começa exatamente sobre a linha da vida formando uma só, influencia paterna na escolha da profissão.

Começando no monte da Lua: indica mudanças constantes no rumo da vida. Existência de muitas potencialidades, com possibilidade de realização em várias profissões.

Estendendo-se até o monte de Saturno: Indica vida até idade bem avançada.

Terminando no monte de Júpiter: Pessoa cuja profissão envolve liderança ou contato com o público.

Terminando entre os montes de Saturno e Apolo: Indica profissão ligada às artes; possibilidade de ter muito dinheiro e glória.

Com ilhas (elos): Obstáculos na realização pessoal e profissional.

Com cortes: Indica períodos de transição e falta de orientação profissional.

Ramos Ascendentes: Quando saem pequenos ramos revelam fortalecimento da linha a partir da idade onde se encontram.

Ramos Descendentes: Indicam fracassos na carreira, na altura da idade onde se encontram.

Com Início tardio: Quando a linha de Saturno começa mais elevada na palma da mão, indica demora na descoberta da vocação.

Quando a linha do destino, começa na palma da mão, se encontra com a linha do coração e segue ela: presságio de um casamento feliz.

Quando a linha do destino, é bloqueada pela linha da cabeça: indica que o indivíduo estragará sua carreira por falta de inteligência. Quando a linha do destino é bloqueada pela linha do coração: indica que as paixões, o amor irá atrapalhar o êxito profissional

Dupla linha do destino: indica vida dupla, pessoa com dois lares.

Começar dentro do monte da Lua: Indica pessoas com contato profunda com a vida psíquica e espiritual.

LINHAS SECUNDÁRIAS:

LINHA DE APOLO (SOL):

Está associada a beleza, à criatividade, ao amor e à arte.

Esta linha quando aparece clara, indica honras, grande realização, sucesso dinheiro. Está associada a arte, como música, poesia, pintura, amor pelo belo.

Quando longa indica que a pessoa consegue o que almeja,  quando começa no pulso, indica que a pessoa vai conseguir e tem talento artístico.

No Monte da Lua: Imaginação, faculdade criadora.

No Monte de Marte: Disposição para lutar a fim de vencer.

No centro da Palma da mão: Sucesso depois de luta atribulada.

Na linha do coração: Sucesso depois de muita luta, muito emoção.

Esta linha termina  na base do dedo anular. Uma estrela no fim da linha indica triunfo.

LINHA DE MERCÚRIO

(SAÚDE):hepática

Esta linha é também chamada linha da saúde ou linha do estômago e está relacionada com o estômago.

Parte junto ao pulso em direção ao monte de mercúrio dedo mindinho. O ideal é não ter esta linha, porque quando ela existe é para relatar problemas de saúde. Principalmente quando esses problemas forem cruciais e fatais.

Porém elas também retratam a recuperação e a luta pela vida.

Quando for forte e profunda indica constituição forte, saúde.

Quando for com cortes, indica problemas de saúde, estômago, esôfago, intestinos, tensão nervosa,  fígado

LINHA DE URANO (Linha da Intuição):

É a linha dos mistérios, das ciências ocultas, linha da intuição, é a linha dos médiuns, videntes, curandeiros, magos, bruxos. É uma linha rara, em geral aparece incompleta, isso apenas indica a evolução dos poderes paranormais.

VIA LASCIVA OU LINHA DE  NETUNO:

Surge como uma ramificação da linha da vida e se desloca para o monte de Marte inferior ou para o monte da Lua. Indica tendência as drogas (fumo,alcoolismo, etc), paixões desenfreadas, vida desregrada. Se aparecer com ilhas, aponta desregramento grave na vida da pessoa.

BRACELETES OU RASCETES:

Estas linhas tem pouco importância, mas são encontradas em número de três e significa para os gregos bracelete da Saúde, da fortuna e da Felicidade. Quando esses laços em volta do pulso estão arqueados revela a fragilidade da pessoa em tal questão.

LINHAS DO CASAMENTO E DOS FILHOS:

Estas são linhas que aparecem ao lado da mão. Como mostra na figura abaixo, essas linhas são contestadas por alguns quiromantes, mas de qualquer forma é uma forma de ver o número potencial de filhos e de relacionamentos sérios.

SINAIS E MARCAS:

CRUZ: Depende do lugar onde se encontra, porém ela indica alga desagradável. No monte de Júpiter: Casamento feliz. No monte de Saturno: Misticismo melancólico; No Monte de Apolo: Obstáculos na carreira artística; No Monte de Mercúrio: Desonestidade, cleptomania; No monte da Lua: Exagero, autodecepção; No monte de Vênus: Tragédia no Amor; No final da linha da vida: Velhice feliz; Na parte inferior do dedo de júpiter: Atitudes lascivas; Na parte inferior do dedo de mercúrio: Castidade.

ESTRELA: É um sinal predominantemente favorável. Representa sempre, sucesso, vitória, conquista, coragem, empenho, muita sorte, herança. Somente no dedo de saturno que a estrela adquire um sinal negativo, como fatalismo,  na ponta do dedo, significa perigo. Na ponto dos demais dedos, significa sorte, na ponta do polegar, sorte porém com muito esforço. Na base do polegar, vida atribulada com mulheres, perigo com alturas, queda em escada.

GRADES: São energias concentradas, depende muito do monte onde estão situadas. No monte de vênus, a pessoa deve acautelar-se com os prazeres do amor e do sexo. No monte de Apolo, elas causam dispersão de interesses. No monte de Júpiter: Orgulho; No monte de Mercúrio: Desonestidade; No monte de marte Passivo: Irritabilidade; No monte da lua: Imaginação fértil, pessoa aluada, se aborrece fácil.

No centro da Palma da Mão: Receio, temor sem motivos.

QUADRADO: São marcas de proteção. Os quadrados só perduram durante o período da dificuldade. Se uma linha estiver quebrada e existir um quadrado protegendo essa quebra, significa que a pessoa será auxiliada durante desse período. 

TRIÂNGULO: Geralmente é uma proteção espiritual, portanto são favoráveis. Monte de Vênus: Controle sobre as Paixões; Monte de Júpiter: Liderança, diplomacia, influência com pessoas com quem convive; Monte de Saturno: Talento para estudos profundas; Monte de Apolo: Talento para artesanato; Monte da Lua: Imaginação usada com sabedoria; Monte de Saturno: Conhecimento de Magia Negra; Monte de Marte: Calma em momentos de crise; Linha da vida: dependendo do lugar, indivíduo que fala demais; Ao redor do Pulso: Bom casamento; No final da linha da cabeça: Faculdade divinatória.

PONTOS: Bloqueio temporário de energia. Na linha da Cabeça: Depressão. Na linha do coração: Doença cardíaca ou amor fatal. Na linha do Destino: Problemas temporários no local de trabalho.

ELOS: Mostram que as energias não estão circulando livremente. Na linha da Vida: Possíveis dificuldades de saúde; Linha do coração: Insegurança no amor, ciúmes doentio; Linha da Cabeça: individuo é dispersivo e confuso em seu raciocínio.

ILHAS: São energias dispersas. Na linha da vida: Fragilidade; Linha da Cabeça: Enxaquecas, problemas no cérebro, doenças mentais, fobias, doenças psicológicas; Linha do coração: Problemas no amor, fragilidade nas relações, dor e sofrimento. No lado da saúde, significa problemas no coração; Na linha do destino: Severa perdas materiais, contrariedades, problemas na carreira; Na linha da Saúde: Problemas grave de saúde.

BARRAS: São dificuldades no caminho, também sinais de advertência. Término de um amor, desemprego, doença, mas geralmente são periódicas e não fatais.

ANEL DE VÊNUS: É um bom sinal para se ter nas mãos, porém como tudo pode revelar alguns problemas, pois pode revelar teimosia, pessoas perigosas indolentes, especialmente em mãos flácidas, com um monte da lua exagerada. Já numa mão firme, dura, ele revela a praticidade, pessoa ativa. Bem formado e claro, amor e talento pela arte e pela literatura. Quando cortado por uma linha que parte lá do monte da lua, revela um amor que estraga sua vida. Com muitos cortes, revela histeria. Revela tendência ao filantropismo incondicional.

ANEL DE SALOMÃO: Conhecido por anel de Saturno. Semicírculo, é um sinal dos professores, mestres, capacidade de liderança, ensinamentos,   segundo a lenda todos que trabalhassem no templo de salomão teriam que ter essa marca.

TRIÂNGULO MÍSTICO: Está localizado na palma da mão, entre as linhas da cabeça e do coração, indica que a pessoa tem faculdades psíquicas acentuadas e é conhecedora das ciências ocultas.

Portanto existem interpretações que devem ser levadas em conta, de acordo com outras linhas.

MARCA DO CURADOR: São aqueles que curam, geralmente nas pessoas vocacionadas como: enfermeiros, professores, médicos, curandeiros.

MONTES:

Os Montes são reservatórios de Energias. Existem 8 em cada mão, sendo cinco nas bases dos dedos e três distribuídos pela palma da mão.

MONTE DE JÚPITER: (Liderança e Independência)

Na base do dedo indicador, este monte pode ser:

Normal: Aspectos positivos em destaque.

Muito desenvolvido: Aspectos negativos em destaque.

Achatado e fraco: irresponsabilidade, incapacidade de assumir tarefas.

Qualidades: generosidade, sociabilidade, carisma, inspiração, capacidade de comando.

Aspectos Positivos: Otimismo, idealismo, generosidade.

Aspectos Negativos: Falta de confiança, egoísmo, vaidade, arrogância, ambição desmedida.

MONTE DE SATURNO: (Cautela e Solidão)

Na base do dedo médio, este monte pode ser:

Normal: Aspectos positivos em destaque.

Muito desenvolvido: Aspectos negativos em destaque.

Achatado e fraco: irresponsabilidade, incapacidade de assumir tarefas impostas pela vida, imaturidade emocional.

Qualidades: interiorização, personalidade voltada sobre si mesma.

Aspectos Positivos: autopreservação, introspecção, busca interior, prudência, equilíbrio.

Aspectos Negativos: retraimento amedrontamento,personalidade rígida.

 

MONTE DE APOLO - SOL: (Fama e Senso Artístico)

Na base do dedo anular, este monte pode ser:

Normal: Aspectos positivos em destaque.

Muito desenvolvido: Aspectos negativos em destaque.

Achatado e fraco: Pouca  energia física, falta de senso pelo belo, ceticismo, falta de prazer pela realização de coisas na  vida.

Qualidades: Artista, prazer pela vida, gosto por artes em geral e pela beleza, educação e cultura.

Aspectos Positivos: artes em geral.

Aspectos Negativos: Preocupação com o prazer, gloria, fama tornando-se uma pessoa superficial.

 

MONTE DE MERCÚRIO: (Reflexão e Equilíbrio)

Na base do dedo mínimo, este monte pode ser:

Normal: Aspectos positivos em destaque, como talento comercial.

Muito desenvolvido: Aspectos positivos em destaque, porém com tendências negativas, como fofoqueiro, mentirosas, cleptomaníacas, e na saúde doenças do sistema nervoso, doenças nas vias áreas, bronquite, insônia, catalepsias, infecções garganta, lingua .

Achatado e fraco: Falta de capacidade de expressão, de comunicação, falta de capacidade de contato.

Qualidades: Talento para a comunicação, escrita oral, Atores, diplomatas, oradores, vendedores.

 

MONTES DE MARTE:(Ambição e Persistência)

Os montes de marte são em número de dois e representam as tendências dinâmicas e egoísticas da personalidade do indivíduo.

MARTE SUPERIOR: Abaixo do monte de mercúrio, este monte pode ser:

Normal: Aspectos positivos em destaque.

Muito desenvolvido: Aspectos negativos em destaque.

Achatado e fraco: Falta de vigor.

Qualidades: Determinação e resistência passiva.

MARTE INFERIOR: Entre os montes vênus e Júpiter.

Normal: Aspectos positivos em destaque. Coragem para enfrentar a vida e todos os seus problemas, não foge da luta

Muito desenvolvido: Aspectos negativos em destaque, indica uma pessoa sangue quente, temperamento elevado, uma sexualidade intensa e apaixonada.

Achatado e fraco: Pessoa tranquila, passiva, introvertida, não se mete em brigas, pacata.

Qualidades: Coragem, auto-afirmação, vitalidade, representa as qualidades ATIVAS.

 

MONTE DE VÊNUS: (Sensualidade e materialismo)

Na base do polegar, este monte pode ser:

Qualidades: O amor em todas as suas manifestações, sensibilidade, amabilidade, alegria, paz.

Normal: Aspectos positivos em destaque, revela vitalidade de energia, capacidade de amar e ser amado.

Muito desenvolvido: Aspectos negativos em destaque. Intensa paixão física, gosto pelo sexo, comida, bebida, luxúria, podendo desenvolver agressividade.

Achatado e fraco: Baixa energia sexual, falta de prazer pela vida carnal, amor platônico.

 

MONTE DA LUA : (Intuição e Psiquismo)

Na palma da mão acima do pulso e ao lado do monte vênus, este monte pode ser:

Normal: Aspectos positivos em destaque. Indica uma boa dose de imaginação, interesses pela religião, misticismo.

Muito desenvolvido: Força subconsciente, imaginação em excesso, viver mais na imaginação do que vida real, sonhadora, romântica, forte impulso para cuidar e se preocupar com os outros

Achatado e fraco: Realista, falta de imaginação, obtusa, cética, desprezo por coisas que não pode ver.

Qualidades: Impressões subconscientes,  .

Aspectos Positivos: Artes esotéricas, ama as artes, gosta da música calmas como new age, clássicas, mistérios, viagens, videncia.

Aspectos Negativos: Lunática, sonhadora em excesso, fora da realidade, pouca força mental., isolamento Gastrites, úlceras, depressão, palpitações cardíacas.

<voltar>

210.2 - CARTOMANCIA e TAROLOGIA <voltar>

210.2.1 - CARTOMANCIA

CARTAS COMUNS

Poucos sabem mas as cartas normais que são usadas nos jogos populares, como a “sueca”, também são usadas para práticas divinatórias.

0 descobrimento da gravação em madeira propagou por toda a Europa os jogos de cartas. Existem métodos inumeráveis para se lerem as cartas, mas citaremos apenas os mais comuns; para este jogo adivinhatório utilizam-se 32 cartas que são: ás, rei, valete, dama, dez, nove, oito e sete nos naipes de ouros, copas, espadas e paus.

 

NAIPE DE OUROS:

Ás: gozo, dinheiro, êxito e boas notícias, quando na posição certa; ao revés, gozo de curta duração.

Rei: homem leal e potente; ao revês, homem de boa vontade, mas cheio de contrariedades.

Dama: mulher honrada, amorosa e suscetível; ao revés, mulher zelosa e muito cortesã.

Valete: enamorado e galanteador; ao revés, embusteiro.

Dez: fortuna, êxito e honras; ao revés, debilidade.

Nove: dinheiro inesperado e triunfo amoroso; ao revés, presente de pouca importância.

Oito: solução vantajosa; ao revés, dificuldades nos empreendimentos.

Sete: amores contrariados, cobrança de uma conta esquecida; ao revés, pequeno débito coberto.

 

NAIPE DE COPAS:

Ás: carta amorosa e notícia satisfatória; ao revés, visita de amigo.

Rei: homem franco e leal; ao revés, homem avarento e obstáculo imprevisto.

Dama: mulher amorosa; ao revés, mulher que oferece obstáculos a um casamento.

Valete: militar, ou jovem alegre e simpático; ao revés, militar zeloso ou rejeitado.

Dez: gozo, triunfo, surpresa; ao revés, ligeira inquietação. Nove: êxito e satisfação; ao revés, temor pássaro.

Oito: triunfo no amor; ao revés, indiferença.

Sete: matrimônio e paz no coração; ao revés, angústias.

 

NAIPE DE ESPADAS:

Ás: carta ou notícia próxima; ao revés, notícia desagradável.

Rei: militar ou camponês perigoso; ao revés, perigo iminente, discussão com amigo.

Dama: camponesa maledicente; ao revés, danos produzidos por calúnia.

Valete: notícias mal interpretadas por um mau servidor ou militar de má conduta; ao revés, más notícias.

Dez: viagem; ao revés, má viagem.

Nove: atraso e contrariedade; ao revés, distúrbios amorosos ou de família.

