Indice - compilado por Beraldo Figueiredo

Página Principal

17 - EXTRATERRESTRES

ÍNDICE:

17.1 - A UFOLOGIA:

17.1.01 - Sinônimos

17.1.02 - Definição

17.2.03 - Dificuldade de provas Reais

17.2.04 - Casos Históricos

17.2.05 - Sinais e Marcas do Espaço

17.2.06 - Discos Voadores - OVNI (UFO)

17.1.07 - Fraudes

17.1.08 - Eram Deuses Astronautas?

17.1.09 - UFOLOGIA e a Religião

17.1.10 - Invasores Espaciais

17.2 - Os Extraterrestres do plano Físico:

17.2.1 - Alienígenas

17.2.2 - Greys

17.2.3 - Reptilianos

17.3 - Extraterrestres Espirituais:

17.3.1 - Anjos

17.3.2 - Devas

17.3.3 - Elementais

17.4 - Glossário Ufológico

 

17.1 - A UFOLOGIA:

17.1.1 - Sinônimos:

O estudo: Ufologia, Ovnilogia, exobiologia, astrobiologia.

Os seres: Ufonautas, Extraterrestres, alienígenas, alien, greys, repetilianos,  ultramundanos, ultraterrenos, ultraterrestres, seres cósmico, seres planetários, intergalácticos, cosmonautas, espaçonauta, seres estelares.

Os Veículos: Discos Voadores, Espaçonave, aeronave estelar, OVNI, UFO.

Seres Espirituais Extraterrestres: anjos, devas, seres espirituais de outros mundos.

17.2.2 - Definição:

Extraterrestre ou extraterreno refere-se a tudo que é de fora do planeta Terra. A expressão comumente designa outros planetas, e os seres vivos, inteligentes ou não, que vivam lá.

No Brasil e em Portugal usa-se a sigla OVNI para designar Objeto Voador Não-Identificado, equivalente ao inglês UFO que é Unidentified Flying Object. Muitas pessoas acreditam que a aparição desses objetos seja a prova não apenas da existência de vida extraterrestre, mas também de que seres de outros planetas visitem o nosso. Os pesquisadores dessas aparições são chamados de ovniologistas ou ufólogos.

 

17.1.3 - Dificuldade de provas Reais:

A falta do processo repetitivo das aparições, não acontece de forma sistemática, isso torna o fenômeno mítico, como uma LENDA DA ERA MODERNA.

Esse é um dos fatos que mais têm aborrecido os ufólogos esta imprevisibilidade dos aparecimentos dos discos voadores. Centenas e até milhares de pessoas têm se organizado em grupos de vigília, pernoitando nas matas, cerrados, pés de serras, litorais, enfim, dos mais insuspeitados locais passiveis de aparecimentos e, via de regra, têm retornado frustrados pelo forfait para nem mencionar o malfadado episódio na cidade de Casimiro de Abreu no RJ.

Os discos voadores aparecem em todos os continentes, países e regiões do globo, menos onde nos encontramos á espera - resmungam os vigilantes. E isso tem se afigurado a muitos céticos como indicio seguro de que tais objetos não existem, pois se existissem já teriam sido surpreendidos pelos pesquisadores de campo em suas incansáveis peregrinações pelos sertões, uma vez que, decididamente, "eles" procuram evitar as cidades e aglomerados urbanos, só raramente fazendo suas incursões em locais habitados ou de aglomerados populacionais.

Parece que está evidenciado, que os EXTRATERRESTRES não desejam ser descobertos, ou fazem parte do mundo mágico das fantasias da humanidade, onde Jung relata sobre o inconsciente coletivo.
 

O estudo do fenômeno extraterrestre evoluiu muito nas últimas décadas com o crescimento do interesse da população pela vida fora do planeta Terra. A ufologia é o nome popular utilizado para o estudo de indícios de vida fora do planeta. O nome academicamente aceito é "exobiologia".

A literatura, o cinema e a televisão já exploraram muito a possibilidade de contato com seres inteligentes de outros planetas (chamados de ETs), porém muitas vezes estimulando a idéia de um contato hostil causando o protesto de alguns ufólogos. Devido a essa influência negativa da mídia, boa parte da população teme um contato com seres extraterrestres.

A ciência que se ocupa da vida fora da Terra chama-se Exobiologia.

17.1.4 - CASOS HISTÓRICOS:
Caso Roswell - Um fato histórico de grande relevância pelos estudiosos do assunto é o Caso Roswell, em 1947, onde supostamente houve uma queda de um disco voador de origem extraterrestre na cidade norte-americana de Roswell, sendo capturado(s) o(s) ser(es) ainda com vida. O governo americano, após admitir a queda do equipamento, desmentiu afirmando que seriam balões meteorológicos.

Varginha - No Brasil, o Caso Varginha, em 1996, é considerado por muitos ufólogos o mais importante de todos. Em torno de três seres supostamente foram capturados na cidade mineira que batiza o suposto fato e levados para a Universidade de Campinas. O fato é intrigante, visto que as testemunhas ao longo dos dias foram numerosas.

