Indice - Compilado Por Beraldo Lopes Figueiredo

Página Principal

SUPERMENTALISMO

O que é SUPERMENTALISMO?

Satisfazendo, inicialmente, a essas perguntas, direi que, em grande parte, depende dos conhecimentos gerais do mentalismo, o qual é um conjunto de leis como movimento, dinamismo e aplicação, que asseguram aquele que se inicia a penetração do Templo Iniciático do Saber – Querer – Ousar – e Calar.

De posse pois dessa chave conhecimento das leis mentais, está apto a penetrar no mundo invisível, certo e convicto das potentes leis de ação e reação.

Posto isso explicarei a significação das palavras TATTWA NIRMANAKAIA.


TATTWA é palavra sânscrita, que significa qualidade daquele (do sem forma); pode ser considerada por três aspectos:
1º) – como forças sutis da natureza;
2º) – como centros de força do organismo, em número de cinco:

  1. AKASA – éter – cor preta

  2. VAYU – gás – cor azul

  3. TREJAS – calor – cor vermelha

  4. APAS – líquido – cor branca

  5. PRITHIVI – sólido – cor amarela
     

E se encontram localizadas respectivamente:

  1. AKASA – negro, sem forma, localizado na cabeça;

  2. VAYU – azul celeste e esférico, no círculo do umbigo;

  3. TEJAS – vermelho e triangular, entre as espáduas;

  4. APAS – branco – semi-lunar – nos joelhos;

  5. PRITHIVI – amarelo, em forma de losango, nos pés.

 

  • Alias devo fazer-vos notar que os TATTWAS não devem ser confundidos com os Chacras, vórtices astrais.

  • Há uma formula técnica de vibração para cada TATTWA, que só poderei estudar para vós, oportunamente.


3º) – É considerada pela nossa eleita ordem SUPERMENTALISTA, “Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento”, como centro de irradiação mental.

Todas as Lojas cujos nomes são precedidos da palavra TATTWA, esta indica serem filiadas à referida Ordem.

NIRMANAKAIA* é, também, uma palavra sânscrita, por mim escolhida por possuir um significado que preenche, perfeitamente, a nossa finalidade. É um dos três envoltórios fluídicos de que se reveste o Mestre Invisível, quando em relação com os seres humanos para beneficiar a humanidade.
Os outros dois envoltórios são DARMAKAIA* – nosso prédio: e SAMBHOGAKAIA* – o nosso hospital.
Verificamos assim que TATTWA NIRMANAKAIA significa um conjunto de leis que mostram ao individuo o direito e obrigação de praticar o Bem, desenvolver suas forças latentes, ocultas, combater, sob todos os aspectos, o mal, auxiliar com a sua vontade orientada, e na medida do possível, todos aqueles que solicitem sua intervenção para a conquista das altas virtudes, e manejo das forças que estejam sob o equilíbrio da Harmonia – Amor – Verdade e Justiça.

Como o seu nome indica SUPERMENTALISMO é a arte de pensar elevadamente, destruindo assim os pensamentos baixos.
Por pensamentos elevados compreendemos, os pensamentos construtivos, edificantes, confortadores e positivos.
Por pensamentos baixos compreendemos os pensamentos destrutivos, deprimentes, degradantes e negativos.
Isso em relação à saúde, ao caráter, estado moral, à situação de fortuna e social, em analogia a nós e aos outros.
Por estados “positivos” entende-se todos os pensamentos construtivos e bons, como o altruísmo, a bondade, a tolerância, a paciência, a simplicidade de espírito e de maneiras, o perdão, a discrição, a doçura, a alegria, a coragem, a fortaleza de ânimo, a resignação na adversidade, a justiça, o sentimento do dever, o otimismo e muitos outros, idênticos.

Por estados “negativos” entende-se os chamados pensamentos maus como os de ódio, vingança, maldade, ciúme, inveja, orgulho, vaidade, cólera, desonestidade, maledicência, amargura, desânimo, insinceridade, falsidade, em fim, o pessimismo.

Para cultura do SUPERMENTALISMO, o mais difícil é o primeiro passo a ser dado no sentido de uma atitude correta, em relação a uma determinada atitude e a um certo sentimento.