Oito: proteção, êxito nos amores; ao revés, intentona inútil.

Sete: boa notícia; ao revés, tagarelice de criança.

 

NAIPE DE PAUS:

Ás: triunfo e prazer; ao revés, tristeza e má notícia.

Rei: homem perverso ou magistrado venal; ao revés, impotência do malvado, processo perdido.

Dama: viúva ou mulher abandonada; ao revés, mulher perigosa e equívoca que deseja casar-se novamente.

Valete: jovem de má conduta; ao revés, jovem que medita uma traição.

Dez: empresa fracassada, prisão ou desgraça; ao revés, prisão passageira ou de pouca duração.

Nove: atraso, obstáculo, morte; ao revés, perda de um parente.

Oito: doença próxima, má notícia; ao revés, matrimônio fracassado.

Sete: penas de pouca duração; ao revés, intriga sem importância.

 

Alguns estudiosos do tema consideram que os quatro naipes também podem ser associados aos períodos de um dia ou de uma vida, sendo atribuída a cada um deles a regência de ¼ dessas extensões do tempo. O ás de cada naipe rege a primeira semana da estação do ano a ela relacionada. O rei tem a segunda semana sob sua influência, seguida pela dama, que rege a terceira. As regências se sucedem na ordem decrescente, até o dois, que domina a última semana da estação.

Elementos - Os naipes representam os quatro elementos da natureza e os signos zodiacais a eles relacionados. Ouros, por exemplo, estão ligados ao ar (signos de Gêmeos, Libra e Aquário); Paus, ao fogo (Áries, Leão e Sagitário); Copas, à água (Câncer, Escorpião e Peixes); Espadas, à terra (Touro, Virgem e Capricórnio). Também estão associados à classificação estabelecida por filósofos a Antiguidade quanto à natureza humana: colérico, sanguíneo, fleumático e melancólico (hoje em dia, respectivamente, inteligência, intuição, compaixão e depressão).

Dualidade - cartas vermelhas e pretas - As cartas vermelhas são geralmente associadas às características femininas, passivas, yin; as pretas relacionam-se, em geral, às características, masculinas, ativas, yang.
 

http://www.buziostarohecia.com.br/tarohdemarselha.htmll

http://www.terra.com.br/planetanaweb/flash/guiacosmico/futurama/cartas2.html

<voltar>

210.2.2 - TARÔ (TAROT)

Tão antigo quanto a própria humanidade o Tarô é considerado o mais complexo de todos os inúmeros sistemas de adivinhações de que se tem conhecimento. Representa, sem dúvida, um inigualável exercício de imaginação, suscetível de infinitas aplicações, e torna possível não apenas a previsão de fatos, mas também a resolução de qualquer problema.

No seu livro O tarô ou a Máquina de Imaginar, Alberto Cousté considera que, de maneira geral, as disciplinas mânticas (do grego mantéia, oráculo, adivinhação) podem ser divididas entre as que utilizam um intermediário e as que não o utilizam. As MANCIAS sem intermediário são as mais remotas e compreendem todos os tipos de videntes e médiuns. As que incluem um intermediário subdividem-se em dois tipos: aquelas cujos intermediário não escapa ao âmbito do próprio corpo humano e as que recorrem a um objeto alheio ou referencial. Quiromancia - Estudo das linhas das mãos, partenomancia - Estudo da nuca das mulheres, para saber se ela ainda é virgem ou não. No uso de intermediários, podemos ter como exemplo a Cartomancia, cristalomancia, etc.

ORIGEM DO TARÔ:

Tarô de Mantegna, de Bolonha e de Marselha. O de Mantegna  data do século XV,  e compreende 50 cartas com fortes influencias da Mitologia Grega. Dividido em 5 séries que corresponde a supostas ordens universais.

Tarô de Bolonha, composto de 62 cartas, possui a características de não possuir nome nas cartas. Mas o mais famoso de todos, é o TARÔ DE MARSELHA que possui 78 cartas, dividido em 22 arcanos Maiores e 56 arcanos Menores. O baralho apareceu pela Europa nos meados de 1370 e 1380, suas origens se perdem. Uma das possibilidades, é de ter surgido na Itália, ao norte, no vale de Taro, daí seu nome, porém ganhou força na França, primeiro como Tarô Veneziano, e modernizou-se como Tarô de Marselha.

Chave Universal do Inconsciente Coletivo:

Eliphas Levi, ocultista de renome, disse que o Tarô é uma obra monumental, extraordinariamente forte, simples e resistente como as pirâmides. O tarô sobreviveu pela sua força, foi explorado pelo cabalistas, rosacrucianos, maçons, teósoficos.

A psicóloga Ana Matilde Pacheco, estudou profundamente o Tarô de Marselha e diz que existem 3 maneiras de ver o Tarô:

1ª) Atribuir significados fixos  a cada uma das cartas, tornando exotericamente popular, para facilitar a leitura, como fazem os charlatões, cartomantes, etc.

2ª) Atribuir combinações simples nas tiragens apenas usando os arcanos maiores (22 cartas).

3ª) A terceira, existe uma interpretação mais complexa, usando a combinação de vários ângulos, somente dos arcanos maiores,  sendo uma análise mais profunda devida a influência das cartas vizinhas aquela interpretada, formando um elo com interpretações variaveis, mas sendo dessa forma, uma comunicação com o inconsciente do consulente.

O tarô segundo Ana, pode revelar tendências futuras, principalmente com o inconsciente coletivo apregoado por Jung. Para Ana existe duas maneiras básicas de prever o futuro. Uma é o resultado das nossas estruturas psíquicas, e a outra corresponde a raríssimos momentos de transcendência das barreiras do espaço-tempo.

Uma cartomante séria, tem facilidade de ler o passado, é precisa quando diz: Você é assim e assado, trabalha em tal lugar, gosta disso, tem x filhos, tem uma pessoa y que não gosta de você, mas o futuro, já é complicado, e as vezes até dá certo, mas pela prática, sabe-se que uma cartomante, pela sua sensibilidade, capta do próprio consulente essas informações, que são demonstradas nas cartas. Essas energias inconscientes, acompanham o consulente, quem interpreta, é a cartomante, usando a ferramenta que no caso é as cartas.

As imagens do Tarô são arquetipais, são tipos humanos, vivem no inconsciente coletivo e estão dentro de todas as pessoas.

 

Descrição Simbólica:

Representa o poder criador do homem.Com a mão direita segura o bastão o eixo do mundo, a mão esquerda aponta para a terra, sobre a mesa o ouro, a espada, a copa, no trajar as cores vermelho, significa ação, dominio. Outros nomes: o Prestidigitador, saltimbanco, conjurador, trovador. Significados abstrados, daquele que com as mãos modifica as coisas diante do mundo visível.

O MAGO

Arcano I -  Concentração, Impulso Criador

Significados simbólicos:   

 Arcano da relação entre o esforço pessoal e a realidade espiritual. Domínio, poder, auto-realização, capacidade, impulso criador, atenção, concentração sem esforço, espontaneidade.
    O ser, o espírito, o homem ou Deus; o espírito que se pode compreender; a unidade geradora dos números, a substância primordial. Ponto de partida. Causa primeira. Influência mercuriana.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Destreza, habilidade, finura, diplomacia, eloqüência, capacidade para convencer, espírito alerta, inteligência rápida, homem inquieto nas suas atividades e negócios.

 

 

Mental: Facilidade para combinar as coisas, apropriação inteligente dos elementos e dos temas que se apresentam ao espírito.

Emocional: Psicologia materialista; tende para a busca das sensações, do vigor, da qualidade criativa. Generosidade unida a cortesia. Fecundidade em todos os sentidos.

Físico: Muita vitalidade e poder sobre as enfermidades de ordem mental ou nervosa, neuroses e obsessões. Esta Carta indica uma tendência favorável para questões de saúde, mas não assegura a cura. Para conhecer o diagnóstico é necessário considerar outras cartas.

SIGNIFICADO POSITIVO: CRIATIVIDADE, ASTÚCIA, ENERGIA.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

INABILIDADE, DISSIMULAÇÃO, MALEVOLÊNCIA.

Charlatão persuasivo, sugestivo, ilusionista, intrigante, politiqueiro, impostor, mentiroso, explorador de inocentes. Agitação vã, ausência de escrúpulos. Discussões, brigas que podem se tornar violentas, dado o vigor do personagem. Mau uso do poder, orientação defeituosa na ação, operações inoportunas. Tendência à dispersão nas ações, falta de unidade nos processos e atividades. Duvida. Indecisão. Incerteza frente aos acontecimentos.

Descrição da Simbologia:

Representada por uma mulher - princípio passivo e feminino, é a ISIS da mitologia egípcia, ligada a Osíris. É a Grã-Sacerdotisa, uma alusão a uma mulher que teria ocupado na idade média a cadeira do Papa. Significando a intuição, fecundidade - O livro em suas mãos significa o universo. Mãe, esposa celeste, senhora do saber esotérico, a Papisa ou Sacerdotisa ocupa na estrutura do Tarô o lugar da porta.

A PAPISA

Arcano II - Sabedoria o Princípio Receptivo

 

Significados simbólicos:

A Sabedoria, a Gnose, a Casa de Deus e do homem, o santuário, a lei, a Cabala, a igreja oculta, a reflexão.
Fala também do binário, do princípio feminino, receptivo, materno.

Mistério. Intuição. Piedade. Paciência, influência saturnina passiva.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Reserva, discrição, silêncio, meditação, fé, confiança atenta. Paciência, sentimento religioso, resignação. Favorável às coisas ocultas.

 

 

Mental: Grande riqueza de idéias. Responde a problemas concretos melhor do que a questões vagas.

Emocional: É amistosa, recebe bem. Mas não é afetuosa.

Físico: Situação garantida, poder sobre os acontecimentos, revelação de coisas ocultas, segurança de triunfo sobre o mal. Boa saúde, mas com um ritmo físico lento.

SIGNIFICADO POSITIVO: BOM SENSO, DISCERNIMENTO, SABEDORIA.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

IGNORÂNCIA, EGOÍSMO, PRESUNÇÃO.

Dissimulação, hipocrisia, intenções secretas. Mesquinharia, inação, preguiça. Beatice. Rancor, disposição hostil ou indiferença. Misticismo absorvente, fanático. Peso, passividade, carga. As intuições que traz invertem seu sentido e se tornam falsas. Atraso, lentidão nas realizações.

Descrição da Simbologia:

Simboliza a produtividade material: a natureza geradora de uma nova vida em constante atividade - União dos dois principios anteriores: ativo com passivo, consciente com inconsciente. A águia sobre o escudo é o símbolo da alma sublimada no seio da espiritualidade. A coroa com 12 estrelas representa o poder sobre o ciclo anual e zodiacal. O colar de ouro é formado por um triângulo, uma alusão da união do ativo com o passivo. O cetro na mão esquerda, revela o comando com o coração. Mãe

A IMPERATRIZ

Arcano III -Força Mediadora da Mãe

Significados simbólicos:

O verbo, o ternário, a plenitude, a natureza, a fecundidade, a geração nos três mundos.
 Sabedoria. Discernimento. Idealismo. Influência solar intelectual. É o arcano da Magia Sagrada, instrumento do poder divino.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Gravidez, criatividade, sucesso. Compreensão, inteligência, instrução, encanto, amabilidade. Elegância, distinção, cortesia. Domínio do espírito, abundância, riqueza.

Mental: Penetração na matéria por meio do conhecimento das coisas práticas. Os problemas vêem à tona e podem ser reconhecidos.

Emocional: Capacidade para penetrar na alma dos seres. Pensamento fecundo e criador.

Físico: Esperança, equilíbrio. Soluciona os problemas. Renova e melhora as situações. Poder continuo e irresistível nas ações.

SIGNIFICADO POSITIVO: FERTILIDADE, INTUIÇÃO, HABILIDADE.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

IMATURIDADE, INDECISÃO, FUTILIDADE.

Desavenças, discussões em todos os planos. As coisas se embaralham e ficam confusas. Atraso na realização de um acontecimento que, no entanto, ocorrerá.
Afetação, pose, coqueteria. Vaidade, presunção, desdém. Futilidade, luxo, prodigalidade. Deixa-se levar pelas adulações, falta de refinamento, modos

Descrição da Simbologia:

Organização, autoridade e poder - aparece sentado no trono no qual se destaca uma águia. Principio construtivo e material - a obra realizada. Na mão direita um cetro (mundo), comando com a razão, a perna cruzada representa uma cruz, os pontos cardeais, expansão do poder humano em todas direções. A coroa é símbolo da conquista e do poder. Princípio ativo (I), o princípio passivo (II) e o princípio do equilíbrio ou neutralizador (III), a quarta letra ou carta é considerada o resultado e, também, o princípio da energia latente.

O IMPERADOR

Arcano IV - Autoridade da Paternidade

Significados simbólicos:

O poder, o portal, o governo, a iniciação, o tetragrama, o quaternário, a pedra cúbica ou sua base. Proteção paternal.
Firmeza. Afirmação. Consistência. Poder executivo. Influência saturnina-marciana. Concretização, habilidades práticas, ordem, estabilidade, prestígio.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Direito, rigor, certeza, firmeza, realização. Energia perseverante, vontade inquebrantável, execução do que está resolvido. Protetor poderoso.

Mental: Inteligência equilibrada, que não despreza o plano utilitário.

Emocional: Acordo, paz, conciliação dos sentimentos.


Físico: Os bens, o poder passageiro. Contrato firmado, fusão de sociedades, situação do acordo. Saúde equilibrada, mas com tendência à exuberância excessiva.

SIGNIFICADO POSITIVO: PODER, ORGANIZAÇÃO, ESTABILIDADE


Sentido negativo (Carta Invertida):

INFIDELIDADE, VACILAÇÃO, ESTERILIDADE

Resultados contrários ao pretendido, ruptura do equilíbrio. Queda. Perda dos bens, da saúde ou do domínio sobre coisas e seres. Oposição tenaz, hostilidade preconcebida. Teimosia, adversário obstinado; assunto contrário aos interesses. Autodestruição, grande risco de ser enganado. Autoritarismo, tirania, absolutismo.

Descrição da Simbologia:

Quinto Arcano, mestre supremo da ciência e dos mistérios sagrados.Simboliza o ensino. Manto Vermelho e o branco simboliza boas intenções. A cruz de três barras significa a penetração de Deus nos 3 mundos: físico, anímico e mental. - Cada ponta da cruz em número de 7, são para 7 virtudes, que vencerão os 7 pecados capitais. Pontífice representaria o conteúdo da forma, a quintessência concebível (se bem que imperceptível), o domínio da quarta dimensão.

O PAPA

Arcano V - Transcendência, da Iluminação, da Pobreza

Significados simbólicos    

É o arcano do ato da bênção, da iniciação, da demonstração, do ensino. Lei, simbolismo, filosofia, religião.
Dever. Moral. Consciência. O Santo.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Autoridade moral, sacerdócio. Proteção, lealdade. Observância das convenções, respeitabilidade. Ensino, conselhos equilibrados. Benevolência, generosidade indulgente, perdão. Mansidão.
Busca de sentido, revelação, hora da verdade, confiança, indicações do caminho da salvação.

Mental: O Pontífice representa a forma ativa da inteligência humana, que traz principalmente as soluções lógicas. Significa também os pensamentos inspirados por um nível mais alto de consciência.

Emocional: Sentimentos poderosos, afetos sólidos, solicitude, sem cair em sentimentalismos. O Pontífice indica os sentimentos normais, tal como devem ser manifestados na vida, de acordo com as circunstâncias.

Físico: Equilíbrio, segurança na situação e na saúde. Segredo revelado. Vocação religiosa ou cientifica.

SIGNIFICADO POSITIVO: AUTORIDADE, CONVENCIONALISMO, JUSTIÇA.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

FRAGILIDADE, REVOLTA, VULNERABILIDADE.

Indica um ser desprovido de sua razão e seus instintos, na obscuridade, carente de apoio espiritual. Projeto retardado.
Chefe sentencioso, moralista estreito, rígido, prisioneiro das formalidades, metafísico dogmático, professor autoritário, teórico limitado, pregador da “boca pra fora”.
Conselheiro desprovido de sentido prático.
Problemas com saúde, indecisão, negligência.

