Índice Projeciologia - Índice do Site Principal

compilado por Beraldo Lopes Figueiredo

Página Projeciologia   - Página Principal

 

07 - VEÍCULOS DE MANIFESTAÇÃO DA CONSCIÊNCIA

 

ÍNDICE:

07.01 - EGO

07.02 - PSICOSSOMA (CORPO ASTRAL)

07.03 - DUPLO ETÉRICO

07.04 - SOLTURA DO DUPLO ETÉRICO

07.05 - CORDÃO DE COBRE

07.06 - CORDÃO DE PRATA (CORDÃO ASTRAL)

07.07 - CORPO MENTAL

07.08 - CORDÃO DE OURO

07.09 - ANATOMIA DO CORPO HUMANO (OUTRA PÁGINA)

07.10 - CHAKRAS

 

07.1 EGO:
 

Substrato do princípio espiritual individualizado, estado de consciência primordial.
 

Sinônimos: Alma, Atman, espírito, eu, corpo causal, pneuma, individualidade, superconsciente, verdadeiro eu.

Instrumentos: Evidentemente o corpo humano, o duplo etérico, corpo astral, corpo mental e corpo causal não são cada qual isolados, tais corpos são na verdade instrumentos, pois não pensam separadamente, eles formam a CONSCIÊNCIA, porque o ser humano é multidimensional.

Classificação: A consciência encarnada pode ser classificada em si, na sua essência segundo 3 aspectos:


- Subego: Constitui este a parte mais obscura do ser, subterrâneo, primitivo, instintivo, animal da personalidade. O ID que é autônomo, subpessoal, mantém relação direta com o duplo etérico (plano dos desejos).

 

- Ego: Constitui-se do ser desperto, na vigília consciente, social, mantém relação com o corpo mental (preso no paracérebro do psicossoma e do cérebro físico).

- Superego: É a voz da consciência, o mantenedor dos códigos éticos, o desconfiômetro, mantém contato direto com a consciência cósmica.

 

Corpo físico, Corpo Astral e Corpo Mental

07.2 – PSICOSSOMA (CORPO ASTRAL):

SOMA = CORPO FÍSICO.
PSICOSSOMA = CORPO ASTRAL. + Perispírito

Do grego Psychké, alma, soma, corpo: Veículo da consciência que atua no plano extrafisico (plano astral).

Composição: Cópia perfeita do corpo físico, construído célula por célula, fala-se de sua composição: Partículas elementares, campos eletromagnéticos e gravitacionais e fótons (partículas de luz). A rigor o psicossoma é matéria astral, diretamente falando apenas uma FORMA PENSAMENTO.

 

Densidade: O psicossoma (sede do corpo Mental), constitui condensador de energia cósmica da consciência, seja encarnado ou desencarnada. O CORDÃO ASTRAL serve como regulador da densidade da matéria astral, esta mesma densidade, por sua vez regula a condensação, fluidez ou rarefação do psicossoma. Estabelece sua órbita vibratória e permite a absorção da matéria sutil.
O psicossoma tem condição impar, por ser intermediário de dois veículo, pelo cordão de Prata liga-se ao corpo físico e pelo cordão de Ouro liga-se ao corpo Mental. Somente o psicossoma permite ao encarnado ou desencarnado sentir a atuação das correntes hidromagnéticas extrafísicas.
O psicossoma sobrevive a primeira e segunda morte, que o descarte do corpo humano e do cordão Astral (cordão de prata).

Agente Modelador: O psicossoma não cresce, quem se modifica é o corpo físico, mas celularmente o psicossoma por possuir uma memória molda-se celularmente modificando-se junto como o corpo físico.

PESO: O peso do psicossoma é cerca de 1 miléssimo do peso do corpo humano. Um corpo físico de 100 kilos terá 100 gramas aproximadamente, mas em média um corpo astral possui 70 gramas.

Força: O psicossoma projetado possui mais força mecânica do que quando acoplado ao físico.

Projeção: O psicossoma pode sai do corpo físico por qualquer parte, pelo lado, pelos pés, pela cabeça, pelas costas, nuca, testa, pelas mãos.

Sonambulismo extrafísico: É quando o psicossoma mantém uma atividade fora do corpo físico sem a participação efetiva do ego.

 

Ver Corpo Astral neste link.