Mas uma vez realizado o primeiro passo ele próprio facilitará o segundo, porque está provado, que uma atitude psicológica, mesmo extinta, fica acumulada no subconsciente, um resíduo psíquico, do mesmo sinal e direção, e que pela lei cíclica e de periodicidade, facilita a reprodução de tal atitude. E de repetição em repetição, isto é, obedecendo a referida lei cíclica, o sentimento, virtude, os hábitos, acabam por fixar-se no subconsciente, um automatismo característico das qualidades requeridas, tal como realizamos em nossas “cadeias reeducativas”, manejadas observando-se todas as leis da psicologia moderna, cujo alicerce é fazer gravar no subconsciente de cada um os sentimentos elevados e as condições superiores.

As qualidades inferiores prejudicam não só a saúde física como moral, produzindo reações venenosas de fácil observação. Esses estados negativos e deprimentes da alma, provocam a toxidez do suor de uma pessoa, ao ponto de ser constatada por uma ação reativa.

Por esse motivo devemos cultivar sempre os pensamentos positivos, evitando sistematicamente os negativos.
 

O estudo do SUPERMENTALISMO ou do Esoterismo, nos conduz ao sentimento de responsabilidade por todas nossas atitudes, constatando os efeitos produzidos no mundo invisível por todos os nossos pensamentos, cujas conseqüências retroagem sobre o emissor; reações essas que se estabelecem, sistematicamente, com os nossos pensamentos, palavras e atos, refletindo-se em todas as circunstâncias de nossa vida.

Por isso é que o sucesso na vida depende da particular aplicação dos nossos estados mentais; fundamentando-se o princípio SUPERMENTALISTA em que “todo desejo é uma corrente mental carregada de poder” e que “o pensamento atrai do seio da natureza as circunstâncias e situações congêneres”.

Se uma pessoa se vê numa situação pecuniária difícil, e passa a vida a se lamentar, a insistir sobre a sua miséria, a se conduzir como um miserável em todas as circunstâncias, a afirmar a cada momento que a sua situação é irremediável, que não tem meios de sair daquilo, que há de ser pobre toda a sua vida, etc., essa pessoa continua a atrair do seio da natureza circunstância de miséria, donde resulta, situações irremovíveis da mesma natureza.

Dizem os ingleses: “like attracts like”, os semelhantes se atraem.
 

Para sair dessa situação a pessoa deverá iniciar, energicamente a reação no plano mental, cultivando os bons pensamentos, e mantendo o monodeísmo – tudo passa.

A falta de iniciativa, de controle, deixa o indivíduo em uma atitude tal de indecisão, que muitas vezes acontece, como sempre observamos, não saber o que fazer. A este propósito lembrarei a fabula do burro que nos conta Buridan. Professor de psicologia, e querendo estudar o efeito da força psíquica nos animais, encurralou um burro privando-o de toda alimentação por alguns dias, em dado momento, inesperadamente, colocou-lhe próximo um feixe de capim e um balde d'água. O animal em um estado tal de perturbação e indecisão, fixando-os sem nenhuma iniciativa, não sabendo por qual deles começar cai atordoado morrendo instantes depois.

Por onde concluímos que a dúvida, a incerteza, a indecisão são elementos neutralizadores, deprimentes e destruidores.

Todo aquele que pretende alcançar o equilíbrio físico-psíquico segundo as leis do SUPERMENTALISMO, deverá evitar manter em sua mente, pensamentos depressivos, contrários ao seu altruístico e alto objetivo, qualquer que seja a situação difícil que se encontre, afirmando a si mesmo que há de vencer e que sabe vencer.

O efeito de uma palavra amiga, ou de uma orientação dada a quem no-la solicita, quase sempre é dos mais surpreendentes.

Vou relatar aqui, dentre os inúmeros fatos diários, um, alias interessante, ocorrido comigo há um ano mais ou menos:

Certo dia encontrei na Rua do Ouvidor um rapaz que conhecera no Pará e que se dirigiu a mim sem que eu a princípio o reconhecesse. Estava com a fisionomia abatida, a barba por fazer, os cabelos crescidos, a roupa cheia de nódoas e grandemente amarrotada.

Deu-se a conhecer e contou-me a situação angustiosa, dizia ele, em que se encontrava, pois casado, tendo mulher e filhos a sustentar, não obtinha despacho favorável a sua pretensão junto a uma de nossas empresas de navegação, já tendo feito três requerimentos sem resultado, acrescentando que julgava ser a única solução possível o suicídio. Dei-lhe plena razão, que realmente tinha motivos para isso, no entretanto, observei-lhe que o mais eficaz (que tinha a fazer) e positivo para livrar-se dessa situação, era mostrar uma resistência e vontade inabaláveis, capazes de neutralizarem todos os obstáculos que assumissem tal atitude por capricho, pois naturalmente tinha nessa Companhia alguém que lhe era desafeto, embora não o soubesse, só assim poderia vence-lo, que desse entrada em tantos documentos quantos fossem necessários para obter o que desejava, pela desistência do mesmo persistente, pois este para se livrar dele acabaria cedendo.