Descrição da Simbologia:

Um homem de pé entre duas mulheres, indicando uma escolha a ser feita. A lenda de Hércules que teve que escolher entre duas mulheres: A virtude e o vício. Nas analogias geométricas, o Enamorado se identifica a estrela de Salomão, ou seja, tem claro vínculo com os triângulos entrelaçados: caminho que sobe é o caminho que desce, por Ken Wilber. Os movimentos de ascensão e de queda, personificados por Eros e Tanatos
 

O NAMORADO

Arcano VI - Livre-Arbítrio

Significados simbólicos: 

Sentimento. Livre arbítrio. Maioridade. Prova. Escolha.
Encadeamento, enredo, abraço, luta, antagonismo, combinação, equilíbrio.
Matrimônio, ligação, união. Integração de ambos os sexos ao poder gerador do universo.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Decisão voluntária, eleição. Votos, aspirações, desejos. Exame, deliberações, responsabilidades. Afetos.

Mental: Amor pelas belas formas e pelas artes plásticas.

Emocional: Dedicação e sacrifícios.

É a carta da união e do matrimônio. Representa para os consulentes de ambos os sexos, também, a infidelidade; em certos casos, a iminência de uma escolha a ser realizada.

SIGNIFICADO POSITIVO: LIVRE-ARBÍTRIO, LIBERDADE, CAUTELA.


Sentido negativo (Carta Invertida):

DISPERSÃO, IMPRUDÊNCIA, INSATISFAÇÃO.

Ruptura, separação, corte, desordem. Divórcio. Prova a ser suportada. Dúvida, falta de resolução. Tentação perigosa, risco de ser seduzido. Má conduta, libertinagem. Debilidade, falta de heroísmo.
Infidelidade, maus relacionamentos, indecisão e impotência.

Descrição da Simbologia:

A figura de um jovem que comanda uma carruagem com um cetro, indica a dominação, a vitória. Cavalos significa, a força antogônica, harmonizada e dominada. O jovem é protegido, pela armadura. Na  abstração, temos a luta humano pela escolha de um caminho. Pode também lembrar um conto do ciclo mítico de Alexandre, o Grande, amplamente reproduzido desde a Antigui- dade até o Renascimento. Há autores que relacionam as rodas do Carro aos torvelinhos de fogo da visão de Ezequiel.

O CARRO

Arcano VII - Domínio, Repouso

Significados simbólicos

Contemplação ativa, repouso. Vitória, triunfo.
O setenário sagrado, a realeza, o sacerdócio.
Magistério. Superioridade. Realização.

 

Interpretações usuais na cartomancias:

Êxito legítimo, avanço merecido. Talento, dons, capacidade, aptidões postas em marcha. Tato para governar, diplomacia, direção competente.
Conciliação dos antagonismos, condução de forças divergentes. Progresso, mobilidade, viagens por terra.

Mental: As coisas se realizam, mas falta ainda montar as peças de conjunto.

Emocional: Afeto manifestado; protetor, serviçal.

Físico: Grande atividade, rapidez nas ações. Boa saúde, força, atividade intensa. Do ponto de vista do dinheiro: gastos ou ganhos, movimento de fundos.

Significa também notícia inesperada, conquista. Pode ser interpretado também como difusão da obra ou atividades do consulente através de palavras e, segundo sua localização na tiragem, significa elogios ou calúnias.

SIGNIFICADO POSITIVO: EQUILÍBRIO, DISCERNIMENTO, SEGURANÇA.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

FRAQUEZA, DESCONTROLE, BRUTALIDADE.

Ambições injustificadas, vanglória, megalomania. Falta de talento e de consideração. Governo ilegítimo, situação usurpada, ditadura. Oportunismo perigoso. Preocupações, cansaço, atividade febril e sem repouso. Perda de controle.

 

Descrição da Simbologia:

Simboliza a imparcialidade, a espada simboliza a decisão, e a balança para medir essa. Associado ao signo zodiacal Libra. Durante a primeira parte da Idade Média, espada e balança passaram a ser atributos do Arcanjo Miguel. Na mitologia grega, Zeus gera em Têmis (a fraternal divindade justiceira do Olimpo grego), entre outras filhas, as Horas ou Quatro Estações. (Minerva da Mitologia Romana).

 

 

 

A JUSTIÇA

Arcano VIII - Equilíbrio, a Imparcialidade

Significados simbólicos

Justiça, equilíbrio, ordem.
Capacidade de julgamento.
Conciliação entre o ideal e o possível. Harmonia. Objetividade, regularidade, método.
Balança, avaliação, atração e repulsão, vida e temor, promessa e ameaça.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

 Estabilidade, ordem, persistência, normalidade. Lei, disciplina, lógica, coordenação. Flexibilidade, adaptação às necessidades. Opiniões moderadas. Razão, sentido prático. Administração, economia. Obediência.
Soluções boas e justas; equilíbrio, correção, abandono de velhos hábitos.

Mental: Clareza de juízo. Conselhos que permitem avaliar com justeza. Autoridade para apreciar cada coisa no momento oportuno.

Emocional: Aridez, secura, consideração estrita do que se diz, possibilidade de cortar os vínculos afetivos, divórcio, separação. Este arcano representa um princípio de rigor.

Físico: Processo, reabilitação, prestação de contas. Equilíbrio de saúde, mas com tendência a problemas decorrentes de excessos (obesidade, apoplexia), devido à imobilidade da carta.

SIGNIFICADO POSITIVO: AUSTERIDADE, DISCIPLINA, INTEGRIDADE.


Sentido negativo (Carta Invertida):

INTELERÂNCIA, PREJUÍZO, ABUSO

Perda. Injustiça. Condenação injusta, processo com castigo. Grande desordem, perigo de ser vítima de vigaristas. Aburguesamento.

 

Descrição da Simbologia: O EREMITA, arcano da consciência, do iniciado.

Um velho com um bastão, e uma lanterna, a luz, busca do conhecimento, o bastão representa a prudência.por ela imagina-se que seja uma ilustração da conhecida história de Diógenes em busca de um homem. Ermitão liga-se aos princípios fundamentais desse filósofo cínico: desprezo pelas convenções e vaidades, isolamento, renúncia à transmissão pública do conhecimento.

 

O ERMITÃO

Arcano IX - Consciência, do Iniciado

Significados simbólicos:

O Iniciado, o buscador incansável. Sabedoria, iluminação, estudo, autoconhecimento.
Meditação, recolhimento, saber desligar-se. Reavaliação da vida e dos objetivos.
Concentração, silêncio. Profundidade.

Prudência. Reserva. Limites. Influência saturnina.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Austeridade, moderação, sobriedade, discrição. Médico experiente, sábio que cala seus segredos. Celibato. Castidade.

 Mental: Contribuição luminosa à resolução de qualquer problema. Esclarecimento que chegará de modo espontâneo.

Emocional: Alcançar as soluções. Coordenação, encontro de afinidades. Significa também prudência, não por temor, mas para melhor construir.

Físico: Segredo descoberto, luz que se fará sobre projetos até agora ocultos. Na saúde: conhecimento do estado real, consultas que podem remediar os problemas.
SIGNIFICADO POSITIVO: PRUDÊNCIA, CONHECIMENTO, PACIÊNCIA.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

TRISTEZA, CETICISMO, IMPRUDÊNCIA

Obscuridade, concepção falsa de uma situação. Dificuldades para nadar contra a corrente. Timidez, isolamento, depressão, recusa de relações.
Mutismo, circunspecção exagerada, isolamento, caráter fechado. Avareza, pobreza. Conspirador tenebroso.

Descrição da Simbologia:

Passado, presente e futuro, movimento dessas forças cósmicas - micro e macro - A direita Hermanubus- gênio das forças construtivas, esforça-se para subir. à esquerda Tífon - gênio das forças destrutivas, é precipitado para baixo. No alto a Esfinge - figurando, a sorte, o destino, o presente. A roda de samsara, está associada, como a reencarnação de renascer, morrer e renascer, neste sentido é entendido a única forma de  evolução do espírito.

 

A RODA DA FORTUNA

Arcano X - Ciclos da Natureza

Significados simbólicos:

Os ciclos sucessivos na natureza e na vida humana. A manifestação, o movimento de ascensão e de declínio.
Influências lunares e mercurianas.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Boa sorte, louvor, honra.
Alternativas da sorte. Instabilidade.
Esperteza, presença de espírito que não deixa escapar as boas oportunidades. Iniciativa feliz, adivinhação de ordem prática, sorte. Êxito casual, como o ganho na loteria. Espontaneidade, disposição inventiva. Animação, brio, bom humor.

Mental: Lógica, regularidade. Juízo equilibrado e sadio.

Emocional: Traz animação e reforça os sentimentos .

Físico: Os acontecimentos não serão estáveis, porque necessitam de uma mudança, uma evolução. Esta mudança tende a ser para melhor, no sentido do desenvolvimento.
Segurança na dúvida. Do ponto de vista da saúde: não haverá problemas circulatórios. Bons augúrios para um futuro casamento.
SIGNIFICADO POSITIVO: ÊXITO, MUDANÇA, SUPREMACIA

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

INCONSTÂNCIA, FRACASSO, INTERRUPÇÃO.

A transformação se fará com dificuldade, mas poderá ocorrer quando fizer falta. É preciso modificar desde o princípio, partir de outras bases. Descuido.
Especulação, jogo, abandono ao azar.
Insegurança. Imprevisão, caráter boêmio, pouca seriedade.
Situação instável: ganhos e perdas. Aventuras, riscos. Diminuição da sorte.

 

Descrição da Simbologia:

A Força, simbolizada pelo homem triunfante sobre os animais ou sobre a natureza primitiva, foi amplamente glorificada na literatura antiga e na arte medieval. No Antigo Testamento aparece a história de Sansão, e na mitologia greco-latina a saga dos trabalhos de Hércules. A batalha do herói com o leão de Neméia. Esotericamente a vitória interior do homem sobre sua própria bestialidade.

 

 

A FORÇA

Arcano XI - Virtude predominância da Qualidade

 Significados simbólicos:

Virtude. Coragem. Potência anímica. Integração harmoniosa das forças vitais.
Força moral, autodisciplina, controle.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Energia moral, calma, coragem. Espírito que domina a matéria. A inteligência que doma a brutalidade. Subjugação das paixões.
Lucro nos empreendimentos empresariais.

Mental: Esta carta traz uma grande agudeza para distinguir entre o verdadeiro e o falso, o útil e o inútil, e uma clareza precisa na avaliação.

 

Emocional: Domínio sobre as paixões, poder de conquista. Para uma mulher que está para se casar: conseguirá que sua personalidade não seja anulada pelo afeto que sente pelo marido. Proteção afetuosa.

Físico: Vontade para vencer os obstáculos, domínio da situação; faz valer seus legítimos direitos. Capacidade para tomar direção em todos os assuntos materiais.

SIGNIFICADO POSITIVO: INTELIGÊNCIA, VALENTIA, HARMONIA.


Sentido negativo (Carta Invertida):

IMPACIÊNCIA, INSENSIBILIDADE, PRESUNÇÃO.

A pessoa não é dona da sua força; é brutal, desatenta, deixa-se levar pelo poder em vez de utilizá-lo.Os fatos ou as pessoas o abatem; sua força será aniquilada, e será vítima de forças superiores. Impaciência.
Cólera, ardor incontido. Insensibilidade, crueldade.

Luta, guerra, conquista violenta. Operação cirúrgica. Veemência, discórdia. Incêndio.

Descrição da Simbologia:

A suspensão pelo pé foi amplamente executada pelos supliciadores romanos e há testemunhos também de vítimas medievais.

Levitação, viagem astral, vôos oníricos, demonstra uma pessoa que vive no mundo dos sonhos. Também daquele que tem o dom de viver a dor alheia, dom do sacerdócio.

Muitas lendas de origens diversas atribuem aos enforcados características mágicas e os dotam de vidência e mediunidade.

O ENFORCADO

Arcano XII - A fé a aspiração espiritual

Significados simbólicos:

Abnegação. Aceitação do destino ou do sacrifício.
Provas iniciáticas. Retificação do conhecimento. Gestação.
Exemplo, ensino, lição pública.

Interpretações usuais na cartomancia:

Desinteresse, esquecimento de si mesmo. Submissão ao dever, sonhos generosos. Patriotismo, apostolado. Filantropia, entrega a uma causa. Sacrifício pessoal. Idéias voltadas para o futuro. Semente.
Mudança de vida, iniciação, abertura espiritual, sacrifício por algo valioso. Paz interior, nova visão do mundo.

Mental: Possibilidades diversificadas, flutuações. Indica coisas em processo de amadurecimento; não define nem conclui nada.

Emocional: Falta de clareza, indecisão, particularmente no campo afetivo.

Físico: Abandono de algumas coisas, renúncias, projetos duvidosos. Impedimento momentâneo para a ação. Um assunto iniciado é abandonado e só poderá ser resolvido através de uma ajuda. Do ponto de vista da saúde: transtornos circulatórios.

SIGNIFICADO POSITIVO: Abandono da vida material. Iniciação a uma vida espiritual.

SIGNIFICADO SINTÉTICO: HESITAÇÃO, ABANDONO, TRAIÇÃO


Sentido negativo (Carta Invertida):

IMPOTÊNCIA, INCONSTÂNCIA, IRREALIDADE.

Êxito possível, mas parcial, sem satisfação nem prazer, sobretudo em projetos de ordem sentimental.

Reticências, planos ocultos. Resoluções acertadas, mas que não se executam; projetos abortados; plano bem concebido que fica na teoria. Promessas não cumpridas, amor não correspondido.
Os bons sentimentos serão utilizados para maus empreendimentos. Impotência. Perdas. Auto-renúncia, passividade.

 

Descrição da Simbologia:

Destruir para construir, morrer para renascer. fim de um ciclo, começo de outro. Alegoria clara que a morte é o manancial da vida. Transmutação da vida. A foice é um instrumento de justiça empunhado por Jeová, pelo Filho do Homem e, mais tarde, pelos anjos: como derivação deste princípio moral (bíblia). Número 13, o esqueleto, a foice. Como emissário de uma premonição sombria, o treze tem seu antecedente cristão nos comensais da Última Ceia, de onde a tradição extraiu um conto bastante popular: quando treze pessoas sentam à mesa, uma delas morrerá em breve.

A MORTE

Arcano XIII - Transmutações e da Vida Eterna

Significados simbólicos:

Grandes transmutações e novos espaços de realização.
Dominação e força. Renascimento, criação e destruição.
Fatalidade irredutível. Fim necessário.

Interpretações usuais na cartomancia:

Fim de uma fase. Abandono de velhos hábitos.
Profundidade, penetração intelectual, pensar metafísico. Discernimento severo, sabedoria drástica. Resignação, estoicismo, dom para enfrentar situações difíceis. Indiferença, desapego, desilusão.

Mental: Renovação de idéias, total ou parcial, porque algo vai intervir e tudo transformar; como um fenômeno catalisador ou um corpo novo que modifica totalmente a ação do corpo atual.

Emocional: Afastamento, dispersão. Destruição de um sentimento, de uma esperança.

Físico: Morte, perdas, imobilidade. Completa transformação nos negócios ou atividades.

SIGNIFICADO POSITIVO: RENASCIMENTO, TRANSFORMAÇÃO, MUDANÇAS.
 

Sentido negativo (Carta Invertida):

IMOBILIDADE, ESTAGNAÇÃO, ABANDONO.

Do ponto de vista da saúde, estagnação de enfermidade ou processo. A morte poderá ser evitada, mas em troca de uma lesão incurável. Segundo sua posição, pode significar a morte, em seus múltiplos matizes, mas também maus acontecimentos, más notícias.
Prazo fatal. Xeque-mate inevitável, mas não provocado pela vítima.

Ânimo baixo, pessimismo, perda de coragem. Suspensão de um processo para começar de modo diametralmente oposto.

 

Descrição da Simbologia:

A harmonização das forças naturais: Feminino e masculino. os primeiros séculos do cristianismo para ilustrar o contrário: o milagre das bodas de Canaã, onde a mulher – por ordem de Jesus – vira a água que vai se transformar em vinho. à corrente circulatória que mantém a vida (chuva, seiva, leite, sangue, sêmen), à mãe (as águas como elemento pré-natal) e às imersões como rito de morte e ressurreição (batismo).