 

07.3 – DUPLO ETÉRICO:

Definição: Invólucro vibratório, corpo dos chakras, aerossoma, armadura energética, Bardo (tibetano), corpo vaporoso, corpo de vitalidade, corpo unificador do SOMA com o PSICOSSOMA.

Contextura: Ultrapassa as linhas plásticas do corpo humano em torno de um centímetro, apresenta contextura densa nos seres menos desenvolvidos e sutis nos mais evoluídos.

 

Característica: Destaca-se a forma humanóide maior do que o corpo humano.
Devem ser considerado os milhares de nadis (pequenos canais de circulação energética) bem como os chakras, tanto na parte externa como interna do corpo etérico que transmitem energias para as células do corpo físico.


O duplo etérico não atua como veículo separado, individual para a manifestação da consciência, nem se presta ao recolhimento de informações, porque ele não é portador do cérebro físico nem do paracérebro que está no PSICOSSOMA, não possui órgãos sensoriais.


 

 

O duplo etérico é um veículo de vitalidade prana, ou energia cósmica, não é instrumento de lucidez física. Sua função é absorver energias e DISTRIBUIR PELO CORPO NA QUALIDADE INTERMEDIÁRIA ENTRE OS DOIS CORPOS (SOMA + PSICOSSOMA).

 

Relações: Com o corpo físico, cordão de prata, psicossoma, aura humana, estado vibracional, exteriorização de energias, fenômenos paranormais, tais como telecinesia, aparições fotográficas, autoscopia externa, elaboração do ectoplasma.

Reações Sentidas: O duplo etérico reage a todos os pensamentos e emoções do indivíduo influencia as funções e controla o metabolismo do corpo humano, atua na nutrição e reparação das células gastas ou enfermas substituindo-as por outras sadias, recuperando as perdas materiais do corpo humano

Processo de Separação dos Corpos: Não existe uma projeção total do Duplo Etérico para fora do corpo físico (soma), se isso existir por um segundo que seja existirá a MORTE BIOLÓGICA.
Por isso deve-se entender que uma certa porcentagem fica no corpo físico na hora de uma projeção astral, afinal o cordão astral está ligado diretamente no duplo etérico tanto numa ponta como na outra.

 

Cordão Astral: O DUPLO ETÉRICO já é por si mesmo um elo de ligação entre os dois corpos, sendo que o Cordão Astral já é por si mesmo um dos componentes do duplo etérico, que se manifesta em determinadas circunstancias como a PROJEÇÃO ASTRAL e em alguns casos na CLARIVIDÊNCIA VIAJORA sem o psicossoma.


07.4 - SOLTURA DO DUPLO ETÉRICO:

É a condição de Liberdade relativa de atuação do corpo energético, ou duplo etérico, em relação ao corpo astral (psicossoma) e ao corpo humano.

Sinônimos: Projeção do duplo etérico, projeção prânica.

Causas: Fatores que predispõe m o surgimento da condição de soltura do duplo etérico. Estado Vibracional Voluntário, projeção assistencial , projeções conscientes em série, projeção mental, despertamento da Kundalini, mediunidade, criação da concha protetora.

Sensação: É bem característica mesmo de soltura, é como se alguma coisa soltasse dentro de nós e continuasse nos acompanhando , embora sempre presa a nós, flutuasse ao nosso redor.

Desintoxicação: A intoxicação vibratória do organismo, ou a descompensação energética, é a condição na qual o ser encarnado não consegue fazer circular a energia consciencial dentro de si mesmo. Portanto a plena condição de soltura do duplo etérico só é alcançada quando já ocorreu a desintoxicação vibratória completa dos veículos de manifestação da consciência do projetor. Por isso é mais comum quando existe uma projeção assistencial ajudada por amparadores, no qual o projetor doou suas energias para ajuda dos enfermos ou entidades necessitadas de energias (tanto encarnados como desencarnados).