Travis Walton, autor do livro The Walton Experience, é um cidadão norte-americano, que alega ter sido abduzido por alienígenas, no dia 5 de novembro de 1975, na Floresta Nacional Apache-Sitgraves, Arizona.

O caso de Walton foi tema de assíduo debate e ganhou notoriedade, porque é um dos raríssimos casos de abdução, no qual houve a presença de testemunhas.

Na ocasião, logo após seu desaparecimento, as autoridades locais vasculharam intensamente toda a região, mas nada foi encontrado. Cinco dias mais tarde, subitamente, Walton reapareceu na cidade.

De acordo os crentes em Walton, seu caso é convincente por causa do grande número de testemunhas que presenciaram sua abdução, ao passo que a imensa maioria dos relatos de contatos com alienígenas, baseiam-se apenas em uma experiência pessoal, sem nenhuma testemunha do ocorrido.

Almirante Saldanha (navio brasileiro) - no dia 16 de janeiro de 1958, esta embarcação transportava uns cientistas brasileiros para a estação meteorológica na ilha de Trindade. Um OVNI passou em vôo rasante ao lado do barco, contornou a ilha e afastou-se, fato testemunhado por diversas pessoas à bordo. O fotógrafo oficial da expedição obteve várias fotos nas quais o objeto aparece com certa clareza.

 

Barrada Tijuca, Rio de Janeiro (1952) - Em 7 demaio de 1952, dois funcionários da extinta revista O Cruzeiro registraram na Barra da Tijuca um objeto discóide fazendo manobras. O caso teve grande repercussão na época, mas vem sendo apontado como fraudulento pelas pesquisas mais recentes.

 

Bélgica - No final de 1989 e início de 1990, ocorreram vários avistamentos de objetos triangulares luminosos (foto ao lado), não identificados, principalmente na região de Wavre. Em 30 de março de 1990, dois caças F-16 perseguiram um destes objetos, que escapava com facilidade dos aviões. O OVNI parecia acelerar de zero a mais de 1000 km/h instantaneamente e aparecia nos radares em terra e dos caças. O chefe do Estado Maior do Ar belga, coronel Wilfred Brower, admitiu que um objeto voador sólido havia penetrado - sem autorização - o espaço aéreo daquele país.


Discovery (ônibus Espacial) - Durante uma missão em setembro de 1991, as câmeras desta astronave captaram objetos brilhantes sobrevoando a Austrália. A NASA declarou serem cristais de gelo. O Prof. Jack Kasher, da Universidade de Nebraska, afirmou que estes objetos mudaram de direção e, pelo menos um deles, teria acelerado de zero a 4000 km/h em cerca de um segundo. Cientistas investigam já há alguns anos certos fenômenos meteorológicos em grandes altitudes, que podem ser a explicação para casos como estes.

 

17.1.5 - SINAIS E MARCAS DO ESPAÇO:

Imagem acima e abaixo, mostram as plantações e lavouras, com marcas circulares, alegadamente pelos ufólogos, como marcas deixadas por extraterrestres. Segundo alguns, marcas de pouso das naves, que deixam marcas, alguns alegam que a vegetação não nasce tão cedo no local devido a energia que fica no solo. Outros alegam que são sinais para outros discos saberem o local onde estiveram. De qualquer forma falta elementos mais explicativos para determinar uma causa final sobre o aparecimento dessas marcas e sinais em campos e lavouras.
 

17.1.5.1 - Crop-circles:

Os círculos nos campos de trigo, cevada ou cânula em Inglaterra (e também noutros Países), são conhecidos como Crop-circles. Têm sido documentados desde o séc XVIcerca de 10.000, já foram avistados por todo o mundo.

 

97% dos casos são no Sudoeste de Inglaterra, a maioria deles perto do monumento megalítico Stonehenge. Só em Agosto de 2002 (dia 21) surgiram dessa noite mais de 420 círculos, para surpresa dos habitantes de Wiltshires, Inglaterra

 

O trigo em redor fica intacto, não há pegadas ou marcas do homem ou de qualquer máquina por perto,as espigas não foram pisadas ou partidas, foram simplesmente dobradas até 90% por alguma força magnética.

 

O seu crescimento continua rente ao solo, algumas apresentam queimaduras que apenas seriam possíveis a elevadas temperaturas, foram medidas no local intensas energias electromagneticas que põem as bússulas a rodopiar... Duas organizações que estudam estes círculos são a Center for Crop circles studies in England e uma organização ADAS ltda, trabalhando conjuntamente com o Ministério da Agricultura Inglês,descobriram que nos solos fica uma quantidade anormal de hidrogénio, somente possível se o solo recebesse uma carga eletrica extremamente forte!

  

Alguns ufólogos acreditam que são “avisos” para outras raças alien perigosas não nos virem fazer mal, ( comando Interestelar da Fraternidade Branca). A Fundação Lawrence a fim de desvendar o fenómeno tem vindo a financiar com grandes somas de dinheiro as pesquisas, ainda não há estudos nem respostas para o efeito.