 

 

A TEMPERANÇA

Arcano XIV - Inspiração e da Alquimia

Significados simbólicos:

A alquimia, a transmutação dos elementos.
Renovação da vida, influência celeste, circulação, adaptação.
Serenidade. Harmonia. Equilíbrio.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Tolerância, paciência, praticidade, felicidade. Aceitação dos acontecimentos, flexibilidade para adaptar-se às circunstâncias. Educação, trato social. Caráter elástico para enfrentar as transformações. Temperamento descuidado.

Mental: Espírito de conciliação, ausência de paixões no julgamento; dá o sentido profundo das coisas, como representante de um princípio eterno de moderação. Exclui a rigidez, o emperramento. Corresponde à flexibilidade e ao plástico.

Emocional: Os seres se reconhecem e se encontram por suas afinidades. Sob a influência desta carta são felizes, mas não evoluem e não conseguirão se livrar um do outro.

Físico: Conciliação nos negócios, atividades e empreendimentos. Pesam-se os prós e contras, encontra-se a maneira de estabelecer um compromisso, mas se ignora se o empreendimento será ou não coroado de êxito. Reflexão, decisão que não pode ser tomada de imediato.

Do ponto de vista da saúde: enfermidade difícil de curar, porque se alimenta de si mesma.

SIGNIFICADO POSITIVO: MODERAÇÃO, AUTO-CONTROLE, HARMONIA.
 

Sentido negativo (Carta Invertida):

DISCÓRDIA, FRUSTRAÇÃO, DESUNIÃO.

Desordens, discordâncias. Indiferença. Falta de personalidade, passividade. Inconstância, humor irregular, desequilíbrio. Tendência a se deixar levar pela corrente, submissão à moda e aos preconceitos. Resultados não conformes às aspirações. Derramamento, saída, fluxo involuntário. As coisas seguem o seu curso.

 

Descrição da Simbologia:

A força da energia sexual prende um casal, ao animalismo, a paixão desenfreada,  instintos e ilusões do materialismo palpável. Baphomet (Satanãs) dos templários, bode na cabeça e nas patas, mulher nos seios e braços” e a mencionar que o personagem tem como finalidade “a regressão ou a paralisação no fragmentado, inferior.

 

 

O DIABO

Arcano XV - Sedução, paixão

Significados simbólicos:

As provas e provações. As tentações e seduções.
Magias. Desordem. Paixão. Luxúria. Dependência.
Intercâmbio, eloqüência, mistério, força emocional.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Paixões indomáveis. Atração sexual. Ação mágica, magnetismo. Capacidade milagreira. Poder oculto, exercício de influências misteriosas. Proteção contra as forças obscuras e os encantamentos.

Mental: Grande atividade, mas totalmente egoísta e sem preocupação pela justiça.

Emocional: Pluralidade, diversidade, avidez, inconstância. Busca em todas as direções para atrair tudo. Sem a menor preocupação com o próximo. Libertinagem.

Físico: Grande irradiação neste plano, em particular no domínio material e nas realizações concretas. Poderosa influência sobre os outros.
Forte atração pelo poder material.
Tem, contudo, uma deficiência: todos os sucessos a que promete serão obtidos por vias censuráveis. Desta forma a fortuna será feita e os delitos permanecerão na impunidade.
Inclui também a punição: de acordo com a sua relação com as outras cartas, pode significar que os sucessos serão efêmeros e que o castigo virá na seqüência.

Do ponto de vista da saúde: grande instabilidade nervosa, transtornos psíquicos; aparição de enfermidades hereditárias. 

SIGNIFICADO POSITIVO: SENSUALIDADE, EROTISMO .
SIGNIFICADO SINTÉTICO: PUNIÇÃO, EGOÍSMO, INESCRUPULOSO.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

LUXÚRIA, VIOLÊNCIA, DEGENERAÇÃO.

A ação parte de uma base má e seus efeitos podem ser calamitosos. Desordem, inversão de planos, coisas obstruídas. Do ponto de vista da saúde: ampliação do mal, complicações. Disfunção. Superexcitação, sensualidade. Ignorância, intriga. Emprego de meios ilícitos. Enfeitiçamento, fascinação repentina, escravidão e dependência dos sentidos. Debilidade, egoísmo.

 

Descrição da Simbologia:

Ação das forças celestes, destruição total, catástrofe. Aniquilação material e espiritual Ruína cósmica, queda do Rei, destruição da torre fulminado pelo Raio. FRAGILIDADE HUMANA. tem filiação direta ao destino da torre de Babel. A igreja, o templo, eram chamados de “Maison de Dieu” (Casa de Deus) e não de “Maison-Dieu”. Temos aqui mais uma forte evidência para um determinado sentido da carta, ainda que eu não seja um estudioso de semântica. Portanto, a casa (corpo) é o local na qual a consciência reside e o Deus Interior.
 

 

A CASA DE DEUS

Arcano XVI - Construção e Libertação

Significados simbólicos:

Rompimento das formas aprisionadoras, liberação para um novo início. Destruição da rigidez. Abertura. Conhecimento.
Desmoronamento e queda.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Alterações, subversões, mudanças, debilidades. Libertação da alma aprisionada; conhecimento súbito. Parto, crise saudável.
Modificação traumática, separação repentina. Perdas, insegurança. Desconfiança em si mesmo, inquietação provocada por negócios arriscados.
Benefício recebido devido aos erros de outras pessoas. Austeridade, uma tendência à timidez. Temperamento piedoso, religiosidade prática que não deprecia o material.

Mental: Indica o perigo que pode haver em perseverar em certa direção, em manter uma idéia fixa. Advertência para evitar tropeços e total aniquilamento dos planos em andamento.

Emocional: Domínio sobre os seres, mas sem caridade nem amor, já que se exerce com despotismo. Tarde ou cedo, sofrerá uma rejeição afetiva.

Físico: Projeto brutalmente abortado. Sinal ou anúncio não levados em conta; deve precaver-se nas atividades e negócios.

A chama que decapita a torre pode ser interpretada, no entanto, como uma liberação. Do ponto de vista da saúde: não passar os limites das forças vitais, já que uma grave enfermidade espreita. Se há enfermidade: restabelecimento depois de um período penoso.

SIGNIFICADO POSITIVO: É s simbologia mais nefasta do Tarô, Possibilidade de apontar a Superaração das Crises, na medida que ela é a própria crise.
SIGNIFICADO SINTÉTICO: DESTRUIÇÃO, DIFICULDADES, FRACASSO.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

CATÁSTROFE, RUÍNA, SUPER-EGOÍSMO.

Grande cataclismo, confusão completa. Enfermidade. Falta castigada, catástrofe produzida por imprudência. Maternidade clandestina. Escândalo, hipocrisia desmascarada. Excesso, abuso. Presunção, orgulho. Empreendimentos utópicos.

 

Descrição da Simbologia:

Deve-se acrescentar que a jovem da figura lembra o princípio feminino de certos ritos primordiais, “a mãe sempre jovem, a consoladora, a clemente, a natureza amável e bela, a terna amante dos homens”. É sob este aspecto que os oráculos tendem a relacioná-la à juventude e ao bom humor. A Constelação das Plêiades (uma estrela grande, rodeada de sete menores) ou ao setenário sideral com o Sol no centro.

 

 

A ESTRELA

Arcano XVII - Crescimento, esperança, futuro

Significados simbólicos:

Esperança, confiança. Idealismo. Imortalidade.
Plenitude. Beleza. Natureza.
O céu da alma. Influência moral da idéia sobre as formas.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Pureza, entrega às influências naturais, sadias. Confiança no destino. Plenitude e sensibilidade poética, intuição. Bondade, espírito compassivo.
Energia, convalescença.

Mental : Alguém traz uma força para ser utilizada, mas não diretamente. É a inspiração do que deve ser feito.

Emocional : Uma corrente de equilíbrio e de esplendor.

Físico : A satisfação, o amor humano em toda a sua beleza; o destino dos sentimentos que animam o ser. Realização das coisas através da ordem e da harmonia.
Em questões referentes à arte, esta carta fala do dom de encantamento, ou seja, o resplendor que atrai o próximo.
SIGNIFICADO POSITIVO: ESPERANÇA, ENERGIA, OTIMISMO.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

DESAMOR, DESAPONTAMENTO, MÁ SORTE.

Harmonia desviada do seu destino; harmonia física pouco duradoura.
Falta de vergonha, despudor, leviandade. Falta de espontaneidade. Coações, moléstias.
Natureza artificial e anti-higiênica.

Tendência para a evasão, romantismo exagerado, temperamento inapto para a vida prática. Estreiteza de visão, doenças.

 

Descrição da Simbologia:

Retrata o mundo das aparências, que enganam. A lua ao mesmo tempo cheia e crescente. Figura atrás os seus próprios mistérios, o carangueiro faz uma alusão ao signo zodiacal Cancêr e seus mistérios. Cães impedindo a passagem.

o tanque de água (matéria primordial), o caranguejo que emerge (devorador do transitório, como o escaravelho entre os egípcios). plano iniciático da via úmida (lunar).  É por essa razão que Oswald Wirth o relaciona à intuição e ao imaginativo, ainda que entre suas interpretações mais recorrentes em relação à Lua figure a sensualidade

A LUA

Arcano XVIII - Instintos, inteligencia, ciclos

Significados simbólicos:

A inteligência instintiva, os ciclos vitais.
Os elementos da natureza, o mundo visível, a luz refletida, as formas materiais, o simbolismo.

Imaginação. Reflexão e reflexos. Aparências. Ilusões.
O momento de reavaliar a direção, de buscar inspiração no retorno à fonte.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

A objetividade, o mundo sensível, instintivo, vital. Experimentação, trabalho, penosa conquista da verdade. Instrução pela dor; trabalho cansativo, mas necessário.

Vidência passiva, receptividade, sensibilidade, lucidez.
Navegação, mudança. Inconstância, insegurança, medo. Irracionalidade, fantasias, penumbra.

Mental: Em caso de negociações: mentira; em caso de trabalho pessoal: erro. Olhar superficial em todos os níveis.

Emocional: Sentimentos conturbados ou em desordem, passionais, aparentemente sem saída. Ciúmes. Hipocondria. Idéias quiméricas.

Físico: Obscurecimento. Agitação. Escândalo, difamação, denúncia, segredo que fica público.
Se a pergunta se refere à saúde, pode significar desordens no sistema nervoso, o que pode tornar recomendával uma mudança de ambiente, para buscar lugares secos e com calor.
SIGNIFICADO POSITIVO (Carta Invertida): OPORTUNIDADE, VANTAGEM, PERNICIOSIDADE.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

OBSCURIDADE, ENTORPECIMENTO, SUPERFICIALIDADE.

O instinto – causa de miragens – acentua seus efeitos pela situação ascendente do pântano. Estado de consciência confuso que permanece latente e sem se manifestar. Erros dos sentidos, falsas suposições. Embustes, enganos, decepção, desilusão.
Teorias equivocadas, falso saber, vidência histérica. Ameaça, chantagem.
Viagem inoportuna, caprichos. Caráter perturbado, neurótico.

 

Descrição da Simbologia:

Talvez os dois meninos façam uma alusão astrológica ao signo de Gêmeos.  Wirth vê Sentimento e Razão, juntos serão a força iluminado pelo sol, separados serão fracos.  A bipolaridade explicita: Luz / trevas; Dia / Noite; Sol / Lua; Ativo / Passivo; Masculino / Feminino; Espírito / Matéria; consciente / Inconsciente.

Castor e Pólux, gêmeos da mitologia grega, viviam alternadamente 6 meses e morriam alternadamente 6 meses, sem nunca se encontrarem.

 

O SOL

Arcano IXX - Intuição

Significados simbólicos:

Vitalidade, alegria. Ressurreição diária ao final da noite.
Intuição, clareza. O princípio celeste. Luz. Razão.
Concórdia. Influência solar.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Discernimento límpido, clareza de juízo e de expressão. Talento literário ou artístico. Paz, harmonia, bom acordo. Felicidade conjugal. Fraternidade, reino da inteligência e dos bons sentimentos. Reputação, glória, celebridade. Alegria, sucesso, vitalidade, força, vivacidade. Compreensão, calor, amor, crescimento.
Mental: propósitos elevados. Sabedoria nos escritos, difusão popular harmoniosa; pensamento que alcança grande altura.
Emocional: Afeto cavalheiresco, desvelo, altruísmo. Representa os grandes sentimentos.

Físico: A saúde, a beleza física. Elemento de triunfo, saída para qualquer situação adversa que se esteja atravessando.

SIGNIFICADO POSITIVO : SINCERIDADE, FELICIDADE, PRAZER.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

PRESUNÇÃO, ROMPIMENTO, SOLIDÃO.

Grande adversidade, sorte contrária, tentativas na escuridão.
Deslumbramento. Vaidade, pose, fanfarrice. Amor-próprio, susceptibilidade.
Miséria dissimulada sob uma fachada exuberante. Aparência simuladora, decoração. Artista fracassado, incompreendido.

 

Descrição da Simbologia:

A segunda, mais amplamente difundida, é a do Juízo Final.

Revela os desígnios ocultos das forças divinas ao homem. Esta lâmina representa a ressurreição, o anjo do apocalipse tocando a trombeta, os mortos surgem de seus túmulos nús, como esqueletos e ao contato da luz, revestem-se de carne. Representa o renascimento do EU, na sua passagem para um plano mais elevado.

 

 

 

O JULGAMENTO

Arcano XX - A Ressurreição

Significados simbólicos:

Os julgamentos essenciais, a avaliação dos rumos da existência.
O despertar. Exame de consciência. Sopro redentor.
Renovação. A promessa da vida eterna.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Entusiasmo, exaltação emocional, intensidade dos sentimentos, espiritualidade. Capacidades ocultas, dom de adivinhação.
Atos prodigiosos, medicina milagrosa. Santidade, doação.
Renovação, nascimento, retorno de assuntos do passado ou sua atualização. Recados, propaganda, proselitismo, apostolado.
Estar sujeito à avaliação dos outros, ser julgado por suas ações.

Mental: O homem convocado a um estado superior; tendências e desejos de elevação.

Emocional: Devoção, exame de consciência.

Físico: Estabilidade nos assuntos que estão encaminhados. Saúde e equilíbrio.

SIGNIFICADO POSITIVO : LIBERTAÇÃO, GÊNIO INVENTIVO, ILUMINAÇÃO.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

DÚVIDAS, CULPA, PERDAS.

Erro em relação a si mesmo e a todas as coisas; provas e trabalhos que resultarão de um juízo falso. Vacilação espiritual, ofuscamento da inteligência. Bobo evocador de fantasmas.
Ruído, alvoroço, agitação inútil.

 

Descrição da Simbologia:

É a união de todos os arcanos, simboliza a síntese da criação. São Jerônimo, no século IV, parece ter sido o primeiro a associar os quatro evangelistas aos animais da visão de Ezequiel.

Anjo, águia, Touro, Leão, representam os quatro elementos da natureza: agua, ar, terra e fogo. As quatro funções da consciencia: pensamento, sentimento, intuição e sensação. A grinalda, a mulher. forma oval que a circunda “parecem representar, de maneira mais ou menos velada, uma vagina simbólica”. Sob este aspecto, o arcano XXI representaria o amor.

O MUNDO

Arcano XXI - Celebração da Vida

Significados simbólicos:

Finalização, realização. Recompensa. Apoteose.
Encontrar o próprio lugar no mundo. Centralizar-se.
Alegria de viver. O sensível, a carne, a vida transitória.

Interpretações usuais na cartomancia:

Sorte grande, êxito completo. Coroamento da obra, finalização de um processo. Força decisiva. Circunstâncias muito favoráveis, meio propício. Integridade absoluta. Contemplação envolvida. Êxtase. Alegria, reconhecimento, riqueza.
Representa o elemento feminino. É uma carta muito individual.

Mental: Grande poder da mente. Tendência para a perfeição. Magistério mental e psíquico.

Emocional: Significa elevação do espírito, sentimentos amorosos no sentido altruísta, sem egoísmo nem sensualidade. Amor à humanidade, tarefas sociais a cumprir. Sentimentos guiados pelo desejo de aperfeiçoar tudo que se faz. Para os artistas: inspiração abundante.

Físico: Experiência rica. Atividades sólidas e brilhantes. Êxito em níveis não transcendentes (mundanos, transitórios). Boa saúde.