Despedi-me dele, passaram-se muitos meses, até que, em outro ponto da cidade sinto baterem-me no ombro, viro-me e qual não é a minha surpresa ao ver o tal rapaz, já agora completamente mudado, fisionomia alegre, prazenteira, trajado com decência, um outro homem que me agradece o conselho dado, o qual produzira o melhor efeito possível, pois logo no primeiro requerimento que tentara a seguir, após a nossa conversa, isto é, o quarto requerimento, obtivera o que desejava.

Qual o fenômeno que se operou para essa realização? Ao que responderei: em primeiro lugar no campo astral, modificando as leis vibratórias; e em segundo lugar no campo psíquico do próprio indivíduo estabelecendo uma profilaxia mental, fazendo assim com que sua personalidade magnética viesse a periferia, remodelando totalmente a vontade, a maneira de pensar e a iniciativa.

Verificamos dessa forma, o quanto pode uma palavra amiga, uma irradiação silenciosa de auxílio, o desejo íntimo de beneficiar, e, principalmente, o conhecimento do manejo calculado dessas forças no invisível, isto é, o conhecimento da psicobiologia e parapsiquia.

Quando se emite uma onda mental, e que esta emissão é projetada, vibrada com o conhecimento no resultado, constitui-se uma força tão intensa, positiva, que todas as irradiações de caráter deprimente, maléfico, elementos negativos, transformam-se em elementos positivos.

É esta lei que governa os mundos super-sensíveis, inter-astrais, planetários e o microcosmo (pequeno mundo em que vive o homem).

Desta forma fica compreendido que o transformador das maravilhosas energias do ser humano, é a vontade quando educada, pois que ela pode alcançar uma velocidade tão intensa, capaz de destruir os núcleos vibratórios das irradiações maléficas que, em torno do indivíduo, originam sérias alterações físicas (saúde ou doença), os empecilhos e obstáculos de ordem emocional (paixões, idéias fixas), as reações de desequilíbrio sentimental e físico transtornando o indivíduo ao ponto de cometer os atos mais degradantes, como se fora um louco, podendo persistir ou neutralizar-se, isto é, haver a destruição dos resíduos psíquicos, os quais se manifestam e se desenvolvem com tal intensidade, que se for solicitado novamente ao subconsciente, reavivando a idéia, esta produz uma centelha elétrica, cujo fenômeno é semelhante ao do magnésio nas fotografias, produzindo um alarme de socorro maléfico, dando-se, novamente, outra infestação micro-psíquica. Esta explosão magnética reflete-se abalando todas as células, que de intensidade em intensidade, produz a infecção física, física mental, deixando o indivíduo como que fulminado por uma descarga elétrica, de pequena voltagem; indiferente, desanimado, super sensitivo, altamente sugestionável, sem vontade, com incapacidade para qualquer ação, um motor-vivo; metamorfose que se opera, constantemente, com todos os seres humanos, tornado-se menos intensa para os que conhecem as transmutações das correntes volitivas. Alcançando assim, a vontade a supremacia absoluta, condutora da energia, do ânimo, da calma, da resistência consciente, do otimismo consciente e por fim o triunfo otimista, verdadeiro flagelo para essas ondas de maldade calculada, larvas, formas pensamentos perturbadoras, astrais inferiores, elementos básicos da baixa goercia.

O resultado que se opera no indivíduo é o seguinte: o indivíduo quando em estado positivo consciente. Irradia em torno de si uma fosforescência, cuja ação térmica é tão intensa que chega a produzir nas entidades inferiores verdadeiros choques elétricos, as centelhas que se desprendem desses choques, produzem um fenômeno semelhante ao de ligarmos um intenso foco de luz elétrica, claridade essa que dá como conseqüência, uma verdadeira cegueira, atordoamento nas forças inferiores do invisível, acontecendo, no plano físico um outro fenômeno analógico, como o da luz sobre a escuridão, a inteligência sobre a ignorância.

Com as maravilhas das infinidades de fenômenos que podemos alcançar, nenhum ser deixará de se deslumbrar.

Muitas outras coisas interessantes vos apresentarei no decorrer destas palestras, e, se vossa perspicácia estiver atenta, colhereis os resultados maravilhosos que são operados sempre com a consciência da Verdade.