 

Alguns espertinhos tentam mostrar como os crop-circles podem ser falsificados, prendendo uma tábua a uma corda e pisando a tábua com os pés, puxando a corda, andando em circulo, etc.

 

É fácil destinguir um falso circulo do original.Os circulos originais não deixam espigas de trigo partidas, elas são dobradas por uma força desconhecida, algumas apresentam queimaduras que só poderiam ser feitas acima dos 2000 º. Não ficam pegadas no local. Na zona são detectadas estranhas radiações.Algumas figuras são muito complexas geometricamente e matematicamente, demais para serem feitas até pelo melhor dos cientista.

CONCIÊNCIA ÍGNEA - HANNYARI

 

Assunto Crop-Circles retirado do site:

 http://hannyaridemicael.blogspot.com/2008_09_01_archive.html

 

17.1.5.2 - AGROGLÍFOS:

De acordo com  A. J. Gevaerd, ufólogo e editor da revista UFO, a aparição desses círculos, é sem dúvida um fenômeno legítimo :

”Quando os círculos ou AGROGLÍFOS (nome atual dados aos círculos) começaram, eles eram apenas sinais curiosos e sem explicação plausível, . Aaos poucos foram ficando mais complexos, reunindo figuras em números cada vez maior e não só circulares. Dispostas em  circunstâncias geométricas harmônicas e perfeitas, eram inexplicáveis. Mas pesquisas comprovam que as plantas nas figuras são dobradas mediante o uso de alguma forma de energia desconhecida, talvez microondas, como se aventa muito".

Pesquisador conhecido na área da ufologia, Gevaerd participou da investigação de círculos encontrados em novembro de 2008 aqui no Brasil, em Ipuaçu, Santa Catarina. Ele garante que essas formações são autênticas. "As características dos círculos que analisei", diz o ufólogo, "assim como também foram analisados por engenheiros agrônomos, técnicos agrícolas, especialistas em triticultura, geógrafos, biólogos e até meteorologistas, são inexplicáveis. Por exemplo, todos os pés de trigo amassados o foram a alguns centímetros do solo, e uma única vez. Não há sinais de amassamento em nenhum outro ponto dos caules, que naquelas plantas chegam a 60, 70 cm. Isso é impossível. Além disso, o grau de precisão com que foram produzidos, aparentemente sem contato físico com o agente, fez as dobras de tal forma que as plantas ficaram todas tombadas num mesmo sentido, espiralado, alguns graus à direita, para então, de cima, formarem a figura final, um círculo de quase 20 metros de diâmetro com um anel externo ainda maior".

 

Apesar disso, Gevaerd afirma que existe muita polêmica em torno da veracidade dos círculos: "É evidente que, aos poucos, os agroglífos passaram a ser alvo de ceticismo e de imitação. Grupos movidos por variadas razões tentaram repetir nas plantações, especialmente inglesas, os mesmos desenhos.

 

Mas os desenhos produzidos por essas pessoas estão muito longe de serem comparáveis e não apresentam, em hipótese alguma, as características dos legítimos".

Ele conta que, hoje, estima-se que apenas de 10 a 20% dos círculos sejam realmente verdadeiros.

 

17.1.5.3 -CÍRCULOS FEITOS POR HUMANOS:

UM PESQUISADOR QUE ASSUME A POSIÇÃO CÉTICA:

 Kentari Mori, assume uma posição de descrédito diante desse fenômeno é editor do portal Ceticismo Aberto (www. ceticismoaberto.com). Para ele, tudo isso não passa de uma farsa. "Não há qualquer evidência de que um único círculo em plantação tenha sido criado de forma anôma-la", explica Kentaro. "O que há é farta documentação, com vídeos, fotos e filmes de desenhos extremamente intrincados criados por equipes profissionais, os chamados circlemakers, ou "fabricantes de círculos”.

 

A equipe de John Lundberg, por exemplo, já faturou mais de um milhão de reais criando diversos círculos para campanhas publicitárias, além de estar por trás de vários dos círculos que mistificam muitos, como o disco alien de Crabwood Farm

 

[famoso caso em que um imenso rosto parecido com o de um extraterrestre surgiu numa plantação de trigo no Vale Farm, perto da floresta Crabwood, na Inglaterra, em agosto "de 2002]".

 

Segundo o cético, nunca foi conduzido um estudo sério em grande escala sobre o tema dos círculos que surgem nas plantações. O que normalmente é citado pelos estudiosos do fenômeno são os estudos BLT - sigla criada pela inicial dos sobrenomes dos pesquisadores Jonh A. Burke, Nancy Talbot e Dr. w.c. Levengood, integrantes do BLT Research Team -, que verificam em laboratório as plantas retiradas de dentro dos círculos para tentar provar, cientificamente, que existem anomalias nessas formações. "O que não contam", diz Kentaro, "é que esses mesmos estudos sugerem que as anomalias seriam criadas por "vórtices de plasma da ionosfera", um fenômeno natural muito pouco plausível e sem nenhuma relação com ETs.