SIGNIFICADO POSITIVO : FELICIDADE, LUCIDEZ, REALIZAÇÃO.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

ESTANCAMENTO, DISPERSÃO, OBSTÁCULOS.

Fracasso. Processo que afeta os sentimentos. Sacrifício por amor. Obstáculo formidável.

Ambiente hostil, todos estão contra. Disposições mundanas. Dispersão, distração. Incapacidade para se concentrar. Grande revés da sorte, ruína. Desconsideração social.

 

Descrição da Simbologia:

um louco solitário que atravessa os campos e é agredido por um animal

A segunda já descreve a bagagem como a soma de suas experiências anteriores, o que simboliza enorme força de vontade. O viajante apegado as suas coisas, segue um caminho, carregando seu fardo e sua experiência, coisas especiais para ele. Na idade média era comum os jovens saírem pelo mundo carregando uma trouxa com seus pertences nas ponta de uma vara.

 

 

O LOUCO

Arcano 0 ou XXII

Significados simbólicos:

A busca e o Filho Pródigo. A experiência de ultrapassar os limites.

Espontaneidade, despreocupação, admiração, saudade.
Impulsividade. Inconsciência. Alienação.

 

Interpretações usuais na cartomancia:

Passividade, completo abandono, repouso, deixar de resistir. Irresponsabilidade. Inocência.
Escolha intuitiva acertada. Domínio dos instintos; capacidade mediúnica. Abstenção. O não-fazer.

Mental: Indeterminação devida às múltiplas preocupações que se apresentam e das quais se tem apenas uma vaga consciência. Idéias em processo de transformação. Conselhos incertos.

Emocional: Revezes sentimentais, incerteza frente aos compromissos, sentimentos vulgares e sem duração. Infidelidade.

Físico: Inconsciência, desordem, falta à palavra dada, insegurança, desprazer. Abandono voluntário dos bens materiais. Assunto ou negócio enfraquecido. Do ponto de vista da saúde: transtornos nervosos, inflamações, abscessos.

SIGNIFICADO SINTÉTICO : ISOLAMENTO, LOUCURA, INGENUIDADE.

 

Sentido negativo (Carta Invertida):

DESÃNIMO, OBSESSÃO, REMORSO, IMATURIDADE.

Enquanto andarilho, o Louco significa queda ou marcha que se detém. Abandono forçado dos bens materiais; decadência sem muita possibilidade de recuperação. Complicações, atoleiro, incoerência.
Nulidade. Incapacidade para raciocinar e autodirigir-se, entrega aos impulsos cegos. Automatismo. Confusões inconscientes. Extravagância. Castigo causado pela insensatez das ações. Remorsos vãos.

Desânimo, obsessão, medo, falta de confiança, natureza infantil. Faz as coisas sem pensar nas consequências.

 

PRÁTICA: TÉCNICAS PARA TIRAGEM DAS CARTAS <voltar>

Carta Invertida:

a) "É muito grande a quantidade de Tarólogos que levam em consideração, como base de interpretação, a carta invertida. A grande questão é: devemos aceitar como válida este tipo de interpretação? A resposta é sim. A carta invertida compõe o simbolismo para muitos que utilizam o tarot e é uma informação decisiva para seus processos interpretativos. Entretanto, isso não quer dizer que os que interpretam o Tarot sem se utilizar deste recurso simbólico estejam errados ou suas interpretações devam ser consideradas insatisfatórias. Seria um erro acreditar nisso.

Os que iniciam o estudo do Tarot por seu lado filosófico e místico normalmente não utilizam o simbolismo da carta invertida em suas interpretações. Sejam elas de natureza filosófica ou mundana. Para eles o conjunto completo de uma tirada já é suficiente para a formação de um quadro interpretativo seguro."

http://www.jaguatirica.com.br/artigos.asp?nrartigo=16

b) "Com as cartas de tarot, cada carta tem um significado especial, embora dentro de um espectro alargado - a sua interpretação varia segundo a posição da carta no lançamento, das cartas que a precedem ou sucedem dentro do lançamento e, obviamente, se é uma carta «direita» (carta directa) ou «invertida»  (ou seja, se quem pergunta vê a carta voltada para si direita, de modo que possa ler o que está escrito nela ou se a vê «invertida»).

Alguns dos lançamentos ou ou métodos usados para apresentar as cartas, referem-se apenas à carta em si, sem ter em conta se está «direita» ou «invertida»).  Mas todos os lançamentos atribuem grande importância à ordem pela qual as cartas são reveladas e à relação entre cada uma das cartas.

De facto, interpretar cada carta isoladamente é muito simples - pode ter-se uma lista caracterizando as cartas, como as cartas de previsão de futuro que saem de uma máquina. Mas é preciso pensar mais profundamente, e isso depende da habilidade de quem interpreta, para se combinarem as cartas umas com as outras, pela ordem em que aparecem. Existe uma grande diferença entre o leitor de cartas que conhece todos os pormenores sobre as cartas de tarot e o amador inexperiente."

http://www.fontedeluz.com/main.php?ver=2&id=501

 

c) "Muitos profissionais realmente costumam embaralhar as cartas aparentemente todas no mesmo sentido e quando vai abrir a leitura, uma ou algumas cartas saem invertidas e por isso normalmente é considerado um "sinal" de que o significado daquele arcano deve ser entendido de forma distinta, inversa ao que realmente significa.


Em debates de profissionais do Tarô essa questão é muito discutida e ainda não há um consenso geral ou único, portanto podemos considerar essa afirmação muito relativa ainda, mas é certo que se o tarólogo teve a atenção devida ao embaralhar as cartas e de repente alguma delas sai invertida, e sua intuição se aguça, o significado realmente pode ser diferente daquele compreendido pelas cartas em sentido normal.


Neste caso, vai contar muito a intuição do profissional e o contexto geral das outras cartas "deitadas" na mesa para que a orientação siga seu rumo normal ou seja interpretada de forma distinta, trazendo uma mensagem inversa.


O importante é verificar se na interpretação inversa o significado da mensagem vinda do astral seja compreensivel, seja coerente e traga direcionamento as decisões, pois independente da posição das cartas o que sempre vai ser fundamental em uma consulta é a coerência e a compreensão do que o Tarô quis lhe dizer."

d) Segundo Hadés, um dos enganos mais comuns significa alegar que as carta invertidas tem um outro sentido diferente.

Hadés alega que todo o símbolo carrega consigo, composições opostas, asmbivalentes, para seu próprio equilíbrio, e que não deve ser interpretado isoladamente, e sim no conjunto onde naturalmente irá perceber-se a tendência do vaticínio.

Hadés, Cartas e Destinos - Edições 70 - Portugal, 1976.

- TIRAGEM DAS CARTAS:

As cartas não alteram o destino, a tiragem mostram acontecimento futuros, apresentando-os ao livre-arbítrio do consulente. Os cartomantes podem até acertar as previsões, mas jamais poderão modificar o futuro. A função da previsão é sugerir, não determinar. Outra observação é que o inconsciente trás para as cartas uma linguagem simbólica, desverbalizada, cuja interpretação só pode ser transmitida por alusões.

Para o consultante:

1) A precisão e a amplitude das perguntas são fatores básicos para o êxito da consulta. Perguntas como: "O que vai me acontecer?" ou "terei sorte?" - Porque se referem ao um segmento operativo, tão vasto como a vida do  consultante.

2) Deve ter em conta que a situação divinatória é um diálogo cuja versatilidade pode ser enriquecida com a sua participação ativa. Quanto mais rica e detalhada a suja proposta, maior o número de variáveis a serem manejadas pelo adivinho e mais exaustiva a resposta.

3) A situação divinatória é também uma entrevista psicológica. O consultante deve evitar as colocações frívolas, as contradições que só demonstrariam respostas sem interesse.

Embaralhamento:

Levando-se em consideração apenas os Arcanos Maiores girando-os na mesa em movimentos circulares anti-horário. Depois de embaralhar, cortar exatamente no meio, de maneira que fiquem 11 cartas de um lado e 11 em sua mão, ou na mão do consultante. Se caso não for cortado exatamente no meio, repetir o embaralhamento e novamente o corte, caso não consiga exatamente no meio, novamente repetir a operação, caso não consiga, tente outra hora ou outro dia de preferência, alegam os cartomantes que usam esse método, que quando o baralho não é cortado exatamente no meio, é porque o inconsciente não quer liberar as informações para o consultante.

TIRAGEM DE TRÊS: (3)

Tira-se uma sequência de 3 carta , colocando-as da esquerda par a direita.

A primeira representa o passado, a segundo o presente e a terceira o futuro, caso queira mais esclarecimento, repete-se a tiragem colocando abaixo do passado outra carta, outra abaixo do presente e outra abaixo do futuro, numa sequencia de 3 cartas, e assim sucessivamente.

A carta abaixo do passado, funciona como um complemento explicador deste. ABAIXO do presente coloca-se outra, e abaixo do futuro coloca-se outra.

 

TIRAGEM DE CINCO (5)

É uma tiragem mais complexa, porque repete-se as três primeiras cartas, a primeira representa o passado, a segunda o presente e a terceira o passado.

 

A quarta representa a visão consciente que o consultante tem do problema, o que ele pensa, o que ele vê.

 

A quinta é a visão inconsciente que ele tem, uma parte mais instintiva, pouco entendida pela sua racionalidade, em relação é claro a indagação do consultante sobre o seu questionamento.

 

 

 

 

TIRAGEM DE CINCO EM CRUZ:

De acordo com Arthur Edward Waite, estudioso e tradutor da obra de Papus para o inglês.:

1º) O consulente deve cortar o baralho no meio e colocá-lo embaixo da parte cortada.

2º) Formular uma pergunta simples.

3º) Escolher um número menor que 1 até 22 (menor que 23). Depois contar no baralho até o número escolhido e esta carta vai para o número 1 conforme o desenho ao lado. Repetir a operação pergunta o número para o consultante, até formar a cruz do desenho, sem a parte central ou seja a quinta carta.

4º) Para achar a quinta carta soma-se todos os números dos arcanos e chega-se a um algarismo, se este for maior que 22, soma-se os números desse até atingir um número. Exemplo: Tendo retirado:A estrela (17), O imperador (4), A lua (18) e a Morte (13), somando-se chegaríamos ao número 52 portanto 5+2 = 7 a carta central é o arcano 7 que no caso seria o Carro.

POSIÇÃO 1: Indica os prós, tudo aquilo que é favorável ao problema formulado.

POSIÇÃO 2: Indica o lado negativo, de tudo aquilo que foi perguntado, armadilhas, obstáculos.

POSIÇÃO 3: Indica a solução correta, moral, certa e justa para a situação.

POSIÇÃO 4: Anuncia a tendencia, o desfecho, o que está propenso a acontecer de fato.

POSIÇÃO 5: Síntese de toda a tiragem, é a confirmação do conjunto, do desfecho.

 

 

Fonte:revista Planeta Especial: Tarô - Editora 3.

Revista Tarô Adivinhatório - Editora Mundo Esotérico nº1 - Distribuição Fernando Chinaglia - SAT Comunicações

2ª - TIRAGEM DAS CARTAS:

Texto de
Constantino K. Riemma

As técnicas aqui apresentadas para ler o Tarô, apesar de sua simplicidade são muito eficazes, em particular quando a questão está bem formulada. O conselho mais importante para o iniciante é o de definir para si mesmo o significado que cada posição terá e aprender a variar, sem se aprisionar às atribuições sugeridas pelas diferentes técnicas .

Utilizar as cartas do Tarô em consultas para si próprio ou com amigos significa, antes de mais nada, um exercício prático para desenvolver o pensamento simbólico, a arte de estabelecer analogias.

No entanto, para o iniciante, o ato de "consultar o Tarô" é a parte que envolve o maior número de distorções e de incompreensões que, de modo geral, obscurecem as mensagens simbólicas das lâminas. Os preconceitos e superstições, os rituais e formalismos gratuitos, as apreensões muitas vezes propaladas por aproveitadores, acabam por confundir aquilo que, na origem, era leve, lúdico e estimulante.
    O Tarô, ao invés de gerar temor, pode se tornar, para cada um de nós, fonte de inspiração e de nova compreensão das leis que regem o universo e dos caminhos evolutivos. Ele é, por isso mesmo, um instrumento de ajuda e não de vaticínios alarmantes.
    O conjunto das lâminas pode ser utilizado de modo aberto, não só para prognósticos ou previsões, mas também como recurso terapêutico e de apoio ao estudo de si-mesmo e desenvolvimento interior.

 

Três regras de ouro:

 Madame Turpaud, autora de Le Tarot de Marseille, oferece muitas sugestões úteis para o iniciante. Ela insiste para não permitirmos que formas rígidas nos limitem. As tiragens devem ser flexíveis e, de preferência, montadas de acordo com as questões e diferentes aspectos que estivermos examinando. Desse modo, três regras gerais podem nos propiciar uma leitura consistente do Tarô:
- estabelecer, antes de retirar cada lâmina do maço, qual o sentido ou função que ela irá ter no jogo;
- fazer uma "leitura literal" da lâmina, ou seja, verbalizar simplesmente o que a carta está mostrando;
- buscar, à medida que for desvirando as cartas, estar receptivo às impressões, idéias, intuições e pensamentos fugidios que possam surgir, em ressonância à função previamente atribuída à carta.

    Vamos traduzir esses conselhos na prática.

 

Tiragem por três:

Nesse modelo de leitura, retiramos três lâminas do maço e as colocamos em linha ou na forma de um triângulo com o vértice para cima, como está indicado no esquema ao lado.
    A leitura poderá se desenvolver como numa frase com:
1) sujeito, 2) verbo e 3) complemento.

 Exemplos de variações possíveis:

1. o positivo; 2. negativo; 3. a síntese.

1. a causa; 2. o desenvolvimento; 3. os efeitos ou as conseqüências.

1. uma alternativa; 2. a outra; 3. a avaliação final.

1. a meta, a intenção; 2. os meios para alcançá-la; 3. as conseqüências.

1. eu, 2. o outro, 3. as perspectivas.

o que o consulente poderá esperar se: 1. for em frente, 2. recuar. A terceira carta poderá indicar um conselho ou um terceiro caminho.

 

Tiragem em Cruz:

Na Tiragem em Cruz contamos com um maior número de ângulos para examinar uma questão. Retiramos do maço cinco lâminas, que são colocadas de face para baixo, na seqüência de posições indicadas no quadro ao lado.
    Há também quem costuma, para conhecer a quinta carta, adicionar os números das quatro já sorteadas. Neste caso:
(a) se o resultado for menor que 22, tiramos do maço a lâmina que tem esse número e a colocamos no centro da cruz;
(b) se o resultado for igual a 22, colocamos o Louco. (Ele, porém, quando se encontra entre as quatro primeiras cartas já sorteadas, é contado com valor zero na adição para se achar a quinta lâmina; é o "Arcano Sem Número");

(c) se o resultado for maior que 22, somamos os dois algarismos e esse novo resultado, denominado redução, será o número da quinta lâmina (por exemplo, se o valor total das quatro cartas sorteadas for 37, somamos 3 + 7 = 10, isto é, a quinta carta será a Roda da Fortuna);
(d) se a quinta lâmina já tiver saído na tiragem, imaginamos que ela se encontra duplicada no centro.
   Variações para o significado de cada carta:

 

1. a pessoa, 2. o momento, 3. os prognósticos, 4. os desafios a superar, 5. o conselho para lidar com a situação;1. o fato, 2. o que ele causa, 3. onde e quando ocorre, 4. como ocorre, 5. porque ocorre;

1. o consulente, 2. o outro, 3. o que os aproxima, 4. o que os separa, 5. a tendência para o futuro ou a estratégia a seguir;

1. o aspecto interno da questão, 2. o aspecto externo, 3. o que é superior ou favorável, 4. o que é inferior ou desfavorável, 5. a síntese ou resposta.

Tiragem Péladan:

Joséphin Péladan (1858-1918), escritor e ocultista francês, divulgou uma técnica de tiragem bastante valorizada. Trata-se de um esquema simples e útil, idêntico à tiragem em cruz.
    A quinta carta é obtida pela soma do valor das quatro primeiras retiradas do maço. Se o resultado ultrapassar 22, será feita a redução numerológica (teosófica). Veja os detalhes dessa operação na "Tiragem em cruz", logo acima.