O que acabo de expor, é uma pequena demonstração do que é o Supermentalismo para os Nirmanakaias, e do ponto de vista reeducacional, que torno claro para todos vós, e de cujos conhecimentos práticos sou o interprete com muito prazer.

Digo-vos com toda a franqueza, após uma exposição científica oculta dessa natureza, há razão para alguém continuar a ser pessimista?

Seja qual for a situação perturbadora que vos possa encontrar, mantende sempre em vossas mentes as seguintes palavras, que representam estações telegráficas emissoras aos inimigos visíveis ou invisíveis:

Tudo isso passa.
Aqui é proibido a inquietação, os desgostos.
As dúvidas, o pessimismo.
Só há lugar para a Alegria, o Prazer, a Paz e a Harmonia.
Dessas irradiações continuas partidas de vossas mentes, Recebereis em resposta o socorro dos

planos SUPERIORES.

Despedindo-me, até breve, vos desejo felicidade.

* De acordo com o Budismo Mahaiana este três termos referem-se aos três corpos, ou modos de ser do Buda. Do sânscrito, Trikaya, “três corpos”; o Dharmakaya (corpo essencial), o modo não manifesto, o estado supremo de conhecimento absoluto; o Sambhogakaya, corpo de felicidade, o modo do paraíso; e o Nirmanakaya (corpo de transformação), o modo terreno, o Buda como ele apareceu na terra ou manifestou a si mesmo como um bodhisattva, ou seja, aquele que atingiu o Nirvana, mas fez voto de permanecer ajudando ativamente os que ainda não foram iluminados e sofrem. Nota do transcritor.

Sem “Slogans” ou chaves mágica, é um trabalho que será feito dentro da mente de cada um de nós, com o resultado que logo observaremos ser satisfatório, pois nos leva ao despertar gradativo para as realidades da vida, e nossa consciência se expande, as percepções se ampliam e passamos a cumprir a nossa participação no Planeta Terra.

Cada um de nós e nós todos em conjunto somos livres, mas ao mesmo tempo responsáveis, e neste propósito, aceitar um Ideal Superior, SUPERMENTAL, representa um alvo para onde devemos convergir nossos esforços.

VIVEKANANDA

A tendencia natural da mente de Vivekanada, assim como a de seu mestre, Ramakrishna, foi de elevar-se acima do mundo e esquecer de si mesmo em contemplação do Absoluto. Mas outra parte de seu ser sangra com a igual visão do sofrimento humano no Oriente e no Ocidente. Esta

característica de sua mente raramente encontra um ponto de descanso em sua oscilação entre contemplação de Deus e serviço ao homem. Ele escolheu ser desta forma em obediência a uma alto chamado, servir ao homem é a sua missão na terra.

 

SUPERMENTALISMO

O caminho do SUPERMENTALISMO é o desenvolvimento do ensino pessoal.

Ninguém se convence de coisa alguma até que perceba ser  inteiramente verdadeira.

Podemos ouvir explanações sobre princípios espirituais, falar, ler a respeito, mas a prova final está no testemunho interno. E é só neste momento que iremos conseguir compreender.

O conhecimento tem como alicerce a percepção. Não existe conhecimento sem percepção.Para adquirir a percepção é necessário que sejamos simples, e deixemos que a vida seja a nossa mestra, usando os seus ensinamentos para o nosso aperfeiçoamento.

Só obtemos esse conhecimento pela nossa experiencia pessoal, o que não é tão difícil, como poderá parecer a primeira vista, pois esta percepção está no intimo do nosso ser, dentro de cada um de nós.

O homem está neste plano terreno para cumprir uma finalidade que lhe é própria e cabe-lhe agir com permanente cuidado em suas atitudes, como cidadão consciente e responsável da coletividade a que pertence Para o cumprimento de seus deveres e obrigações no mundo material que vive, não pode se esquecer do desenvolvimento de suas qualidades e de sua força interna, que abrirá os canais que conduzirão os seus semelhantes a um mundo melhor.

O SUPERMENTALISMO é uma verdade, uma luz Guiadora. É uma chave que abre o nosso progresso, como afirmou o nosso Mestre.

A filosofia Supermentalista não se propõe a ser um novo ato de fé, algo a ser aceito de forma absolutista. Ela se propõe a ajudar os que desejam Tattwa Nirmanakaia Sociedade Scientífica Supermentalista

Fundada em 17 de Outubro de 1926.

 

 

Indice                 -                 Compilado por Beraldo Figueiredo                        -              Página Principal

Indice

Página Principal