E que pelo menos um dos autores do estudo, anos depois, viria a endossar um caso no mínimo duvidoso envolvendo o lençol queimado, por ETs, de um suposto contatado brasileiro".

Ele ainda conta que, dois dos primeiros e grandes pesquisadores do fenômeno, Colin Andrews e Pat Delgado, chegaram a declarar como "autênticos" muitos círculos criados por humanos. Inclusive, no caso de Delgado foi ainda pior, pois ele atestou como verdadeiros alguns dos desenhos feitos por dois senhores, Doug Bower e Dave Chorley, que ficaram mundialmente conhecidos por terem criado "círculos" durante 13 anos. "Isso é o que os ufólogos não contam. Os dois velhinhos enganaram, com seus círculos 'malfeitos', o principal investigador da época. E com suas assinaturas, DD, que estavam em alguns dos círculos, estamparam os jornais britânicos dos anos 80", declara Kentaro Mori.

A nós, curiosos e interessados em descobrir a verdade sobre esses eventos singulares, cabe a leitura e a pesquisa. Ou simplesmente a crença.

 

O ITEM AGROGLÍFOS foi retirado da:

Revista Sexto Sentido - n 102 - Artigo: Sinais do Espaço? - Autor: Wanise Martinez

 

17.1.6 - Os Discos Voadores (OVNI):

   

Foto de um suposto OVNI(à esquerda), em Junho de 1984, visto ao lado do que era então a fábrica da Gurgel, em Rio Claro

Foto histórica tirada em julho de 1952 Nova Jersey - EUA

Supostamente  de um disco Voador.

Naves espaciais (OVNI/UFO), com tecnologias avançadas, seriam movidas a uma energia desconhecida, e atingiriam velocidades inimagináveis pela mente humano, capaz de cruzarem espaços físicos (anos-luz) numa fração de segundos, supostamente além da velocidade da luz. Outra hipótese, é de existirem PORTAIS DIMENSIONAIS, no qual se atalha bilhões de quilômetros físicos. Até supõe-se que os buracos negros, são esses portais no qual os discos voadores poderiam usufruir para atalhar dimensionalmente e encurtar distancias.

Além é claro da hipótese dos seres alienígenas serem bem mais desenvolvidos, que os humanos, estes serem mais eterizados (semi-materiais, ou totalmente energia sutil a nível astral), em sua anatomia, podendo se materializarem e/ou se tornarem invisíveis de acordo com a sua vontade. O que explicaria o fato de poder desaparecer dos radares da terra.

 

17.1.7 - FRAUDES:
A publicação de fotos de supostos OVNIs são em grande parte material adulterado ou fraudes para levar pessoas a acreditar que extra-terrestres existem. Pessoas podem simular um OVNI usando objetos e truques de iluminação. Em tempos atuais é muito comum adulteração de fotos em programas como Photoshop.

Devida a grande quantidade de fraude - muitas desmascaradas - nesse meio, especialistas em ufologia extra-terrestre perderam muita credibilidade. Muitos ufólogos conhecidos já foram pegos em grandes esquemas de fraude até mesmo conseguindo enganar populações de cidades inteiras, soltando grande quantidade de balões e pipas com luzes adaptadas.

A hipótese de haver vida em outros planetas provoca verdadeiro fascínio em algumas pessoas, que acabam espalhando mitos e informações inventadas/imaginadas. O relato de um OVNI deve ser sempre visto e estudado com grande ceticismo, sob pena de estarem apenas enganando e iludindo pessoas.

Essas evidencias de fraudes, não afirma que não exista os OVNIs, apenas corrobora que os estudiosos, devem se precaver diante de tantas afirmações, que existem, com a divulgação de farto material que ao ser estudado profundamente revela-se como peças FRAUDULENTAS.

Além da má fé a má interpretação, como um tipo de NUVENS que refletem faróis de automóveis, balões metereológicos, 

Os satélite artificiais de baixa orbita circular da constelação Iridium e os satélites artificiais de órbita circular mais elevada da constelação GPS circulam o Globo Terrestre a altas velocidades, refletindo a luz solar pelos seus painéis utilizados na geração própria de energia elétrica, mas aqui em baixo o seu curioso aspecto é de um pequeno ponto luminoso que pode ser avistado por qualquer pessoa entre o anoitecer até aproximadamente 20:00 Horas ou 21:00 Horas.

Apesar de serem "relatados" desde tempos remotos da Humanidade, os OVNIs tornaram-se mais conhecidos de 50 anos para cá. Segundo estatísticas dos ufólogos, que são as pessoas que pesquisam o suposto fenômeno.

A expressão "disco voador" é somente usada nos países de língua portuguesa. Conforme observou o coronel da Reserva da Aeronáutica, Uyrangê Hollanda Lima, em várias línguas as expressões usadas para se referir a supostas naves vindas de outros planetas são "pires voadores" ou "pratos voadores".

17.1.7.1 - Ilusões Ótica (Enganos Visuais)

Outros exemplos de objetos frequentemente confundidos com discos voadores: Sinalizadores de emergência, balões meteorológicos e de festas-juninas, meteoritos entrando na atmosfera terrestre, nuvens discoidais etc.