 

Efeitos: A condição de soltura do duplo etérico provoca, além de outros, DOZE efeitos bem definidos:


1- Estado Vibracional espontâneo com ou sem projeção consciencial.
2- A captação do projetor ou médium através de sensações de vibrações por todo o corpo da presença de seres desencarnados sem enxergá-los diretamente.
3 – O desencadeamento do banho fluídico comum com freqüência maior de atuação.
4 – Instalação plena da Aura projetiva.
5 – Projeção astral consciente com maior lucidez (padrão efetivado).
6 – Projeções conscientes em série.
7 – Sensação de em certas circunstância sentir a perda de energia numa projeção simples.
8 – Saber quando da realização de uma projeção consciente com antecipação.
9 – Aumento da autoluminosidade do corpo astral, bem como o controle das mesmas.
10 – Sentir-se maior do que o corpo físico. Principalmente na altura.
11 – Surgimento de arrepios agradáveis em todo o corpo.
12 – A soltura do duplo etérico torna o ser num DOADOR UNIVERSAL permanente de ENERGIA CONSCIENCIAL.

Descoincidência: A soltura do duplo etérica caracteriza o tipo mais comum do fenômeno da descoincidência vigil da consciência encarnada.

Reatamento: Existem fatos que evidenciam a soltura do duplo etérico, chamado de DESATADO do soma, mas o Reatamento pode acabar de uma hora para outra ainda por fatos desconhecidos, reatando energeticamente a condição anterior de coincidência ordinária, severa, do corpo humano, duplo etérico e corpo astral (soma+duplo etérico+psicossoma). Evidentemente esse reatamento causará um RECESSO PROJETIVO CONSCIENTE (Temporário ou permanente).

 

Ver Duplo Etérico neste link.

 

7.5 – CORDÃO DE COBRE:

Há quem denomine o mesmo cordão de Prata de Cordão de Cobre quando dentro da Faixa de atividade da mente criptoconsciente (Inconsciente controlador), devido a ele estar revestido com a camada densa do duplo etérico. Também conhecida por ESFERA EXTRAFÍSICA DE ENERGIA (área vegetativa do corpo astral). Tudo porque quando ele está dentro dessa faixa ele é grosso e denso (segundo observações de projeciologistas cerca de 1 polegada de diâmetro), possuindo uma coloração sépia em alguns casos.

7.6 – CORDÃO DE PRATA (CORDÃO ASTRAL):

Apêndice energético, apêndice extrafísico, barbante azul, cordão da vida, cordão fluídico, corda de luz.
PARA-ANATOMIA DO CORDÃO ASTRAL: Dentre as características do cordão de prata destaca-se as ramificações ou vários minicordões ou fios finos cintilantes.

 

Cada molécula (figura ao lado) do corpo físico possui uma molécula astral ligada por um elo etérico, que serve como intermediário, esse elo forma um pequeno fio que unem-se aos milhares formando o cordão astral que quando existe o desdobramento corpóreo, ele sai pela nuca do corpo físico até a paranuca do corpo astral (psicossoma).

SENSAÇÕES: Poucos projetores conscienciais chegam a ver com nitidez, e examinar de modo convincente o cordão astral. Na grande maioria dos projetores sente a presença do cordão, sente sua força de atuação, alguns por inexperiência chegam afirmar erroneamente que são obsediados por seres estranhos quando se sentem pesados, agarrados, empurrados por alguém que não enxergam.. Alguns projetores dizem não existir o cordão, porque nunca viram, mesmo quando tentaram.

Três tarefas se tornam difícil para os mais experimentados projetores:
1º ) Ver o seu cordão astral, tocar, examinar.
2º ) Ver o cordão astral de outros encarnados.
3º ) Ver o seu e o cordão de vários encarnados projetados.

ESPESSURA: Dentro da faixa de atividade do cordão de prata, área de controle do cordão sobre o corpo astral, a espessura varia de 7, 5, 4 cm de diâmetro, fora da faixa ele tende ficar como um fio de teia de aranha, e não fica mais fino do que isso seja qual for a distância.

COR: Varia muito de pessoa para pessoa, mas de modo geral ele é cintilante e prateado, mas essa variação não foge muito, desta cor a não ser na intensidade. Quando próximo do corpo, e com diâmetro mais grosso, em alguns casos tem a cor marrom (sépia cintilante).

 

CONEXÕES: Supõe-se, por hipótese de que a conexão se dê pela medula oblongada e o encéfalo, talvez com grande possibilidade de estar ligado a epífise (pineal), é uma série de ramificações intracelulares pelo organismo todo, acredita-se que essas ramificações se espalham por todos os centros vitais de todos os órgãos e chakras. A ramificação principal fica no corpo físico, é como um pé de taça cônico, ligado na nuca física, a parte mais fina fica no psicossoma (paranuca).