São atribuídas as seguintes funções às cartas:
    1. O que é favorável, vantajoso. O aspecto afirmativo. Os prós.
    2. O que é desfavorável, contrário. Obstáculos e dificuldades. O aspecto negativo. Os contras.
    3. Ação, influência. Próximos acontecimentos. O caminho.
    4. Resultado. Conseqüências. Solução. 
    5. Síntese. O sentido de conjunto das cartas.
 

 


Oswald Wirth, em seu Tarot des imagiers du Moyen Age, assim descreve o método indicado por Joséphin Péladan, que ele recebeu por intermédio de Stanilas de Guaita:
1. O primeiro arcano tirado é visto como afirmativo, que fala a favor de uma causa e indica de uma maneira geral o que está a favor.

2. Em oposição, o segundo arcano é negativo e representa o que está contra.
3. O terceiro arcano retirado representa o juiz que discute a causa e determina a sentença.
4. A sentença é enunciada no arcano retirado em último lugar
5. O quinto arcano esclarece o oráculo que ele sintetisa, pois depende dos quatro arcanos retirados. Cada um destes traz o número que marca sua posição na série do Tarot. (O Louco, não numerado, é contado como 22). Basta adicionar esses números inscritos para obter, seja diretamente, seja por redução teosófica, o número do quinto arcano (22 designa o Louco, 4 o Imperador, 12 o Pendurado, etc.)

Tiragem Kairallah:

É a tiragem que o organizador deste site costuma utilizar em suas consultas, na complementação da análise do mapa natal e trânsitos astrológicos. O modelo pode ser aplicado às sucessivas questões que o cliente colocar.
    A primeira tiragem, é feita para traduzir os seguintes aspectos gerais:
1. o consulente; como ele se encontra;
2. o seu momento de vida; suas condições atuais;
3. prognósticos, o rumo que sua vida tende a tomar;
4. qual a melhor conduta diante da situação definida pelas cartas anteriores. Conforme a tiragem, a carta pode ser definida como o conselho estratégico para lidar com o assunto em exame.

5. o cenário geral que envolve a questão e inclui as demais cartas. Trata-se da carta de corte que, na verdade, é a primeira desvirada após o sorteio, junto com o maço de cartas que restou.

O mesmo esquema pode ser utilizado para as questões que o consulente quer ver retratadas pelo Tarô. As funções atribuídas as cartas 1, 2 e 3 são então adaptadas para cada assunto. As duas outras cartas mantêm o padrão: 4 – indica o conselho, o caminho oportuno para ser seguido pelo cliente; 5 - (a carta de corte), delinea o cenário inclusivo, as forças que circunscrevem o assunto.
    Exemplos de variações para as cartas de 1 a 3:

1. o consulente; 2. o outro; 3. previsões.

1. os pontos fortes ou positivos; 2. os pontos fracos ou negativos; 3. tendências.

1. o consulente; 2. a situação específica (relacionamento, trabalho, projeto, etc); 3. o que esperar.

http://www.clubedotaro.com.br/site/p52_2_simples.asp

 

OUTRAS TIRAGENS:

Existe dezenas de outras tiragens, como de sete, dez, etc.

Porém nosso objetivo foi atingido, que é explicar a estrutura, mecânica, signficado e funcionamento.

Beraldo

AS OPOSIÇÕES ELEMENTARES

Sujeito Ponto de Partida

O MAGO

O LOUCO

ATIVO POSITIVO: Sabedoria Razão, autoconhecimento

PASSIVO NEGATIVO: Impulsividade, desrazão

Percepção do Desconhecido

 PAPISA

O MUNDO

Intuição Adivinhação. Conhecimento instintivo do oculto

Êxtase, vidência. Conhecimento do absoluto.

Assimilação do que é exterior

A IMPERATRIZ

O JULGAMENTO

Lucidez, razão, nascimento das idéias.

Idéias soltas sem controle, inspiração exaltação

iluminação espiritual

O IMPERADOR

O SOL

Luz interior, verbo do eu, energia, espírito positivo, Concentração

Luz Universal, verbo eterno, expansão, arte, poesia.

elaboração de uma síntese

O PAPA

A LUA

Religião, metafísica, lei moral, saber transcendental

Ilusões dos sentidos, fantasias, caprichos, materialismo, erros.

Determinações das ação

O NAMORADO

A ESTRELA

Afetos, afeições, inquietude, dúvidas, paixões.

Confiança, esperança, amor, beleza, idealismo.

Inteligência encontra a matéria

O CARRO

A CASA DE DEUS

Dominação, talento, triunfo, progresso, harmonia.

Presunção, queda, vaidade, incapacidade, catástrofe, ruína, explosão.

Organização e governo das Forças

A JUSTIÇA

O DIABO

Lei, ordem, equilíbrio, estabilidade, lógica, regularidade, discernimento.

Confusão, desequilíbrio, desordem, raiva, furor, instinto.

Relações do Sujeito com o ambiente

O ERMITÃO

A TEMPERANÇA

Abstenção, avareza, solidão, sabedoria metódica, discrição, medicina.

Participação, franqueza, médico das almas, comunhão.

Intervenção do destino

A RODA DA FORTUNA

A MORTE

Azar, ambição, inventos, descobrimentos, cuidados existenciais, destino.

Fatalidade, desilusão, renuncia, fim, renovação, transformação

Objetivo e Resultado Final

A FORÇA

O ENFORCADO

Potência, talento prático, inteligência sobre a matéria, coragem.

vítima da incompreensão, impotência, utopia, sonhador.

Fontes:

Cavendish, Richard, The Tarot, Londres, 1976.

Coustê, A. O Tarô ou a Máquina de Imaginar, Editorial Labor do Brasil, 1978

Revista Extra - Especial  Planeta 15A:  Tarô

Revista Tarô Adivinhatório - Editora Mundo Esotérico nº1 - Distribuição Fernando Chinaglia - SAT Comunicações

Parte Compilada por Constantino K. Riemma do site

http://www.clubedotaro.com.br/site/m31_0_maiores.asp

 

<voltar>

210.3 - CRISTALOMANCIA <voltar>

Cristalomancia é o uso dos cristais ou pedras semipreciosas para supostamente prever o futuro; podendo ser por meio da uma bola de cristal ou de jogos com pequenas pedras.A bola de cristal é um instrumento das artes adivinhatórias, muito popular entre os videntes. A cristalomancia é também muito praticada pelas bruxas, mais com um propósito filosofico.

O significado de cada fator dentro da bola de cristal.

Cristalomancia é o uso dos cristais ou pedras semipreciosas para supostamente prever o futuro; podendo ser por meio da uma bola de cristal ou de jogos com pequenas pedras.A bola de cristal é um instrumento das artes adivinhatórias, muito popular entre os videntes. A cristalomancia é também muito praticada pelas bruxas, mais com um propósito filosofico.

O significado de cada fator dentro da bola de cristal.

Nuvens:

  • Nuvens Violetas: harmonia e tranqüilidade

  • Nuvens Azuis: conquista e felicidade

  • Nuvens Verde: lucro e prosperidade

  • Nuvens Amarelas: duvidas esclarecidas em breve

  • Nuvens Laranjas: decisões difíceis definitivas

  • Nuvens Vermelhas: obstáculos e agitação

Manchas:

  • Manchas Claras: pequenos problemas

  • Manchas Escuras: grandes problemas

 

Imagens: Estrela: sonhos impossíveis Coração: vivência de um grande amor Serpente: cuidado com a saúde Pássaros: surpresas Olho: siga mais a sua intuição Espada: desarmonia Balança: recompensa justa

Posicionamento: Imagem Interior a Bola de Cristal: presente ou futuro imediato Imagem Posterior a da Bola de Cristal: passado que exercera influencia sobre o presente Imagem a Direita da Bola de Cristal: boas influencias Imagem a Esquerda da Bola de Cristal: más influencias

<voltar>

210.4 - BÚZIOS <voltar>

O èrindinlógun popularmente conhecido como Jogo de Búzios no Brasil, trata-se de um oráculo sagrado e preciso; e quando manuseado por um Bàbálóòrìsà ( Pai de Santo) competente é extremamente eficaz na identificação e solução de todos os tipos de problemas, sejam eles de ordem física ou espiritual.

Já aqui falámos do óraculo dos Orixás, o jogo de búzios. Hoje vamos começar a perceber um pouco como nos chegam as mensagens dos Orixás através do jogo, e como é basicamente interpretada cada caída. O método mais simples é o jogo com quatro (4) búzios, vamos então começar com esse.

O èrindinlógun popularmente conhecido como Jogo de Búzios no Brasil, trata-se de um oráculo sagrado e preciso; e quando manuseado por um Bàbálóòrìsà ( Pai de Santo) competente é extremamente eficaz na identificação e solução de todos os tipos de problemas, sejam eles de ordem física ou espiritual.

Já aqui falamos do oráculo dos Orixás, o jogo de búzios. Hoje vamos começar a perceber um pouco como nos chegam as mensagens dos Orixás através do jogo, e como é basicamente interpretada cada caída. O método mais simples é o jogo com quatro (4) búzios, vamos então começar com esse.

ALAFIA:
Caída de quatro búzios abertos:
Significa “SIM”, positivo, confirmação, tudo bem. Não há nenhuma margem de erro ou contrariedade para a pergunta em questão.

ETAWA ou ORUSUN:
Caída de três búzios abertos e um fechados

Significa “TALVEZ”, dúvidas, dificuldades para a realização e concretização, momento de cautela, de conselhos e prudência.

EJI ALAKETO ou MEGE:
Caída de dois búzios abertos e dois búzios fechados:
Significa “SIM”, tudo favorável, caminhos desobstruídos, tendências fortes ao sucesso e progresso espiritual. Geralmente, confirma a pergunta anterior.

OKARAN ou TAUAR:
Caída de um búzio aberto e três fechados:
Significa “TALVEZ”, negativo, tendências fortes a inimizades, problemas pessoais que interferem atrapalhando a vida material, retrocesso espiritual.
No lado positivo, recebimento de notícia.

OYAKU ou AKU:
Caída de quatro búzios fechados:
Significa “NÃO”, com força de catástrofe, ruínas, separação, desastres, perdas em todos os sentidos. Geralmente, denota a presença de transformações radicais, como a morte.

O JOGO DE ODU

Este método é mais abrangente e leva no jogo os dezesseis (16) búzios.


RESULTADOS:
ODU: OKARAN
Caída de um búzio aberto e 15 fechados
Responde: EXU
Responde: “NÃO e SIM!”
Aqui, EXU está dificultando a realização dos negócios, propiciando discussões, inimizades, provocando inveja e perturbações pessoais e emocionais de toda ordem, que, no momento, confundem o consulente, fazendo - o abalar o meio em que vive. Problemas espirituais acentuados, sustos, perdas, trabalhos feitos contra o consulente, aprisionamento, perigos. Porém, EXU pode responder positivamente em questões com perguntas mais precisas, pois simboliza que o orixá está presente e “de pé” (OTUBI).

 


ODU: EGI OKÔ
Caídas de dois búzios abertos e 14 fechados.
Responde: OGUM
Responde: “SIM!”
OGUM sempre favorece as situações do cotidiano, contudo, com problemas iniciais.
OGUM estabelece demandas, guerras, triunfos, porém, com inimigos ocultos.
Este resultado indica também a necessidade de perseverança, para que o consulente sobreponha - se às provas, aos empecilhos iminentes para só depois obter os resultados concretos e esperados.
Odu da cautela.


ODU: ETA OGUNDÁ
Caída de três búzios abertos 13 fechados.
Responde: OBALUAIÊ.
Responde: “NÃO!”
OBALUAIÊ é forte e sempre responde com força e decisão para suplantar os empecilhos do dia - a - dia. Está caída denota doenças, golpes, paixões impossíveis, dinheiro ganho através de herança, possibilidades de suicídio de alguém próximo ao consulente, tendências para obstáculos e inimigos contínuos, sugerindo, então, mais cautela neste momento e uma atenção rigorosa à saúde.
Odu da saúde.


ODU: YOROSUN
Caída de quatro búzios abertos e 14 fechados.
Responde: YEMANJÁ.
Responde: “TALVEZ!”
YEMANJÁ, aqui, denota calúnia, falsidade e indecisão. Um indivíduo desconfiado e falso próximo ao consulente, provoca surpresas desfavoráveis.
Indecisão e intrigas estão rodando - o, fazendo com perca oportunidades pessoais quase concretizadas. Contudo, a força positiva de YEMANJÁ equilibra o lado profissional.
Odu da indecisão, da família.


ODU: OXÉ
Caída de cinco búzios abertos e 11 fechados.
Responde: OXUM.
Responde: “SIM!”
OXUM sempre favorece as relações, mas somente depois de algum sofrimento, lágrimas e angústia. A abundância estará em tudo o que o consulente procurar realizar, propiciando momentos bons para novos negócios, desde que corretos e justos. As ilusões podem ser constantes. Saúde instável e notícias inesperadas.
Odu da felicidade, da bênção e da fama.


ODU: OBARÁ

Caída de seis búzios abertos e 10 fechados.
Respondem: OXOSSI e LOGUM - NEDÉ
Responde: “SIM!”
OXOSSI e LOGUM - NEDÉ unidos, sempre indicam o caminho mais exato, o mais direto, sem indecisões, indo à busca daquilo que deseja. Expressa o apoio de sua força, colocando ao lado do consulente, amigos ou parentes que possam auxiliá-lo neste momento.
Odu da sorte e da riqueza.

 

ODU: ODI
Caída de sete búzios abertos e nove fechados.
Responde: OMULU ou OXALÁ.
Responde: “NÃO!”
Representa os prazeres, as possibilidades de viagens, a ambição que desenvolve a vida profissional, levando - a desfechos que elevarão a situação atual do consulente. Deve controlar a ansiedade e ater - se a problemas de saúde que, aparentemente, pareçam banais.
Odu de maior força negativa acarreta misérias e infortúnios graves.


ODU: EGI ONILÉ
Caída de oito búzios abertos e oito fechados.
Responde: OXAGUIÃ.
Responde: “NÃO e SIM!”
Proteção espiritual, força e honestidade são aspectos positivos desta caída, que promove a construção e a elevação pessoal e profissional, harmonizando e tranqüilizando. No sentido negativo, sugere ao consulente que refreie as suas paixões, a voluptuosidade, os ciúmes e o desejo de vingança.
Odu do engano, da traição e da mentira.


ODU: OSSÁ
Caída de nove búzios abertos e sete fechados.
Responde: YEMANJÁ.
Responde: “TALVEZ!”
Está caída denota força de vontade para o consulente conseguir o que procura, pois, tem poder de ação pouco desenvolvido para continuar na estrada. É preciso controlar o autoritarismo para não sofrer privações e desgostos por conseqüências de seus atos. Relacionamentos frágeis, baseados na profissão em breve.
Odu do início e das viagens que propiciam as mudanças.


ODU: OFUN
Caída de 10 búzios abertos e seis fechados.
Responde: OXALUFÃ.
Responde: “SIM!”
OXALUFÃ sempre permite a entrada da luz, da resolução dos problemas, da bondade e de toda a realização que esteja em comum acordo com estes propósitos. Não adianta querer enganar ou “montar” um outro caminho. Sugere ao consulente permanecer onde está. Sensibilidade na região do rosto, garganta, nariz e olhos. Relacionamentos pessoais e profissionais tranqüilos e sem interferências.
Odu da teimosia, porém, munida de sorte.

 

ODU: OWARIN
Caída de 11 búzios abertos e cinco fechados.
Responde: IANSÃ.
Responde: “TALVEZ!”
YANSÃ sempre responde positivamente, dando, neste caso, dubiedade às questões. Para confundir o consulente, insinua desuniões, conflitos e inimigos gerados, muitas vezes, por forças ocultas. Sensibilidade na saúde. A força de YANSÃ interfere espiritualmente, protegendo o dia - a - dia do consulente e sugerindo perspectivas de resultados favoráveis.
Odu do progresso, porém, com grandes problemas iniciais.


ODU: EGI LAXEBORÁ
Caída de 12 búzios abertos e quatro fechados.
Responde: XANGÔ.
Responde: “SIM!”
A força da justiça de XANGÔ favorece o consulente dando - lhe esclarecimentos sobre negócios pendentes, facilitando os negócios ou as transações, desde que estejam de acordo com a verdade e todos tirem proveito dos resultados. Emocionalmente, não admite e nem favorece nenhum tipo de traição.
Odu dos problemas e discórdias que geram os atrasos pessoais e profissionais.