Estrelas cadentes (meteoritos) - em sua entrada ou tangenciamento (quando passam  “raspando”) pela atmosfera terrestre, o atrito produzido gera combustão e calor. Aparecem como um risco luminoso no céu.

Relâmpagos esféricos (Ball Lighting) - são esferas luminosas que ocorrem na atmosfera, em geral próximo a nuvens de tempestade. Apesar de existirem mais de mil relatos de sua ocorrência nos últimos 150 anos, este fenômeno permanece como um dos grandes mistérios da atividade elétrica da atmosfera.

Miragens - em dias quentes, as camadas de ar mais próximas do solo ficam mais quentes que as camadas superiores. Como o índice de refração da luz diminui com a temperatura, podemos ter a falsa percepção visual de ver no horizonte objetos que não estão lá. É uma das explicações para as miragens em desertos. Há também diversos navegantes que juraram avistar ilhas ou astronaves flutuando em pontos do mar onde só há água. E mais: quem já não viajou por uma estrada que parecia molhada ou espelhada em um dia de calor?

Nuvens - certas formações, como mostra a figura acima são impressionantemente parecidas as astronaves relatadas por testemunhas, já foram tomadas por discos voadores.

Balões de pesquisas meteorológicas - por flutuarem em grandes altitudes, geralmente acima das rotas aéreas, podem ser considerados uma das principais “pegadinhas” para os observadores incautos

O planeta Vênus - pode aparecer como um ponto muito brilhante no céu.

Atividade vulcânica - faíscas e gases combustíveis que saem de certas fendas no solo já foram interpretados como evidências de astronaves extraterrestres.

Luzes de aeronaves - se um observador está na direção, ou seja “de frente” para a trajetória de um avião em procedimento de descida, as luzes da aeronave vão parecer “paradas” .

Satélites - boa parte dos relatos de OVNIs que ocorrem no início da noite e no final da madrugada se devem ao reflexo da luz do sol, que esta escondida para nós durante a noite, mas que se reflete em objetos metálicos em órbita ou em grandes altitudes,

 

Tema:Ilusão de Ótica - fonte: http://www.ufologia.org/po001.htm

 

17.1.8 - Eram os Deuses Astronautas?

MISTÉRIOS DAS LINHAS DE NAZCA

Eram os Deuses Astronautas? (Chariots of the Gods?, em inglês) é um livro escrito em 1968 pelo suíço Erich von Däniken, onde o autor especula a possibilidade das antigas civilizações terrestres serem resultados de alienígenas que para cá teriam se deslocado.

Von Däniken apresentou como provas as confusas coincidências entre as colossais pirâmides egípcias e incas, as quilométricas linhas de Nazca, os misteriosos moais da Ilha de Páscoa, entre outras maravilhas do planeta. Ele também cria uma certa teoria de cruzamentos entre os extraterrestres e espécies primatas, gerando a espécie humana.
A figura ao lado, só pode ser vista de avião, mas foi feita numa época em que não existiam naves. Várias figuras dessas se formam ao longo de Nazca, e a pergunta que Erich fez foi simples:

- Eram os Deuses Astronautas? - Relacionando-se a várias figuras e desenhos encontrados com figuras alienígenas. Como mostra figura abaixo.

Nosso interesse aqui é algo que de forma semelhante liga a pré- história japonesa à fantasia espacial moderna. Além de vasos, os artefatos de cerâmica Jomon Jidai incluem algumas estatuetas, chamadas Dogu (“estátuas de barro” - Abaixo). De aparência enigmática, altamente estilizada, algumas delas logo foram entendidas por alguns como “escafandros espaciais”, provas de contatos com seres extraterrestres na Antiguidade. Eram os adoradores dos Deuses Astronautas.

17.1.9 - UFOLOGIA E A RELIGIÃO:

Dentre as possibilidades, existe a corrente que prega a  ufologia como religião, criando seitas, paraísos em locais ermos, esperando um contato (encontro) numa data qualquer, com supostas referencias aos DEUSES e criando centenas de seguidores.

A crença de que Adão e Eva, foram experiências extraterrestres, dá aos ETs a suposição de que estes seriam DEUSES E ANJOS decantados nos livros sagrados. Cria-se neste sentido o exagero, o culto, a UFOMANIA, UFOLATRIA. A religião pressupõe 3 elementos básicos segundo o padre jesuíta Fernando Bastos de Avila: 1º)Reconhecimento da crença natural da existência de poderes que transcendem; 2º) o sentimento de dependência em relação a eles; 3º) entrar em contato objetivamente com esse sentimento, ou seja cultuar, ter relação com sua crença, externa-la para interiorizá-la.

A crença que milhares de Discos Voadores no juízo final virão pegar os merecedores, é a mesma pregada de que Deus resgatará os corpos no dia do juízo final como vaticina o apocalipse.

Os extraterrestres, como seres de luz, anjos espaciais, guias, mentores, tem sido difundido em todos os sentidos.

Surgimento de uma nova raça a partir do relacionamento sexual de alienígenas com mulheres humanas, surgindo dessa forma um novo ser.