NATUREZA: A natureza material é bioplasmática, sua estrutura é de uma energia muito próxima a do corpo astral (psicossoma) porém mais sutil do que o ectoplasma ou matéria astral. Existem duas estruturas energéticas sendo mais densa na parte do corpo físico e mais sutil na parte do corpo astral.

RECOLHIMENTO: O cordão astral passa a maior parte recolhida na intimidade da células sem se mostrar.

ELO DE LIGAÇÃO: Muitos projetores afirmam que a ligação do cordão astral é pelo umbigo, porém em alguns casos o cordão faz um arco pelas costas saindo ora pelo peito, ora pelo umbigo, pela testa, pelo topo da cabeça, pelo meio dos olhos, muitos casos pelo ouvido, mas sua ligação é pela NUCA, onde tem sua raiz cônica.

ENTORPECIMENTO FÍSICO: O sinal inicial de libertação corpo físico do corpo astral é a libertação dos liames do cordão de prata, fato comum na decolagem do psicossoma.

PULSAÇÕES: Em certas ocasiões o projetor percebe a pulsação vitais das correntes energéticas (fluxo e refluxo), pode-se notar em alguns casos que o psicossoma também tem essas vibrações vivas e radiantes.

RETRAÇÃO DO CORDÃO ASTRAL: O Cordão de prata, pode ser retraído de várias maneiras:
Lentamente, por etapas, normal, rápido, suprarápido. Depende da distância e do local, ele pode superar a velocidade da luz, para retrair-se imediatamente. As vezes estamos projetados e acordamos no mesmo instante no corpo, a rapidez do processo é tão grande que supomos ter vindo de um sonho e não de uma projeção astral, porque acordamos imediatamente.

 

7.7 – CORPO MENTAL:

Veículo de Manifestação da Consciência encarnada, quando ela atua sem o CORPO FÍSICO, DUPLO ETÉRICO e o PSICOSSOMA (CORPO ASTRAL).

SINÔNIMOS: Centro Móvel de Energia, Bola de Luz, Corpo do Intelecto, Corpo dos Sentimentos, Corpo dos Sonhos, Sétima Consciência (Budismo), Terceiro Elemento, Foco de Luz Viva, corpo de Sabedoria.


SEDE:A sede do Corpo Mental é dentro da Cabeça do Psicossoma (Corpo Astral que por sua vez está sediado dentro da Cabeça do Corpo Físico. Quando o corpo Astral se projeta para FORA DO CORPO FÍSICO, o corpo Mental vai junto, deixando o corpo físico apenas com uma percentagem de duplo etérico e a ligação com o cordão astral.

DESPERTADOR: O Corpo Mental constitui de fato o único despertador eficiente da consciência para a EVOLUÇÃO CÓSMICA E UNIVERSAL.

MATURIDADE: A maturidade da consciência na vida terrestre ainda permanecerá por muitos milênios, condicionada a maturidade biológica do cérebro e do corpo humano da criatura terrestre. Em outras palavras a idade biológica influi e condiciona a idade mental, psicológica e física vivida no corpo humano na encarnação atual do corpo.

SOLTURA: É no plano extrafísico que ocorre a SOLTURA DO CORPO MENTAL através de uma PROJEÇÃO DO CORPO MENTAL.

TERCEIRA MORTE: É chamada pelos ocultistas, espíritas e orientais como a terceira morte a LIBERTAÇÃO DO CORPO MENTAL do psicossoma através do rompimento do cordão de Ouro. Neste caso convém esclarecer que a PRIMEIRA MORTE é o rompimento do cordão Astral (cordão de prata) do corpo físico, desta forma o psicossoma fica com o duplo etérico, já a SEGUNDA MORTE é a soltura do duplo etérico integral do psicossoma, ocasião em que o PSICOSSOMA fica mais leve

INVULNERABILIDADE: O Corpo Mental quando projetado, não permite ataques extrafísicos, também mostra-se invulnerável as correntes hidromagnéticas extrafísicas, densidade ambiental.

 

PLANO MENTAL: O corpo mental é o veículo de manifestação deste plano, porém ele pode ir a qualquer plano inferior ao seu, mesmo o umbral, bastando regular a freqüência.