ODU: EGI OLOGBON
Caída de 13 búzios abertos e três fechados.
Responde: NANÃ e OBALUAIÊ.
Responde: “SIM e NÃO!”
Superação de todas as dificuldades apresentadas. Sorte nas relações emocionais e profissionais. Porém, está caída significa transformação com o poder de renovação, com mudanças radicais na vida do consulente. A saúde precisa ser melhor administrada , principalmente os cuidados diários que parecem insignificantes , dando atenção especial ao desgaste desnecessário de energias vitais
Odu das dificuldades,da presença da morte e das paixões obsessivas .

 

ODU: IKÁ ORI
Caída de 14 búzios abertos e dois fechados.
Responde: OXUMARÊ e OSSAIM.
Responde: “TALVEZ!”
OXUMARÊ sempre responde com fertilidade e dubiamente: em negócios estará favorecendo o consulente com a riqueza e a sorte;
emocionalmente, representa uma forte instabilidade nas relações, não conseguindo unificar a sua predisposição para dois amores e duas situações simultâneas. Indica também traição emocional, devendo evitar, neste momento, qualquer tipo de união ou sociedade.
Odu das vitórias sobre as demandas alheias.

 

ODU: OBE OGUNDÁ.
Caída de15 búzios abertos e um fechado.
Responde: OBÁ e EWÁ.
Responde: “TALVEZ!”
Existe uma grande probabilidade de conseguir o empreendido, pois EWÁ representa a força, a determinação, a iniciativa e a coragem real, que detém todo o poder para alcançar os objetivos. Tudo o que estiver no início terá perspectivas grandes sucesso.
Contudo, a presença de OBÁ pode propiciar disputas e imprevistos com poucas chances de êxito, caso o negócio em questão já esteja em andamento.
Aqui, simbolicamente, o orixá EXU aparece solicitando oferendas (OBUKÓ).
Odu dos empecilhos confusos e das dificuldades de conclusão.


ODU: ALAFIA
Caídas de 16 búzios abertos
Responde: ORUNMILÁ.
Responde: “SIM, COM CERTEZA!”
Significa a luz, a força e a verdade ao lado do consulente para todo e qualquer tipo de resolução e decisão que precisa tomar. O cuidado, aqui, está apenas na orientação e apoio daqueles que estão ao seu redor saiba avaliar bem as intenções.
Odu da felicidade e da sorte pura, que gera somente triunfos.


CAÍDA DE 16 BÚZIOS FECHADOS.
Solicita-se a Ifá uma nova jogada a fim de que se comprove o intento. Sem respostas.

<voltar>

210.5 - PÊNDULO (RADIOESTESIA) <voltar>

Autor do texto: Ana Luiza Barbosa de Oliveira.

 

Introdução

O termo radioestesia (ou em inglês, dowsing) vem do latim radius, radiações, e do grego aesthesis, sensibilidade, ou seja, radioestesia significa literalmente sensibilidade a radiações.

Os chamados radioestesistas alegam ser capazes de captar radiações de diversas origens, incluindo objetos inanimados (águas subterrâneas, metais preciosos,etc), seres vivos (pessoas e seus órgãos internos), e até mesmo de espíritos. Mais que isso, alegam também poder analisar estas radiações, de forma a atribuir-lhes uma qualidade positiva (benéfica) ou negativa (prejudicial).

 

Técnicas de radioestesia são largamente empregadas em pseudociências ou outras atividades associadas a fenômenos "paranormais".

As alegações dos radioestesistas:

  • A lista de utilidades da radioestesia é impressionante. Segundo os radioestesistas, sua técnica pode ser empregada para:
    pesquisa, detecção e tratamento de doenças;

  • prospecção de veios d'água subterrâneos (perfuração de poços artesianos);

  • prospecção de jazidas de pedras preciosas e de metais (ouro, prata,platina, etc.);

  • detecção de ondas nocivas, tais como: linhas Hartmann e linhas Curry (supostos campos de energia existentes na superfície da Terra);

  •  correntes de água subterrâneas; condutos de água contaminada, isto é, esgotos; jazidas de metais nocivos à saúde (por exemplo, cobre e mercúrio, etc.);

  • antigos cemitérios, depósitos de lixo, locais de antigas prisões, hospitais, manicômios, etc.; falhas geológicas no terreno; identificação de locais onde houve grandes morticínios de pessoas (guerras, chacinas, etc.);

  • locais de antigos abatedouros de animais; objetos (quadros, tapetes, cortinas, móveis, etc.) geradores de energias nocivas;

  • na construção civil: confecção de uma planta benéfica à saúde, escolha dos materiais a serem utilizados na construção (tijolos, azulejos, etc.), detecção do melhor ponto do terreno para a edificação, melhor localização dos cômodos (escritórios) para prosperidade material e harmonia familiar (no ambiente de trabalho), etc.;

  • localização de objetos e de pessoas desaparecidas;

  • identificação de assassinos;

  • escolha da alimentação mais adequada segundo o temperamento da pessoa;

  • escolha do melhor local para a fixação de uma residência, templo, comércio, etc.;

  • identificação de defeitos em carros, aparelhos eletrodomésticos, etc.;

  • pesquisa sobre a afinidade (afetiva, intelectual, etc.) entre um grupo de pessoas (para, por exemplo, escolher um sócio para um empreendimento);

  • escolha de terreno e época mais adequada para o plantio de sementes;

  • escolha do melhor local para pastos, celeiros, estrebarias, currais, etc.;

  • escolha de objetos para decoração de casas, lojas, escritórios, etc., de tal forma que as energias por eles irradiadas sejam apropriadas para o local.

  • localizar minas terrestres (para aqueles mais corajosos...); felizmente os radioestesistas dizem que esta localização pode ser feita à distância.

Os instrumentos

Apesar de alguns radioestesistas afirmarem sentir diretamente as radiações, a maioria deles utiliza ferramentas que ajudam a focalizar esta energia. As mais comuns são as seguintes:


Pêndulos: qualquer objeto simétrico preso a um fio. Geralmente, são feitos de madeira, cristal ou metal;


Varinha ou forquilha: é a ferramenta mais comumente associada à radioestesia e consiste de uma haste em Y de madeira ou metais, sendo geralmente utilizada para a prospecção de água e metais:
 

Dual-rod: são duas varinhas apoiadas em um suporte, por onde o radioestesista as segura de forma a permitir sua livre rotação. Também conhecida como varinha em L, devido sua forma:
Para os radioestesistas profissionais, que exigem uma qualidade superior em seus instrumentos, existem versões mais sofisticadas, como, por exemplo, o Aurameter, anunciado como um dos mais sensíveis instrumentos do mundo.

 

A teoria, segundo os radioestesistas:

Como é comum entre os pseudocientistas, parte dos radioestesistas não tenta oferecer uma explicação sobre como este fenômeno funciona, dizendo que o seu mecanismo ainda não foi desvendado.

 Dentre aqueles que oferecem uma explicação, esta geralmente consiste em interações entre os campos de energia e os músculos do corpo. Em outras palavras, os campos de energia causam pequenas contrações musculares, que são amplificadas pelas ferramentas de radioestesia. Como estas ferramentas apenas amplificam as vibrações captadas pelo operador, não importa de que material são feitas.

Como não poderia deixar de ser, em função da variedade de objetos e formações que podem ser localizadas pela radioestesia, vários tipos de campos energéticos foram sugeridos como possíveis candidatos para explicar os fenômenos radioestésicos, entre eles: gravitacional,eletromagnético, radioativo, sísmico (o campo de tensões próximo a fraturas, fissuras e falhas), geotérmico ou geoquímico. A forma como a energia destes campos é captada pelo nosso sistema neuro-muscular, entretanto, não é detalhada.

Por outro lado a associação Dowsers Canada oferece uma explicação alternativa: a intuição. A técnica de radioestesia é então chamada de IT (Intuition Technology), ou tecnologia da intuição, provavelmente um trocadilho com o termo tecnologia da informação, muito empregado atualmente. De acordo com a Dowsers Canada, os seres humanos funcionam como um receptor de rádio, que pode ser sintonizado a uma chamada "Força para o Bem". Na radioestesia, então o praticante treina seu sistema muscular para funcionar como uma conexão entre a parte intuitiva de sua "equipe mente-cérebro" e uma ferramenta que indica a natureza da mensagem (como um amplificador ligado a um alto-falante). Como nossa "equipe mente-cérebro" é bastante poderosa, nós poderíamos programar os sinais resultantes. Por exemplo a "Força para o Bem" aparentemente usa um movimento circular no sentido horário (para um pêndulo) para sinalizar uma resposta positiva e um movimento anti-horário para uma resposta negativa. Através deste site, você pode comprar livros que detalham melhor a técnica, de autoria de John Living, indicado como um dos maiores especialistas mundiais no assunto.

Outro texto de John Living, disponível na Internet, ensina especificamente como localizar minas terrestres através da radioestesia. Neste caso, por se tratar de uma atividade perigosa, a correta atitude mental é bastante enfatizada. Assim, John Living diz "A intenção por trás de suas ações é crítica. Se sua intenção é ganhar dinheiro ou ser capaz de arar a terra de sua fazenda, então você está em busca de ganho pessoal, e, historicamente, Deus e os Anjos Guardiães não são a favor de que seus poderes sejam usados para ajudar objetivos egoístas." Antes de proceder, você deve perguntar a seu pêndulo se é seguro prosseguir, já que "seu Anjo Guardião pode saber que hoje pode ser um dia ruim... Você seria muito tolo de não seguir este conselho!" Mais para a frente, John Living ensina que, como diz um antigo ditado, similar atrai similar (?!) e portanto uma vantagem extra pode ser conseguida utilizando-se uma mina desarmada como o peso de seu pêndulo, de preferência com algum explosivo ainda em seu interior. As instruções do site são bastante detalhadas, chegando a ponto de frisar que a indicação de que uma mina foi encontrada deve ser feita quando "o pêndulo estiver sobre o item, e não quando VOCÊ estiver sobre o item - se fosse uma mina e você esperasse até estar sobre ela, ela teria explodido!"

Vários sites na Internet oferecem informações para aqueles que queiram se iniciar na radioestesia. Alguns pontos de partida são a American Society of Dowsers e a British Society of Dowsers

 

O que dizem os céticos:

 A explicação dada pelos céticos para os fenômenos da radioestesia baseam-se no chamado efeito ideomotor, isto é, a "influência da sugestão na modificação e direcionamento do movimento muscular, independente de volição [vontade consciente]", identificado pelo psicólogo e fisiologista William B. Carpenter em 1852. Carpenter mostrou que vários fenômenos sobrenaturais possuíam uma prosaica explicação científica. Ele não negou a existência do fenômeno, nem a honestidade das pessoas envolvidas, mas apresentou uma explicação não paranormal para fenômenos como radioestesia, pêndulos e tábuas Ouija (mesa onde se pratica a "brincadeira" ou "jogo" do copo): minúsculos movimentos musculares inconscientes, produzidos por sugestão, eram responsáveis pelo movimento dos objetos envolvidos.

Apesar deste fenômeno ser conhecido e descrito ao longo de um século e meio, muitas pessoas, inclusive cientistas, o desconhecem. Apesar de ser o próprio operador que move as varinhas, pêndulos, etc, ele próprio não está consciente e atribui o fato a forças externas, radiações ou outras emanações. É interessante notar que mesmo estando consciente do efeito ideomotor, as pessoas ainda experimentam suas conseqüências, tendo em vista que ele é independente de vontade consciente

Leia nesta sessão a Radiestesia como conceito de poder paranormal

<voltar>

210.6 - DICIONÁRIO DE ... MANCIAS: <voltar>

A

ACULTOMANCIA: Leitura da sorte feita com agulhas. Nesse método, colocam-se 25 agulhas dentro de um prato e, em seguida, derrama-se um pouco de água sobre elas. As agulhas que se cruzarem indicarão o número de pessoas que atrapalharão o consulente durante determinado período.

AEROMANCIA: Adivinhação pelos fenômenos aéreos. É um ramo da astrologia e a teratoscopia é uma divisão desta aciência. São interpretações a partir DO MOVIMENTO do vento, ar, temperatura e dos espectros que aparecem nas nuvens. Ver: NEFELOMANCIA.

ALECTROMANCIA: Arte de adivinhar por meio de um Galo. A operação é feita da seguinte maneira: Traça-se um círculo com carvão, dividindo em quatro porções, com o alfabeto na volta, em cada letra coloca-se um grão de trigo ou milho. Salta-se o galo no centro e a letra que ele comer o milho vai formando palavras.

ALEUROMANCIA: Arte adivinhar por meio da farinha. Coloca-se a farinha numa vasilhame com água, depois retira-se a água deixando secar das 11 horas até 12 (meio-dia). Deve-se pronunciar as palavras: "abi ab encantamento venefico". Na hora que coloca-se a água e na hora que se retira. Após a farinha secar, poderá formar relevos, desenhos, rabiscos, figuras, etc.

ALFITOMANCIA: Adivinhação antiga por meio do pão de cevada. Eram cortado NACOS de pão de cevada e numa mesa todos os suspeitos tinham que engolir o pão, quem se engasgasse e tivesse dificuldade de engolir, era o culpado: Daí o ditado: Que eu me engasgue, com esse pedaço de pão, se estiver mentindo".

ALOMANCIA: Adivinhação por meio do Sal. O sal na idade média, era considerado um elemento de alto poder, inclusive já foi moeda de troca, a palavra SALÁRIO tem origem no SAL, que era o pagamento do exército romano. O sal tem o poder de afugentar demônios, segundo o ocultismo.

AMNIOMANCIA: Arte de prever o futuro olhando a membrana que cobre a cabeça dos recém-nascidos. Uma das fontes que as antigas parteiras tinham era ver a cor da membrana. Se fosse vermelha, era uma vida boa para o recém-nascido, mas se fosse cor de chumbo, ele passaria muito trabalho na vida terrena.

APATOMANCIA: Adivinhação por meio das coisas que se vêem na hora. A este gênero de adivinhação pertencem os presságios, fundados no encontro de uma lebre, a passagem de uma águia no ar, gato preto atravessa a sua frente, borboleta em sua volta, etc.

ANTRACOMANCIA: Antiga adivinhação pelo exame do carvão incandescente.

ANTROPOMANCIA: Arte de adivinhar o futuro, através de observação das vísceras humanas. Uma forma antiga e afortunadamente, esperemos, desaparecida, que consistia em arrumar tudo com base em sacrifícios humanos, para acalmar os deuses, espíritos malignos, e ao mesmo tempo, livrar-se de algum cidadão inconveniente. Era de vital importância a leitura do coração, do sacrificado, para decifrar o futuro.

APANTOMANCIA: Trata de tirar conclusões a partir de encontros fortuitos com animais ou coisas que se apresentam inesperadamente aos olhos. Isto abrange desde as superstições normais contra gatos pretos, até formas e cidades; em virtude de avistar uma águia sustentando em seu bico uma serpente viva, que hoje constitui o escudo mexicano e que em sua época, serviu para determinar o local em que se fundou a Cidade do México.
As manifestações mais favoráveis eram as borboletas portadoras de saúde e felicidade e os grilos, símbolos de boa sorte, ao contrário das plumas de pavão real, as mais funestas, afora o gato, eram as pombas brancas que entravam em uma casa e as ratazanas que saíam, presságio de morte na moradia. O canto do galo em pleno dia pressagia uma agradável visita próxima.

AQUILEOMANCIA: Seu nome provém das cinqüenta varetas de aquilégia que são utilizadas neste jogo, que é uma variação da primitiva forma de rabdomancia (adivinhação por meio de varinha mágica; rabdoscopia).

ARACNOMANCIA: Adivinhação através da teia de seda que a aranha vai tecendo.

ARITMOMANCIA ou ARIMOMANCIA: É uma forma arcaica da Numerologia, baseada em números e no valor das letras, inventada pelos caldeus que a legaram aos gregos.

ARUSPICAÇÃO: Adivinhação do futuro mediante o exame das entranhas das vítimas (animais mortos). Foi uma das maiores artes no tempo dos Etruscos, que souberam conseguir um posto nas cortes romanas. Nada se fazia sem consultá-los e seus conselhos sempre eram baseados também em todo tipo de fenômeno atmosférico. Os Arúspices utilizavam um estranho e complicado ritual pseudocientífico que contrastava com a simplicidade dos primitivos augures Etruscos, que se limitavam a solicitar uma resposta positiva ou negativa dos deuses mediante o vôo ascendente ou descendente dos pássaros.