OVNIS NA BÌBLIA:

Isaías foi arrebatado aos céus numa carruagem de fogo.(2 Reis 02:11).

 

17.1.10 - INVASORES ESPACIAIS:

A idéia totalmente oposta, de que os Alienígenas seriam invasores querendo tomar posse de nosso planeta, matar todos os humanos, invadirem nossos corpos, tem povoado os cinemas, livros e a imaginação fértil dos escritores.

A teoria da conspiração cósmica, de que estamos sendo vigiados que um dia seremos atacados.

17.1.10.1 - ABDUÇÃO:

Abdução (palavra usada aqui para designar seqüestros de seres humanos por raças alienígenas supostamente superiores à nossa) acontece com pessoas aparentemente normais. Vários pesquisadores do assunto têm observado que a maioria das abduções possui raízes hereditárias, ou seja, seus antepassados também eram abduzidos. Muitas pessoas que são abduzidas desconhecem pela vida toda que passam por este processo. Isso pela sutileza com que são feitos tais seqüestros, que na maioria das vezes beiram (ou se confundem) aos sonhos.


Os Greys estão abduzindo homens e mulheres com o propósito de extrair esperma, óvulos e outras amostras de nossa série genética por razões desconhecidas.


Evidências de que as abduções são reais Dr. David Jacobs é PhD em história americana e da universidade de Temple, na Filadélfia,EUA. Autor de vários livros, deu recentemente uma entrevista para a revista Ufo onde fala sobre as abduções.


 

17.1.10.2 - Evidências:

Ele diz q uma das mais importantes evidências é a convergência das memórias q os abduzidos tem sobre o momento, o processo e a estrutura dos sequestros por extraterrestres. E todos apresentam os mesmo sintomas em diferentes partes do planeta.
E evidências físicas?
Ele diz q há evidências físicas nos corpos das vítimas de abduções alienígenas, tais como: cicatrizes, manchas e picadas em seus corpos ou roupas.


17.1.10.3 - Os implantes:

Tem sido detectados em muita gente, embora até agora nenhum tenha sido provado cabalmente como não terrestre.
 

Para que servem os implantes?
Poderiam servir para: monitoramento dos abduzidos , forma de transmitir a uma base, em algum lugar, informações sobre seu metabolismo, condições de saúde ou emocionais. Há estudos que afirmam que servem para manter os abduzidos sob controle quando os ETs precisarem levá-los novamente.

David Michael Jacobs, Ph.D.em "Secret Life", o título original, diz que o fenômeno é demasiadamente importante para ser tratado como conversa de "malucos" ou de pessoas "mentalmente perturbadas"...

Para o autor, os alienígenas têm um poder e uma tecnologia consideravelmente mais avançada do que a nossa, e isso nos coloca em tremenda desvantagem para afetar o fenômeno ou conseguir algum controle sobre ele.

 

"Não sabemos o que vai acontecer no futuro, do mesmo modo como não sabemos quais são os objetivos finais dos extraterrestres".

O contato entre as raças não está ocorrendo no cenário que foi imaginado por cientistas e escritores de ficção científica: dois mundos independentes fazendo aberturas cuidadosas visando a benefícios iguais e recíprocos.

Ao contrário - diz o dr. Jacobs - o que acontece é completamente unilateral.

Em vez de benefícios iguais, vemos um programa perturbador, de aparente exploração de uma espécie pela outra...

Como isso começou, não se sabe. Como terminará, uma incógnita...

"Mas, nós temos que encarar de frente o fenômeno da abdução e começar a pensar racionalmente no que devemos fazer a respeito..."

David Jacobs trata com a seriedade necessária talvez o mais importante desafio com que a humanidade deve se deparar neste milênio que se inicia
O texto Abdução foi retirado do site:

 http://www.anjodeluz.com.br/abducao.htm

17.2 - OS EXTRATERRESTRES DO PLANO FÍSICO:

17.2.1 - Os Alienígenas:
Qualquer ser vivo fora do planeta, dentro dos estudos ufológicos, é considerado um ALIENÍGENA, portanto um EXTRATERRESTRE. Por isso a ficção científica, produz filmes onde meteoros, caídos na terra, trazem VÍRUS, BACTÉRIAS, animais originados de outros sistemas planetários.

 

17.2.2 - Greys:
Segundo a Ufologia, Greys são seres extraterrestres que possuem como característica principal uma estatura, geralmente, pequena (algo como 1,30 metro), costumam ter a cor da pele variando entre acinzentada a amendoada, olhos grandes e negros, boca fina e narinas mínimas, corpo muito desproporcional ao tamanho da cabeça, sendo, também, raquíticos, magricelas, delicados, surgindo da nave extraterrestre que conduzem, o chamado Disco Voador.

Comumente descritos por pessoas ao redor do mundo, em casos de abdução por estes, como seres frios que fazem testes nas pessoas abduzidas, como coleta de material biológico, sangue, sêmen, muco, ou até mesmo experiências sexuais.