CARACTERÍSTICAS: Destacam-se: Mente cósmica; transmissor de imagens, pensamentos e sentimentos; irradiador de ondas energéticas mentais; criador de formas pensamentos; magnificador de tudo; psicometrizador do universo; manipulador das energias cósmica.

 

7.8 – CORDÃO DE OURO:

É o elo unificador entre o psicossoma (corpo astral) e o Corpo Mental (consciência projetada).

CONEXÕES: Racionalmente supõe-se que existam duas conexões energéticas na paracabeça do psicossoma com o corpo mental. Não existe o cordão, sim um elo energético semelhante ao controle remoto magneticamente mantendo um elo entre esses dois veículos. Mas mesmo projetado um corpo mental não mostra visível o cordão de ouro, ainda é um mistério a anatomia aos nossos conhecimentos atuais. Prova existencial que existe o cordão é o fato de quando mexem no corpo físico quando adormecido, este avisa o corpo astral que avisa o corpo mental e o acoplamento entre os corpos é imediato, quando duma projeção de um encarnado.

PARALELOS ENTRE O CORDÃO ASTRAL E O CORDÃO DE OURO:

1- RAIZES:
O cordão de prata, abrange em suas raízes toda a forma humana do homem dos pés a cabeça, já o cordão de ouro supõe-se apenas com a consciência humana (corpo mental).

2 – INSERÇÕES: O cordão de prata é mais material, tendo inserções diretamente no corpo humano.

3 – NATUREZA: O cordão de prata tem Volume, peso, forma, motricidade, é tátil e bem definido. Já o cordão de ouro é um elo energético remoto, invisível.

4 – DEPENDÊNCIA: O cordão de prata tem mais dependência do psicossoma do que do corpo físico, porque está inativo quando o psicossoma está acoplado ao corpo humano. O cordão de ouro não possui dependência nenhuma, supõe-se ser parte do próprio corpo mental.

 

5 – SENSAÇÕES: O Cordão de prata produz sensações diversas, enquanto que o cordão de ouro não possui nenhuma sensação de sua existência, apenas veicula idéias, imagens e pensamentos da consciência projetada.

6 – APÊNDICE:
O cordão de prata constitui , sem dúvida um apêndice do psicossoma (corpo astral).

7 – PLURALIDADE: O cordão de prata é renovável a cada reencarnação, já o cordão de ouro é único enquanto o corpo estiver reencarnando em diversos corpos.

8 – GUARDIÃO: O cordão de prata é o guardião do corpo astral no plano astral, ele controla e protege o corpo astral, qualquer mudança que seja para ele aviso de perigo, ele se retrai. O cordão de ouro é apenas o transmissor, elo do corpo mental.
 

7.9 – ANATOMIA DOS CORPOS ESPIRITUAIS: Clique aqui para acessar página com mais detalhes

 

 

7.10 – CHAKRAS:

Núcleos energéticos, vórtices, chacras, aceleradores extrafísicos, canais energéticos, usinas de energia, padmas, centros bioenergéticos, canais vitais, centro bioquímicos.

Constituem basicamente o duplo etérico, veículo de energia do corpo humano, elo unificador dos corpos: físico e extrafísico (soma + psicossoma).

Existem 7 chakras magnos, 30 grandes. Depois entre médios e pequenos a soma chega a cerca de 88.000.
Em formato de um redemoinho assemelha-se a água quando se escola pelo ralo, ele distribui a energia prânica.
No homem comum ele tem cerca de 3 cm de diâmetro com fraca luminosidade, quanto mais evoluído for o ser, mais ativo ele se torna.

 

Ver matéria de Chakras (CLIQUE)

 

Texto extraído e baseado no Livro Projeciologia de Waldo Vieira.

 

 

Waldo Vieira, autor da obra mais completa sobre projeção Astral:

O Livro Projeciologia com mais de 1000 páginas com cerca de 475 obras consultadas e 118 específica sobre o tema.Também é autor de um diário sobre suas projeções.

Criador do IIPC - Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia.

Site: http://www.iipc.org.br/

 

compilado por Beraldo Lopes Figueiredo

<Topo>

Índice Projeciologia - Índice do Site Principal

Página Projeciologia   - Página Principal