ASTRAGALOMANCIA ou ASTRAGIROMANCIA: Predição por meio de ossos que se lançavam ao ar e cujos presságios dependiam da forma em que caíam. Hoje persiste o uso do osso (astrágalo), que vem substituído por objetos mais comuns, como caixas de fósforos, dados, etc.

ASTROMANCIA: Arte de adivinhar por meio dos astros

AUGÚRIO: É um sistema tão antigo quanto o homem, baseado na observação do vôo das aves. Em Roma, o primeiro plano da adivinhação foi disputado com os arúspices e como já dissemos, nada era feito sem contar com seus prévios conselhos. Em inúmeras ocasiões, viram-se obrigados a fantasiar suas visões, por receio aos despóticos Césares, que continuamente colocavam em perigo suas vidas. César escutou de um deles, pouco antes de morrer, a célebre frase de que se cuidasse dos Idos de Março.

AUSTROMANCIA ou EOLOMANCIA: Baseada na direção das nuvens e do vento.

AXINOMANCIA: Adivinhação por meio do desgaste e formas que, ao fundir-se, toma o azeviche. Foi particularmente empregada na Galícia.

AXIOMANCIA: Adivinhação por meio de um machado. Era utilizada para saber a direção em que tinham fugido os ladrões, inimigos e outros malfeitores, mediante a observação das vibrações de um machado cravado em um tronco e, sobretudo, pelo sentido de seu cabo.

BELOMANCIA: Adivinhação através de flechas muito usada por todos os povos da antiguidade. O processo é até hoje usado pelos árabes. Três flechas são colocados num saco, cada uma com uma mensagem, a que o guerreiro tirar, dá o presságio de sua pergunta.

BIBLIOMANCIA: Nesse método de adivinhação, uma Bíblia é folheada com uma agulha e o consulente toma nota da primeira palavra de cada página que abrir. A frase formada por essas palavras será a "profecia".

BOTONOMANCIA: Adivinhação por meio de ramos, folhas, e a interferencia do vento. Perguntas são feitas, e a própria natureza responde, através de acenos, dos ramos, confiando-se nas rajadas das brisas e ventos.

BRIZOMANCIA: Nome que se costuma dar a arte de interpretação dos sonhos. Brizo é a deusa do descanso natural

BÚZIOS:Pequenas conchas do mar utilizadas para a leitura da sorte. O jogo é de origem africana.

C

CAFEOMANCIA:Leitura da sorte pela borra de café que fica no fundo do prato ou xícara do consulente.

CAOMANCIA: Clarividência ou método de prever o futuro pela observação de imagens aéreas.

CAPNOMANCIA: Leitura da sorte pela fumaça liberada por determinadas ervas mágicas, quando queimadas.

CARTOMANCIA: Sistema de adivinhação pelas cartas do baralho comum.

Os naipes iluminados como os manuscritos eram antigamente muito caros. Em 1470, por exemplo, Visconti, duque de Milão, pagou mil e quinhentas peças de ouro a um pintor francês por um jogo de cartas.

As cartas do baralho comum - utilizado para jogos como canastra, bridge, buraco, truco e tantos outros - podem trazer indicações surpreendentes sobre os vários setores de nossas vidas. As civilizações mais antigas da humanidade já usavam as cartas e seus equivalentes, tanto como diversão lúdica quanto para vislumbrar o passado, o presente e o futuro dos consulentes. Se você quer apenas um conselho, ou vislumbre sobre alguma situação, escolha o jogo de uma carta. Desejando uma análise mais detalhada, opte pelo jogo de três cartas - que vai mostrar o que aconteceu para que se chegasse à situação atual e apontará um possível caminho ou solução.

 CATROPTOMANCIA: Adivinhação por meio de espelhos.Por arte e poder dos conjuros, o diabo faz aparecer neles a pessoa e os objetos que se deseja ver. No passado, as bruxas usavam este processo para saber onde estavam escondidos os autores de furtos e mortes. Hoje as ciências ocultas nos falam dos espelhos mágicos como maneira eficaz para investigar o distante e o desconhecido.

CAUSINOMANCIA OU PIROMANCIA: Leitura da sorte pelo fogo.

CERAUNOSCOPIA - Adivinhação que os antigos, praticavam pela observação dos raios e dos relâmpagos e dos trovões, assim como de outros fenômenos do ar.

CEROMANCIA: Adivinhação com cera líquida. Lança-se a cera sobre uma superfície de madeira lisa enquanto as Salamandras são invocadas. Depois de solidificada, a cera formará desenhos que darão as respostas que o consulente deseja.

CLEDONISMANCIA:Quando estamos preocupados, a primeira frase que chega ao nossos ouvidos, é um processo de prevenir e até definir o problema, basta saber interpretar as dicas vindas pela força desse processo.

CLEIDOMANCIA: Processo de adivinhação usando-se uma chave, papel enrolado com o problema, e um fita enrolada na chave. A fita deve ser retirada de dentro da bíblia, pergunta-se se a chave desenrolar-se para um lado ou girar, a resposta é positiva ou negativa.

CLEROMANCIA: Adivinhação feita com dados, ou fichas pretas e brancas que formem figuras, imagens.

CRANIOMANCIA: Arte de adivinhar o futuro de uma pessoa pelo formato de sua cabeça.

CRISTALOMANCIA: Adivinhação com cristais.

CROMNIOMANCIA: Adivinhação feita com cebolas.

DACTILOMANCIA: Método de adivinhação por meio da forma e dos materiais dos anéis usados pelas pessoas.Traça-se um círculo com o alfabeto e números distribuídos uniformemente, depois amarra-se um anel, aliança da pessoa que deseja saber, e o sistema pendular vai formando palavras.

DAFNOMANCIA: Processo de adivinhação, por meio de folhas de louro, um dos processos é perguntando e jogando as folhas ao alto, sobre uma fogueira, se esta se queimar, a resposta é afirmativa, se não se queimar a resposta é negativa.

DEMONOMANCIA: Obtenção de respostas, através de rituais usando demônios.

DENDROMANCIA: Arte de ver o futuro, observando, troncos e arbustos derrubados.

E

ENOMANCIA: Arte de adivinhar o futuro, observando o vinho, cor, textura, cheiro, borra no fundo do copo.

EOLOMANCIA: Observação do vento, rajadas, barulho, redemoinhos, etc.

EROMANCIA: Método muito comum entre os persas, que deve ser feito da seguinte maneira: o consulente segura uma vasilha de água nas mãos enquanto tapa o rosto com um pano. Então formula uma pergunta e observa a água. Caso ela esteja fervendo, a resposta será positiva.

ESCAPULOMANCIA: Arte de prever o futuro observando os ossos de uma caveira (principalmente o tronco).

ESCARPOMANCIA: leitura da sorte baseada no estudo dos sapatos do consulente .
ESTICOMANCIA: Abrir uma página ao acaso, retirar dessas observações, avisos, presságios.

F

FARMACOMANCIA: Prever o futuro induzido, por meio de drogas, alucinógenos.

FILODOROMANCIA: Arte de adivinhar e vaticinar o futuro quando o adivinho bate uma flor e observa o ruído das pétalas sobre a mão do consulente.

FISIOGONOMIA -  Adivinhação de caráter pelas formas do rosto.

G 

GASTROMANCIA: Adivinhação feita por meio do estômago, magos, bruxos antigos, evocavam demonios que penetravam em seus estomagos, e respondiam sem que estes movessem os lábios.

GEROMANCIA: Essa adivinhação era feita pelo exame das vísceras de mortos, ou vítimas. Conhecidos como Arúspices, e o grande Cícero era um dos que usava esse método.

GEOMANCIA: Oráculo dos povos do deserto do Saara (leitura da sorte através de pedras), que consiste na leitura dos rabiscos feitos ao acaso na areia. Assim os sacerdotes previam o futuro. Hoje há uma versão modernizada e de fácil leitura desse oráculo.

GLOSSOMANCIA: Arte de adivinhar pelo formato da língua.

GRAFOLOGIA - Sistema de conhecimentos pertencente ao quadro das ciências ocultas, que, pelo exame da forma de um escrito, deduz as tendências principais caráter e inclinações - do indivíduo que o fez.

Para proceder assim, a arte grafológica se baseia ou se fundamenta no fato de que, gerando o pensamento da pessoa que escreve, movimentos fisiológicos mecânicos em seu organismo - em perfeita consonância com o seu modo de ser e de proceder -, a escritura, ou melhor, a materialização indelével do caráter do indivíduo, não pode deixar de refletir ao menos o estado psicológico da alma no momento em que escreve; é portanto um reflexo fiel dela.

HEPATOMANCIA: Arte divinatória através da observarção das visceras dos animais, principalmente o formato do FÍGADO.

HETEROMANACIA: Arte divinatória baseada na observação do vôo das aves.

HIDROMANCIA: Método baseado na observação da água. Uso de um pendulo que toca na água e dá batidas na parede da vasilhame usada.

HIEROMANCIA: Observação das entranhas dos animais.

HIPOMANCIA: Arte de prever o futuro, observando o patear, relinchos, comportamento dos cavalos (equinos). Também como presságio, alerta sobre um acontecimento.

ICHTIOMANCIA ou Ictiomancia: Método muito usado na antiguidade. Baseia-se na interpretação de certos sinais existentes nas entranhas dos peixes.

L

LACOMANCIA: Arte de interpretar o futuro, observando os dados

LAMPADOMANCIA: Uso de lamparinas, e o movimento da chama, forma figuras, espectros, para interpretação.

LEBANOMANCIA: Sistema de adivinhação muito comum entre os antigos gregos e romanos. Consiste na queima de perfumes aos pés das divindades. As mensagens a ser interpretadas aparecem na fumaça que sai das chamas.

LECANOMANCIA: Método de adivinhação que utiliza água, ouro e pedras preciosas.

LIBANOMANCIA: Arte de ver o futuro observando a fumaça que se forma na queima do incenso.

LICNOMANCIA: Arte de adivinhar o futuro por meio do movimento das sombras, de uma chama de vela, tocha, etc.

LITOMANCIA: Arte de predizer o futuro por meio de pedras. O consulente bate uma pedra na outra e o mago interpreta a mensagem de acordo com o som produzido.

M

Margaritomancia: adivinhação por pérolas.

MELANOMANCIA: Arte de vaticinar o futuro de uma pessoa, através de observações na pele, como coloração, marcas, sinais e manchas.

MIOMANCIA: Observação dos ratos para adivinhar o futuro.

MOLIBDOMANCIA: Arte de observar o as figuras formadas e o formato do chumbo quente, quando derramado na água fria.

NAIRANCIA: Prática divinatória de origem árabe, baseada na previsão do futuro pela observação do sol e da lua.

NEFELOMANCIA: Arte de adivinhar o futuro pelo formato das núvens.

NECROMANCIA: Método onde as adivinhações são feitas pela observação da cabeça de um cadáver ou pela invocação das almas.

NIGROMANCIA: Sistema de adivinhação que usa locais tenebrosos, como cavernas, minas, vales, matas fechadas, sempre feito a noite.

O

OCULOMANCIA: Sistema de adivinhação observando os gestos, maneira de agir do suspeito, os adivinhos treinados até previam gestos e trejeitos dos suspeitos.

OFIDIOMANCIA ou OFIOMANCIA: Sistema no qual se interpretam os movimentos das serpentes.

OINOMANCIA: Adivinhação pelo vinho, muito usada pelos persas na antiguidade.

OLOLIGMANCIA: Sistema de adivinhação que usa os latidos de cães.

ONFALOMANCIA: Sistema de adivinhação usada pelas antigas parteiras, que liam as características do umbigo do recém-nascido.

ONICOMANCIA: Arte divinatória na qual se observam as unhas do consulente.

ONIROMANCIA: Arte de adivinhação por meio da interpretação de sonhos.

ONOMANCIA: Adivinhação baseada no nome das pessoas.

OOMANCIA: Processo de adivinhação usado por meio de quebra de ovos numa bacia de água, lendo-se o desenho que se forma, pela clara que se espalha pela água.

ORNITOMANCIA OU  OENISTICIA: Adivinhação pela interpretação do canto e do vôo das aves..

OUIJA – Tabuleiro constituído de uma prancheta com o alfabeto e outros símbolos. Usado para manter contato com os espíritos. Ouija é marca registrada.

PALMASCOPIA: Augúrio tirado das palpitações notadas por meio da mão em diversas partes do corpo da vítima dedicada ao sacrifício.

PARTENOMANCIA: - Observação de uma mulher, usando como ponto de observação a nuca, para saber sobre a virgindade de uma mulher.

PEGOMANCIA: Consiste em lançar uma pedra dentro da água (de preferência fonte natural) e observar seus movimentos. queimar um objeto pessoal e observar o tempo e a maneira como o fogo age.

PERATOSCOPIA: Adivinhação baseada no significado atribuído aos fenômenos e coisas extraordinárias que apareciam nos ares.

PHILLORODOMANCIA: Sistema grego antigo de adivinhação que usa as folhas e da rosa.

PIROMANCIA: Arte de adivinhação observando as chamas do fogo.

PSEPHOSMANCIA: Sistema antigo que usava determinadas posições das pedrinhas da areia nas praias da grécia. Essas pedrinhas formavam figuras.

PSICOMANCIA: arte de adivinhação usando a comunicação com os espíritos dos mortos, dentre esses meios está o JOGO DO COPO, no qual usa-se um círculo formado com letras e números e um copo virado no meio no qual as pessoas com o dedo indicador, sem tocar ou empurrar o copo, fazem pergunta e invocam os mortos.

 

QUIROMANCIA: Baseada na análise e na interpretação de sinais e linhas das palmas das mãos.

QUIRONOMIA:  Subdivisão da quiromancia que analisa o formato dos dedos e das mãos .

RABDOMANCIA: Técnica usada na antiguidade para a localização de minérios e nascentes de água potável. Os rabdomancistas usavam a forquilha tirada de uma árvore de galhos finos e flexíveis. Sistema de adivinhação para achar, água, tesouros. Era costume usar as duas mãos, uma em cada lado do galho e a ponta era tocado num objeto similar, depois vasculha-se o terreno, era aconselhado não usar nada de metal no corpo. Se alguém procurava ouro, tocava a ponta da vara, num objeto de ouro, depois buscava no terreno o metal, e assim por diante.

RHAPCODOMANCIA ou RAPSODOMANCIA: Adivinhação usando um livro de poesia, ou uma obra literária, e buscava-se aleatoriamente abrindo uma página e as primeiras palavras seriam a resposta, após uma pergunta.

S

SELENOMANCIA: Arte de adivinhação observando movimento, posição da lua.

SCIAMANCIA: Sistema de adivinhação, baseado na evocação das almas, diferencia-se da NECROMANCIA, que usa os restos mortais, neste caso é a suposta presença de vultos, sombra simulacro  do espírito.

SIDEROMANCIA: Conjunto de conhecimentos que englobam o conjunto de corpos celestes, seus movimentos em relação a terra.

SPODOMANCIA: Estudo antigos das cinzas das fogueiras dos sacrifícios humanos. Essa cinza era muito procurada pelos feiticeiros e bruxas da época.

TEIMANCIA: Arte de adivinhação, usando o estudo sobre as folhas do chá.

TETRAMANCIA: Arte de adivinhação, usando a cinza de animais queimados e sacrificados.

TEOMANCIA: Adivinhação por meio de oráculos. Comum nos templos dos Deuses e Deusas Greco-Romano. Evocação dos Deuses, ou de Deus.

TIROMANCIA: - Arte de adivinhação estudando orifício dos queijos.

U

UROMANCIA: Arte de adivinhação, estudando a urina

X

 

XILOMANCIA: Sistema de adivinhação que usa pedaços de madeira para fazer as previsões.

Z 

Zairagia: De origem árabe, consiste em colocar vários círculos, uns dentro dos outros, girando constantemente. Nas bordas dos círculos colocam-se todas as letras do alfabeto, que vão formando palavras. Dessas palavras, devidamente interpretadas, sairão as profecias.

Zoomancia: - Arte de prever o futuro, vendo o movimento e comportamento dos animais.

<voltar>

 

Indice

Página Principal