Dos tipos existentes dentro da Ufologia, o Grey é comumente um dos mais narrados, observados e descritos. Muita especulação existe a respeito, inclusive que eles tem um grande interesse na sexualidade dos seres humanos, uma vez que, hipoteticamente, eles se reproduzem através da clonagem e por isso a sua função sexual e genética estariam atrofiadas.

Especula-se também sobre um possível acordo entre o Governo Americano e os Greys para fins de fornecimento de tecnologia bélica.

 

17.2.3 - Reptilianos:
Os Reptilianos são um elemento comum em mitologia, folclore, ficção científica, fantasia, teorias de conspiração, e as pseudociências de criptozoologia e ufologia. Dependendo do contexto eles são conhecidos por muitos nomes, inclusive Povo serpente, Homens cobra, Reptóides, Dinossauróides, Povo Lagarto, e Homens Lagarto.

A crença que os humanos estão sendo possúidos numa frequencia paralela mais sutil e etérica por uma raça alienígena de gigantescas figuras chamadas de Homens Lagartos. A idéia de existem seres que vivem nas profundezas da terra (Terra Oca), também é uma suposição que leva a existir seres com aparência de cobras.

No filme Inimigo Meu, um ser humano é obrigado a conviver com um Hermafrodita Lagarto.

 
 

17.3 - OS EXTRATERRESTRES DO PLANO ESPIRITUAL:

Dentro do contexto, supostamente todos os seres que interferem, mantém contato, com seres humanos, e não são os supostos espiritos desencarnados (espíritos de  pessoas falecidas), são EXTRATERRESTRES ESPIRITUAIS.

Dentro dessa classe temos os reinos elementais, com FADAS, GNOMOS, DUENDES, SALAMANDRAS, ONDINAS e outros do mesmo gênero.

Os anjos, seres divinos que protegem o reino humano, que para algumas doutrinas são espíritos desencarnados na  condição de guias, mentores, porém para outras religiões e doutrinas, são seres não humanos, vindos de outra sistema. No caso da igreja católica os anjos são originados de uma raça diferente, e estes não se reproduzem, foram criados diretamente por Deus.

Os DEVAS, que são do reino elemental superior, são seres evouídos, anjos na filosofia  oriental.

17.4 - GLOSSÁRIO UFOLÓGICO:

A

Abdução - captura de um humano por tripulantes de uma astronave alienígena. É classificada como contato de 5º grau. Há controvérsias sobre a autenticidade dos relatos de abdução. Veja também hipnose.

Abdução com paralisia durante o sono - veja paralisia durante o sono.

Abduzido - pessoa que teria sofrido uma abdução.

Acobertamento - prática, relatada pela maioria dos ufólogos, na qual diversas organizações, principalmente governamentais (civis e militares), esconderiam do público evidências físicas, informações e documentos que comprovariam a veracidade de relatos de avistamentos de astronaves extraterrestres e contatos com seres alienígenas.

Alien - termo que significa “criatura do espaço sideral” (“creature from outer space”- American Heritage Dictionary - exemplo: filme de ficção científica “Aliens invadem a Terra”). No idioma inglês, pode significar também estranho, forasteiro, estrangeiro.

Alien, tipo mais comum - de baixa estatura, constituição física aparentemente frágil, pele acizentada e crâneo proporcionalmente maior que em humanos. Mas os relatos trazem outras descrições bastante variadas.

Alienígena - de origem extraterrestre. Veja também alien.

Área 51 - Instalação militar situada ao norte da cidade de Las Vegas, no estado de Nevada - EUA. Vários ufólogos afirmam que o governo dos Estados Unidos esconde lá astronaves extraterrestres e aliens (inclusive que estariam vivos).

Avistamento - termo muito utilizado para referir-se a contatos de grau zero, 1º e 2º. Veja também graus de contato.

B

Ball Lightning - relâmpagos esféricos (globulares) -  são esferas luminosas que ocorrem na atmosfera, em geral próximo a nuvens de tempestade. Apesar de existirem mais de mil relatos de sua ocorrência nos últimos 150 anos, este fenômeno permanece como um dos grandes mistérios da atividade elétrificada atmosfera.

C

Chupacabras - ser de origem extraterrestre, com características de um predador, que ataca animais e humanos. Há controvérsias sobre a existência deste tipo de alien. Vários ufólogos defendem a tese de que os relatos são reais. Para a OPUs, não há evidências consistentes sobre a existência deste ser.

Círculos Ingleses - marcas geométricas regulares que aparecem em plantações, principalmente de trigo. Os primeiros casos foram observados na Inglaterra (lá denominados crop circles). Há ocorrências de marcas similares em mato (Brasil), areia de praia (Brasil) e gelo (Canadá). A maior parte dos ufólogos afirma que estas marcas contêm mensagens extraterrestres em código. Céticos rebatem dizendo que podem ser construídas com barbantes, aparelhos agrícolas e conhecimentos de geometria.

Contato - termo muito utilizado para referir-se aos contatos de 3º, 4º e 5º graus. A palavra “contato” (neste uso) foi bastante difundida a partir do filme “Contatos Imediatos do 3º Grau”, de Steven Spielberg. - Clique para ver analiticamente

Crop circles - O mesmo que círculos Ingleses.

D

Disco Voador - termo que surgiu dos primeiros relatos de OVNIs em forma de prato nos Estados Unidos (chamados de flying saucers - em inglês).

E

Equação de Drake - é utilizada para estimar quantos planetas habitados por seres inteligentes podem existir na Via Láctea. Multiplicam-se os seguintes fatores:

N - Representação do número de estrelas na Via Láctea (Estimativa: 200 bilhões);

fp - Fração de estrelas com planetas orbitando ao seu redor (Estimativa: 0,5);

ne - Fração de planetas por estrelas capazes de ter vida (Estimativa: entre 1 e 5);

f1 - Fração de planetas onde a vida se desenvolveu (Estimativa: 0,1 a 1,0);

fi - Fração de planetas onde a inteligência pôde se desenvolver (Estimativa: 1,0);

fc - Fraçào de civilizações que se comunicam (Estimativa: 0,1 a 0,9);

fL - Fração do tempo em que essa civilização enviou sinais (Estimativa.: 0,000001); Pelas contas do cientista Frank Drake, existem 100.000 civilizações na Via-Láctea.

ET - Abreviatura de Extra Terrestre, o mesmo que alien. Esta sigla foi bastante difundida a partir do famoso filme de Steven Spielberg.

Exobiologia - área da biologia que dedica-se ao estudo de possíveis características da vida em ambientes fora do planeta Terra.

F

Flying Saucers - o mesmo que disco voador.

G

Graus de contato - é uma definição adotada pela Ufologia para classificar contatos com extraterrestres. Resumo: grau zero: observação de uma astronave alien a grande distância, na qual não se consegue distinguir formas precisas do objeto;

1º Grau: observação a uma distância na qual é possível identificar luzes, formas e contorno da astronave alien;

2º Grau: observação na qual o objeto deixa marcas temporárias ou permanentes no ambiente (por exemplo: marcas de pouso);

3º Grau: o observador vê tripulantes da astronave alienígena;

4º Grau: o observador chega a estabelecer comunicação com ser alienígena;

5º Grau: o observador entra na astronave - convidado ou capturado (Abdução).

H

Hipnose - técnica que coloca uma pessoa em um estado alterado de consciência semelhante ao sono. Pode ser utilizada principalmente para facilitar a recordação de lembranças (psicoterapia) e redução/eliminação da dor (medicina/odontologia). Por outro lado, pode estimular espontaneamente fantasias e falsas lembranças no hipnotizado. A hipnose só deve ser praticada por psicólogos, médicos e dentistas com treinamento teórico e prático de, no mínimo, um ano (recomendação da Sociedade de Hipnose Clínica e Experimental). Fonte: livro Conversando sobre Hipnose - Wellington Zangari e Fátima Regina Machado - Edições Paulinas - pág 20. Vários ufólogos defendem a utilização da hipnose para o esclarecimento de casos de abdução.
I

Implante - dispositivo colocado cirurgicamente por aliens em seres humanos, geralmente durante uma abdução. Não se sabe com certeza com qual função . Há controvérsias sobre a origem extraterrestre dos implantes que teriam sido extraídos por médicos de pessoas que relataram abdução.

O

OSNI - sigla para Objeto Submergível Não Identificado. Surgiu devido aos relatos de OVNIs mergulhando ou emergindo em mares e rios.

OVNI - sigla para Objeto Voador Não Identificado. O fato de ser “não identificado” não significa, necessariamente, que seja de origem extraterrestre. Após uma investigação, pode-se constatar que se tratava de um avião, balão, etc. . Veja também UFO (sigla em inglês).

P

Paralisia durante o sono - Vários ufólogos afirmam que pode se tratar de um sinal de abdução. A medicina explica que é um fenômeno neurológico que pode acontecer quando o indivíduo está cansado, emocionalmente influenciado, sob efeito de certos medicamentos ou com algum problema físico. (Já os projeciologistas, alegam que este é um fenômeno pré-projetivo, uma dos sintomas de uma projeção do corpo astral), a medicina alega ser um distúrbio noturno do sono.

U

UFO - sigla para Unidentified Flying Object, Objeto Voador Não Identificado (OVNI - em português). Um OVNI não é necessariamente uma astronave extraterrestre. Pode até ser um avião não identificado. Mas no Brasil, UFO é muito utilizado como um sinônimo de astronave extraterrestre (por exemplo, nos artigos da Revista UFO)

Ufologia - área que investiga relatos de avistamentos de OVNIs e contatos com seres extraterrestres.

Ufólogo - pesquisador de ufologia. Ufologista.


V

Vigília Noturna - atividade de ufólogos de vasculhar o céu, geralmente à noite. Tem como objetivos pesquisar evidências de OVNIs e treinar a identificação de causas conhecidas, como satélites, planeta Vênus, aeronaves, etc.

Tema Glossário -  fonte: http://www.ufologia.org

   

Indice - compilado por Beraldo Figueiredo

Página Principal